MEDITAÇÃO – MENSAGENS – ANO BÍBLICO

– Meditação Matinal de EGW (Português).:

Temas Inexauríveis

“Foi a respeito desta salvação que os profetas indagaram o inquiriram, os quais profetizaram acerca da graça a vós outros destinada, investigando atentamente qual a ocasião ou quais as circunstâncias oportunas, indicados pela Espírito de Cristo, que neles estava, ao dar de antemão testemunho sobre os sofrimentos referentes a Cristo, e sobre as glórias que os seguiriam. … Coisas essas que anjos anelam perscrutar”. I S. Ped. 1-10-12.
Nesta vida podemos apenas começar a compreender o maravilhoso tema da redenção, com nossa compreensão finita podemos considerar muito encarecidamente a ignomínia e a glória, a vida e a morte, a justiça e a misericórdia, que se encontram na cruz; todavia, com a máxima esforço de nossa faculdade mental, deixamos de apreender seu completo significado. O comprimento e a largura, a profundidade e a altura do amor que redime não são senão palidamente compreendidos. O plano da redenção não será amplamente penetrado, mesmo quando os resgatados virem assim como eles são vistos, e conhecerem como são conhecidos; antes, através das eras eternas, novas verdade desdobrar-se-ão de contínuo à mente cheia de admiração e deleite. Posto que os pesares, dores e tentações da Terra estejam terminados, e removidas suas causas, sempre terá o povo de Deus um conhecimento distinto, inteligente, do que custou a sua salvação. …
O mistério da cruz explica todos os outros mistérios. A luz que emana do Calvário, os atributos de Deus que nos encheram de temor e pavor, aparecem belos e atraentes. Misericórdia, ternura e amor paternal são vistos a confundir-se com santidade, justiça e poder. Enquanto contemplamos a majestade de Seu trono, alta e sublime, vemos Seu caráter em suas manifestações de misericórdia, e compreendemos, como nunca dantes, a significação daquele título enternecedor:
“Pai nosso”. Ver-se-á que Aquele que é infinito em sabedoria não poderia idear plano algum para nos redimir, a não ser o sacrifício de Seu Filho. A compensação desse sacrifício é a alegria de povoar a Terra com seres resgatados, santos, felizes e imortais. O resultado do conflito do Salvador com os poderes das trevas, é alegria para os remidos, redundando para a glória de Deus por toda a eternidade. E tal é o valor de cada alma que o Pai está satisfeito com o preço pago; e o próprio Cristo, contemplando os frutos de Seu grande sacrifício, exulta, também. – GC, 643, 649.
Ano Bíblico: Apoc. 7-9. – Juvenis: Apoc. 1.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=100&p=364

– Meditação Matinal de EGW (Espanhol).:

TEMAS INAGOTABLES

Los profetas que profetizaron de la gracia destinada a vosotros, inquirieron y diligentemente indagaron acerca de esta salvación, escudriñando qué persona y qué tiempo indicaba el espíritu de Cristo que estaba en ellos, el cual anunciaba de antemano los sufrimientos de Cristo, y las glorias que vendrían tras ellos. (1 Ped 1: 10, 11).
En esta vida apenas podemos empezar a comprender el tema maravilloso de la redención. Con nuestra inteligencia limitada podemos considerar con todo fervor la ignominia y la gloria, la vida y la muerte, la justicia y la misericordia que se tocan en la cruz; pero ni con el mayor esfuerzo de nuestras facultades mentales llegamos a comprender todo su significado. La largura y anchura, la profundidad y altura del amor redentor se comprenden tan sólo confusamente. El plan de redención no se entenderá por completo ni siquiera cuando los rescatados vean como serán vistos ellos mismos y conozcan como serán conocidos; pero a través de la edades sin fin, nuevas verdades se desplegarán continuamente ante la mente admirada y deleitada. Aunque las aflicciones, las penas y las tentaciones terrenales hayan concluido, y aunque la causa de ellas haya sido suprimida, el pueblo de Dios tendrá siempre un conocimiento claro e inteligente de lo que costó su salvación. . .
El misterio de la cruz explica todos los demás misterios. A la luz que irradia del Calvario, los atributos de Dios, que nos llenaban de temor respetuoso, nos resultarán hermosos y atractivos. Se ve que la misericordia, la compasión y el amor paternal se unen a la santidad, la justicia y el poder. Al mismo tiempo que contemplamos la majestad de su trono, tan grande y elevado, vemos su carácter en sus manifestaciones misericordiosas y comprendemos, como nunca antes, el significado de este conmovedor vocativo: “Padre nuestro”.
Se echará de ver que Aquel cuya sabiduría es infinita no hubiera podido idear otro plan para salvarnos que el del sacrificio de su Hijo. La compensación de este sacrificio es la dicha de poblar la tierra con seres rescatados, santos, felices e inmortales. El resultado de la lucha del Salvador contra las potestades de la tinieblas es la dicha de los redimidos, la cual contribuirá a la gloria de Dios por toda la eternidad. *

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=101&p=364

– Meditação Matinal de EGW (Inglês).:

December 24 – Inexhaustible Themes

Of which salvation the prophets have enquired and searched diligently, who prophesied of the grace that should come unto you: searching what, or what manner of time the Spirit of Christ which was in them did signify, when it testified beforehand the sufferings of Christ, and the glory that should follow…. Which things the angels desire to look into. 1 Peter 1:10-12.
In this life we can only begin to understand the wonderful theme of redemption. With our finite comprehension we may consider most earnestly the shame and the glory, the life and the death, the justice and the mercy, that meet in the cross; yet with the utmost stretch of our mental powers we fail to grasp its full significance. The length and the breadth, the depth and the height, of redeeming love are but dimly comprehended. The plan of redemption will not be fully understood, even when the ransomed see as they are seen and know as they are known; but through the eternal ages new truth will continually unfold to the wondering and delighted mind. Though the griefs and pains and temptations of earth are ended and the cause removed, the people of God will ever have a distinct, intelligent knowledge of what their salvation has cost…. {Mar 366.1}
The mystery of the cross explains all other mysteries. In the light that streams from Calvary the attributes of God which had filled us with fear and awe appear beautiful and attractive. Mercy, tenderness, and parental love are seen to blend with holiness, justice, and power. While we behold the majesty of His throne, high and lifted up, we see His character in its gracious manifestations, and comprehend, as never before, the significance of that endearing title, “Our Father.” {Mar 366.2}
It will be seen that He who is infinite in wisdom could devise no plan for our salvation except the sacrifice of His son. The compensation for this sacrifice is the joy of peopling the earth with ransomed beings, holy, happy, and immortal. The result of the Saviour”s conflict with the powers of darkness is joy to the redeemed, redounding to the glory of God throughout eternity. And such is the value of the soul that the Father is satisfied with the price paid; and Christ Himself, beholding the fruits of His great sacrifice, is satisfied. {Mar 366.3}
Through all eternity the ransomed host will be His chief glory. {Mar 366.4}

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=129&p=364

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Mensagens para Evangelistas.:

Centenas de homens deveriam estar empenhados em levar a luz a todas as nossas cidades, vilas e povoados. O espírito do povo precisa ser agitado. Deus diz: Seja a luz levada a todas as partes do campo. Ele deseja que os homens sejam condutos de luz, levando-a aos que estão em trevas. Testimonies, vol. 4, pág. 389 e O Colportor Evangelista, pág. 84.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=43&p=84

– Mensagens para Jovens.:

É um fato alarmante que o amor ao mundo predomina no espírito dos jovens em geral. Muitos se comportam como se as preciosas horas de graça, enquanto ainda há misericórdia, fossem um grande dia de festas, e eles estivessem no mundo meramente para sua própria diversão, para se alegrarem numa contínua sucessão de excitamentos. Encontram no mundo e nas coisas do mundo os seus prazeres, e são estranhos ao Pai e às graças de Seu Espírito. Muitos são negligentes em sua conversação. Tentam esquecer que, por suas palavras, hão de ser justificados ou condenados. Deus é desonrado pela frivolidade e as conversas e risos vazios e vãos que caracterizam a vida de muitos dentre os nossos jovens. Satanás faz esforços especiais para levá-los a encontrar sua felicidade em diversões profanas, e justificar-se procurando mostrar que essas diversões são inofensivas, inocentes, e mesmo importantes para a saúde. Apresenta o caminho da santidade como sendo difícil, enquanto os caminhos do prazer munda
no estão semeados de flores. Em cores falsas e lisonjeiras, apresenta diante da juventude o mundo com os seus prazeres. Mas os prazeres da Terra chegarão logo ao seu limite, e o que tiver sido semeado isso se há de colher. São os atrativos, habilidades ou talentos pessoais demasiado valiosos para serem dedicados a Deus, o Autor de nosso ser, Aquele que vigia sobre nós a todo momento? São nossas habilitações demasiado preciosas para serem devotadas a Deus? Mensagens aos Jovens, pág. 367.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=6&p=367

– Mensagens para Namorados.:

A felicidade e a prosperidade da vida de casados dependem da união dos cônjuges. Como pode a mente carnal se harmonizar com o espírito semelhante ao de Cristo? Um semeia na carne, pensando e agindo em harmonia com os impulsos do próprio coração; o outro semeia no Espírito, busca reprimir o egoísmo, vencer as inclinações, e viver em obediência ao Mestre, a quem professa servir. Existe portanto, eterna diferença de gostos, inclinações e desígnios. A menos que o crente, mediante sua firme adesão aos princípios, conquiste o impenitente, há de, como é o mais comum, ficar desanimado, e vender seus princípios religiosos pela desvaliosa companhia de um ente que não tem ligação com o Céu. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 577.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=23&p=577

– Mensagens para Pais.:

Por toda parte estão os pais negligenciando instruir e adestrar seus filhos para o trabalho útil. Permite-se que os jovens cresçam na ignorância dos deveres simples e necessários. Os que assim foram infelizes devem despertar e tomar sobre si a responsabilidade do caso. Se esperam ser um dia bem-sucedidos na vida devem encontrar incentivos para o emprego útil de suas capacidades dadas por Deus. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 280.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=37&p=280

– Mensagens sobre Escola Sabatina.:

Ao escolher oficiais, de tempos em tempos, assegurai-vos de que não vos dominam preferências pessoais, mas colocai em cargos de confiança os que amam e temem a Deus e que dEle fazem seu Conselheiro. Sem o amor e o temor de Deus, por mais brilhantes que sejam intelectualmente, haverá fracasso. Jesus declarou: “Sem Mim nada podereis fazer.” João 15:5. Essa questão da escolha de oficiais não deve ser deixada sob o domínio dos alunos da Escola Sabatina. A freqüente mudança de oficiais será uma vantagem para a escola, pois a mente de um único homem não deve moldar todas as outras. Pode ele possuir excelentes qualidades e, não obstante, ser deficiente em algumas coisas. Outra pessoa escolhida pode ser eficiente onde aquela estava em falta. Mentes e qualidades diversas introduzirão novas idéias, novos pensamentos, e isso é essencial. Mas, sobretudo, escolhei os que, na simplicidade de sua vida, estejam andando na verdade, que amem e temam a Deus, e aprendam em Sua escola. Tais pesso
as levarão os alunos para a frente e para cima. Sob a liderança de professores sábios, os alunos terão crescente interesse na Palavra de Deus e mais profundo conhecimento das Escrituras. Que Cristo seja o tema de cada lição. As lições por Ele dadas a Seus discípulos são da mais elevada importância. Testimonies on Sabbath School Work, págs. 83 e 84 e Conselhos Sobre a Escola Sabatina, pág. 165.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=15&p=165

– Mensagens sobre Saúde.:

Quando a mensagem chegar aos que ainda não haviam ouvido a verdade para este tempo, eles vêem que precisam efetuar uma grande reforma em seu regime alimentar. Vêem que devem abandonar os alimentos cárneos, porque os mesmos suscitam a sede das bebidas alcoólicas, e enchem o organismo de doenças. Pelo comer carne, são enfraquecidas as faculdades físicas, mentais e morais. O homem é constituído daquilo que come. As paixões animais ganham domínio em resultado da alimentação cárnea, do uso do fumo e das bebidas alcoólicas. O Senhor dará sabedoria a Seu povo para preparar daquilo que a terra proporciona, alimentos que tomem o lugar da carne. Combinações simples de nozes e cereais e frutas, preparadas com sabor e habilidade, recomendar-se-ão aos incrédulos. Mas comumente se usam demasiadas nozes nas combinações feitas. Manuscrito 156, 1901 e Conselhos Sobre o Regime Alimentar, págs. 268 e 269.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=17&p=268

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Ano Bíblico (Português).:

Livro de Apocalipse

Capítulo 7

1 – Depois disto vi quatro anjos em pé nos quatro cantos da terra, retendo os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem contra árvore alguma.
2 – E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, tendo o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, quem fora dado que danificassem a terra e o mar,
3 – dizendo: Não danifiques a terra, nem o mar, nem as árvores, até que selemos na sua fronte os servos do nosso Deus.
4 – E ouvi o número dos que foram assinalados com o selo, cento e quarenta e quatro mil de todas as tribos dos filhos de Israel:
5 – da tribo de Judá havia doze mil assinalados; da tribo de Rúben, doze mil; da tribo de Gade, doze mil;
6 – da tribo de Aser, doze mil; da tribo de Naftali, doze mil; da tribo de Manassés, doze mil;
7 – da tribo de Simeão, doze mil; da tribo de Levi, doze mil; da tribo de Issacar, doze mil;
8 – da tribo de Zabulom, doze mil; da tribo de José, doze mil; da tribo de Benjamim, doze mil assinalados.
9 – Depois destas coisas olhei, e eis uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono e em presença do Cordeiro, trajando compridas vestes brancas, e com palmas nas mãos;
10 – e clamavam com grande voz: Salvação ao nosso Deus, que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro.
11 – E todos os anjos estavam em pé ao redor do trono e dos anciãos e dos quatro seres viventes, e prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram a Deus,
12 – dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ações de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amém.
13 – E um dos anciãos me perguntou: Estes que trajam as compridas vestes brancas, quem são eles e donde vieram?
14 – Respondi-lhe: Meu Senhor, tu sabes. Disse-me ele: Estes são os que vêm da grande tribulação, e levaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro.
15 – Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que está assentado sobre o trono estenderá o seu tabernáculo sobre eles.
16 – Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem cairá sobre eles o sol, nem calor algum;
17 – porque o Cordeiro que está no meio, diante do trono, os apascentará e os conduzirá às fontes das águas da vida; e Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima.

Capítulo 8

1 – Quando abriu o sétimo selo, fez-se silêncio no céu, quase por meia hora.
2 – E vi os sete anjos que estavam em pé diante de Deus, e lhes foram dadas sete trombetas.
3 – Veio outro anjo, e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para que o oferecesse com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que está diante do trono.
4 – E da mão do anjo subiu diante de Deus a fumaça do incenso com as orações dos santos.
5 – Depois do anjo tomou o incensário, encheu-o do fogo do altar e o lançou sobre a terra; e houve trovões, vozes, relâmpagos e terremoto.
6 – Então os sete anjos que tinham as sete trombetas prepararam-se para tocar.
7 – O primeiro anjo tocou a sua trombeta, e houve saraiva e fogo misturado com sangue, que foram lançados na terra; e foi queimada a terça parte da terra, a terça parte das árvores, e toda a erva verde.
8 – O segundo anjo tocou a sua trombeta, e foi lançado no mar como que um grande monte ardendo em fogo, e tornou-se em sangue a terça parte do mar.
9 – E morreu a terça parte das criaturas viventes que havia no mar, e foi destruída a terça parte dos navios.
10 – O terceiro anjo tocou a sua trombeta, e caiu do céu uma grande estrela, ardendo como uma tocha, e caiu sobre a terça parte dos rios, e sobre as fontes das águas.
11 – O nome da estrela era Absinto; e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque se tornaram amargas.
12 – O quarto anjo tocou a sua trombeta, e foi ferida a terça parte do sol, a terça parte da lua, e a terça parte das estrelas; para que a terça parte deles se escurecesse, e a terça parte do dia não brilhante, e semelhantemente a da noite.
13 – E olhei, e ouvi uma águia que, voando pelo meio do céu, dizia com grande voz: Ai, ai, ai dos que habitam sobre a terra! por causa dos outros toques de trombeta dos três anjos que ainda vão tocar.

Capítulo 9

1 – O quinto anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela que do céu caíra sobre a terra; e foi-lhe dada a chave do poço do abismo.
2 – E abriu o poço do abismo, e subiu fumaça do poço, como fumaça de uma grande fornalha; e com a fumaça do poço escureceram-se o sol e o ar.
3 – Da fumaça saíram gafanhotos sobre a terra; e foi-lhes dado poder, como o que têm os escorpiões da terra.
4 – Foi-lhes dito que não fizessem dano à erva da terra, nem a verdura alguma, nem a árvore alguma, mas somente aos homens que não têm na fronte o selo de Deus.
5 – Foi-lhes permitido, não que os matassem, mas que por cinco meses os atormentassem. E o seu tormento era semelhante ao tormento do escorpião, quando fere o homem.
6 – Naqueles dias os homens buscarão a morte, e de modo algum a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles.
7 – A aparência dos gafanhotos era semelhante à de cavalos aparelhados para a guerra; e sobre as suas cabeças havia como que umas coroas semelhantes ao ouro; e os seus rostos eram como rostos de homens.
8 – Tinham cabelos como cabelos de mulheres, e os seus dentes eram como os de leões.
9 – Tinham couraças como couraças de ferro; e o ruído das suas asas era como o ruído de carros de muitos cavalos que correm ao combate.
10 – Tinham caudas com ferrões, semelhantes às caudas dos escorpiões; e nas suas caudas estava o seu poder para fazer dano aos homens por cinco meses.
11 – Tinham sobre si como rei o anjo do abismo, cujo nome em hebraico é Abadom e em grego Apoliom.
12 – Passado é já um ai; eis que depois disso vêm ainda dois ais.
13 – O sexto anjo tocou a sua trombeta; e ouvi uma voz que vinha das quatro pontas do altar de ouro que estava diante de Deus,
14 – a qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos que se acham presos junto do grande rio Eufrates.
15 – E foram soltos os quatro anjos que haviam sido preparados para aquela hora e dia e mês e ano, a fim de matarem a terça parte dos homens.
16 – O número dos exércitos dos cavaleiros era de duas miríades de miríades; pois ouvi o número deles.
17 – E assim vi os cavalos nesta visão: os que sobre eles estavam montados tinham couraças de fogo, e de jacinto, e de enxofre; e as cabeças dos cavalos eram como cabeças de leões; e de suas bocas saíam fogo, fumaça e enxofre.
18 – Por estas três pragas foi morta a terça parte dos homens, isto é, pelo fogo, pela fumaça e pelo enxofre, que saíam das suas bocas.
19 – Porque o poder dos cavalos estava nas suas bocas e nas suas caudas. Porquanto as suas caudas eram semelhantes a serpentes, e tinham cabeças, e com elas causavam dano.
20 – Os outros homens, que não foram mortos por estas pragas, não se arrependeram das obras das suas mãos, para deixarem de adorar aos demônios, e aos ídolos de ouro, de prata, de bronze, de pedra e de madeira, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar.
21 – Também não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua prostituição, nem dos seus furtos.

– Pergunta sobre o Ano Bíblico.:

Nas trombetas do Apocalipse é mencionada uma estrela. Como é chamada essa estrela?
Resposta: Absinto (Apocalipse 8:11)

– Curiosidades Bíblicas.:

Qual o povo que iria tremer de medo por causa de um simples bezerro?
Resposta: O povo de Samaria. Oséias 10:5.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=28&capitulo=10

– Versos Bíblicos.:

Qualquer que em meu nome receber uma destas crianças, a mim me recebe; e qualquer que me recebe a mim, recebe não a mim mas àquele que me enviou. Marcos 9:37

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=41&capitulo=9&verso=37

– Ano Bíblico (Espanhol).:

Libro de Apocalipse

Capítulo 7

1 – Después de esto, vi a cuatro ángeles que estaban de pie sobre los cuatro puntos cardinales de la tierra, y que Detenían los cuatro vientos de la tierra, para que no soplase viento alguno sobre la tierra, ni sobre el mar, ni sobre Ningún árbol.
2 – Y vi que otro ángel, subiendo del oriente, Tenía el sello del Dios vivo. Y Llamó a gran voz a los cuatro ángeles a quienes les fue dado hacer daño a la tierra y al mar,
3 – diciendo: “¡No Hagáis daño a la tierra, ni al mar, ni a los árboles, hasta que marquemos con un sello la frente de los siervos de nuestro Dios!”
4 – Oí el Número de los sellados: 144.000 sellados de todas las tribus de los hijos de Israel.
5 – Sellados, de la tribu de Judá, 12.000 de la tribu de Rubén, 12.000 de la tribu de Gad, 12.000
6 – de la tribu de Aser, 12.000 de la tribu de Neftalí, 12.000 de la tribu de Manasés, 12.000
7 – de la tribu de Simeón, 12.000 de la tribu de Leví, 12.000 de la tribu de Isacar, 12.000
8 – de la tribu de Zabulón, 12.000 de la tribu de José, 12.000 de la tribu de Benjamín, 12.000.
9 – Después de esto miré, y he Aquí una gran multitud de todas las naciones y razas y pueblos y lenguas, y nadie Podía contar su Número. Están de pie delante del trono y en la presencia del Cordero, vestidos con vestiduras blancas y llevando palmas en sus manos.
10 – Aclaman a gran voz diciendo: “¡La Salvación pertenece a nuestro Dios que Está sentado sobre el trono, y al Cordero!”
11 – Todos los ángeles que estaban de pie alrededor del trono, y de los ancianos y de los cuatro seres vivientes, se postraron sobre sus rostros delante del trono y adoraron a Dios diciendo:
12 – “¡Amén! La Bendición y la gloria y la Sabiduría y la Acción de gracias y la honra y el poder y la fortaleza sean a nuestro Dios por los siglos de los siglos. ¡Amén!”
13 – Uno de los ancianos me Preguntó diciendo: –Estos que Están vestidos con vestiduras blancas, ¿quiénes son y de Dónde han venido?
14 – Y yo le dije: –Señor Mío, Tú lo sabes. Y él me dijo: –Estos son los que vienen de la gran Tribulación; han lavado sus vestidos y los han emblanquecido en la sangre del Cordero.
15 – Por esto Están delante del trono de Dios y le rinden culto de Día y de noche en su templo. El que Está sentado en el trono Extenderá su tienda sobre ellos.
16 – No Tendrán Más hambre, ni Tendrán Más sed, ni Caerá sobre ellos el sol ni Ningún otro calor;
17 – porque el Cordero que Está en medio del trono los Pastoreará y los Guiará a fuentes de agua viva, y Dios Enjugará toda Lágrima de los ojos de ellos.

Capítulo 8

1 – Cuando él Abrió el séptimo sello, se hizo silencio en el cielo como por media hora.
2 – Y vi a los siete ángeles que estaban delante de Dios, y les fueron dadas siete trompetas.
3 – Y otro ángel vino y se puso de pie delante del altar. Tenía un incensario de oro, y le fue dado mucho incienso para que lo añadiese a las oraciones de todos los santos sobre el altar de oro, que estaba delante del trono.
4 – Y el humo del incienso con las oraciones de los santos Subió de la mano del ángel en presencia de Dios.
5 – Y el ángel Tomó el incensario, lo Llenó con fuego del altar y lo Arrojó sobre la tierra. Y se produjeron truenos y estruendos y Relámpagos y un terremoto.
6 – Los siete ángeles que Tenían las siete trompetas se dispusieron a tocarlas.
7 – El primero Tocó la trompeta. Y se produjo granizo y fuego mezclados con sangre, y fueron arrojados sobre la tierra. Y la tercera parte de la tierra fue quemada, y la tercera parte de los árboles fue quemada, y toda la hierba verde fue quemada.
8 – El segundo ángel Tocó la trompeta. Y algo como un gran monte ardiendo con fuego fue lanzado al mar. Y la tercera parte del mar se Convirtió en sangre;
9 – y Murió la tercera parte de las criaturas vivientes que estaban en el mar, y la tercera parte de los barcos fue destruida.
10 – El tercer ángel Tocó la trompeta. Y Cayó del cielo una gran estrella, ardiendo como una antorcha; y Cayó sobre la tercera parte de los Ríos y sobre las fuentes de agua.
11 – El nombre de la estrella es Ajenjo. Y la tercera parte de las aguas se Convirtió en ajenjo, y muchos hombres murieron por las aguas, porque fueron hechas amargas.
12 – El cuarto ángel Tocó la trompeta. Y fue herida la tercera parte del sol, la tercera parte de la luna y la tercera parte de las estrellas, de manera que se Oscureció la tercera parte de ellos, y no alumbraba el Día durante una tercera parte, y también la noche de la misma manera.
13 – Miré y Oí volar un águila por en medio del cielo, diciendo a gran voz: “¡Ay, ay, ay de los que habitan en la tierra, por Razón de los Demás toques de trompeta que los tres ángeles Aún han de tocar!”

Capítulo 9

1 – El quinto ángel Tocó la trompeta. Y vi que una estrella Había Caído del cielo a la tierra, y le fue dada la llave del pozo del abismo.
2 – Y Abrió el pozo del abismo, y Subió humo del pozo como el humo de un gran horno; y fue oscurecido el sol y también el aire por el humo del pozo.
3 – Y del humo salieron langostas sobre la tierra, y les fue dado poder como tienen poder los escorpiones de la tierra.
4 – Y se les dijo que no hiciesen daño a la hierba de la tierra ni a ninguna cosa verde, ni a Ningún árbol, sino solamente a los hombres que no tienen el sello de Dios en sus frentes.
5 – Se les Mandó que no los matasen, sino que fuesen atormentados por cinco meses. Su tormento era como el tormento del Escorpión cuando pica al hombre.
6 – En aquellos Días los hombres Buscarán la muerte, pero de ninguna manera la Hallarán. Anhelarán morir, y la muerte Huirá de ellos.
7 – El aspecto de las langostas era semejante a caballos equipados para la guerra. Sobre sus cabezas Tenían como coronas, semejantes al oro, y sus caras eran como caras de hombres.
8 – Tenían cabello como cabello de mujeres, y sus dientes eran como dientes de leones.
9 – Tenían corazas como corazas de hierro. El estruendo de sus alas era como el ruido de carros que con muchos caballos corren a la batalla.
10 – Tienen colas semejantes a las de los escorpiones, y aguijones. Y en sus colas Está su poder para hacer daño a los hombres durante cinco meses.
11 – Tienen sobre Sí un rey, el ángel del abismo, cuyo nombre en hebreo es Abadón, y en griego tiene por nombre Apolión.
12 – El primer ay ha pasado. He Aquí vienen Aún dos ayes después de esto.
13 – El sexto ángel Tocó la trompeta. Y Oí una voz que Salía de los cuatro cuernos del altar de oro que estaba delante de Dios,
14 – diciendo al sexto ángel que Tenía la trompeta: “Desata a los cuatro ángeles que han estado atados junto al gran Río Eufrates.”
15 – Fueron desatados los cuatro ángeles que Habían estado preparados para la hora y Día y mes y año, para que matasen a la tercera parte de los hombres.
16 – El Número de los soldados de a caballo era de dos Miríadas de Miríadas; yo escuché el Número de ellos.
17 – Y de esta manera, vi en la Visión los caballos y a los que cabalgaban en ellos, que Tenían corazas color de fuego, de jacinto y de azufre. Las cabezas de los caballos eran como cabezas de leones; y de sus bocas Salía fuego, humo y azufre.
18 – La tercera parte de los hombres fueron muertos por estas tres plagas: por el fuego, el humo y el azufre que Salían de la boca de ellos.
19 – Pues el poder de los caballos Está en sus bocas y en sus colas. Porque sus colas son semejantes a serpientes, y tienen cabezas con las cuales hieren.
20 – Los Demás hombres que no fueron muertos con estas plagas ni aun Así se arrepintieron de las obras de sus manos, para dejar de adorar a los demonios y a las Imágenes de oro, y de plata, y de bronce, y de piedra, y de madera, las cuales no pueden ver, ni Oír, ni caminar.
21 – Tampoco se arrepintieron de sus homicidios, ni de sus Hechicerías, ni de su inmoralidad sexual, ni de sus robos.

– Ano Bíblico (Inglês).:

Book of Apocalipse

Chapter 7

1 – After this I saw four angels in their places at the four points of the earth, keeping back the four winds in their hands, so that there might be no moving of the wind on the earth, or on the sea, or on any tree.
2 – And I saw another angel coming up from the east, having the mark of the living God: and he said with a great voice to the four angels, to whom it was given to do damage to the earth and the sea,
3 – Do no damage to the earth, or the sea, or the trees, till we have put a mark on the servants of our God.
4 – And there came to my ears the number of those who had the mark on their brows, a hundred and forty-four thousand, who were marked out of every tribe of the people of Israel.
5 – Of the tribe of Judah were marked twelve thousand: of the tribe of Reuben twelve thousand: of the tribe of Gad twelve thousand:
6 – Of the tribe of Asher twelve thousand: of the tribe of Naphtali twelve thousand: of the tribe of Manasseh twelve thousand:
7 – Of the tribe of Simeon twelve thousand: of the tribe of Levi twelve thousand: of the tribe of Issachar twelve thousand:
8 – Of the tribe of Zebulun twelve thousand: of the tribe of Joseph twelve thousand: of the tribe of Benjamin were marked twelve thousand.
9 – After these things I saw a great army of people more than might be numbered, out of every nation and of all tribes and peoples and languages, taking their places before the high seat and before the Lamb, dressed in white robes, and with branches in their hands,
10 – Saying with a loud voice, Salvation to our God who is seated on the high seat, and to the Lamb.
11 – And all the angels were round about the high seat, and about the rulers and the four beasts; and they went down on their faces before the high seat, and gave worship to God, saying,
12 – So be it. Let blessing and glory and wisdom and praise and honour and power and strength be given to our God for ever and ever. So be it.
13 – And one of the rulers made answer, saying to me, These who have on white robes, who are they, and where did they come from?
14 – And I said to him, My lord, you have knowledge. And he said to me, These are they who came through the great testing, and their robes have been washed and made white in the blood of the Lamb.
15 – This is why they are before the high seat of God; and they are his servants day and night in his house: and he who is seated on the high seat will be a tent over them.
16 – They will never be in need of food or drink: and they will never again be troubled by the burning heat of the sun:
17 – For the Lamb who is on the high seat will be their keeper and their guide to fountains of living water: and God will make glad their eyes for ever.

Chapter 8

1 – And when the seventh stamp was undone there was quiet in heaven for about half an hour.
2 – And I saw the seven angels who had their place before God; and seven horns were given to them.
3 – And another angel came and took his place at the altar, having a gold vessel for burning perfume; and there was given to him much perfume, so that he might put it with the prayers of all the saints on the gold altar which was before the high seat.
4 – And the smoke of the perfume, with the prayers of the saints, went up before God out of the angel´s hand.
5 – And the angel took the vessel; and he made it full of the fire of the altar, and sent it down on the earth: and there came thunders and voices and flames and a shaking of the earth.
6 – And the seven angels who had the seven horns made ready for sounding them.
7 – And at the sounding of the first, a rain of ice and fire, mixed with blood, was sent on the earth: and a third part of the earth, and of the trees, and all green grass was burned up.
8 – And at the sounding of the second angel, it was as if a great mountain burning with fire was sent into the sea: and a third part of the sea became blood,
9 – And destruction came on a third part of the living things which were in the sea, and on a third part of the ships.
10 – And at the sounding of the third angel, there went down from heaven a great star, burning like a flame, and it came on a third part of the rivers, and on the fountains of water.
11 – And the name of the star is Wormwood: and a third part of the waters became bitter; and a number of men came to their end because of the waters, for they were made bitter.
12 – And at the sounding of the fourth angel, a third part of the sun, and of the moon, and of the stars was made dark, so that there was no light for a third part of the day and of the night.
13 – And there came to my ears the cry of an eagle in flight in the middle of heaven, saying with a great voice, Trouble, trouble, trouble, to all on the earth, because of the other voices of the horns of the three angels, whose sounding is still to come.

Chapter 9

1 – And at the sounding of the fifth angel I saw a star falling from heaven to the earth: and there was given to him the key of the great deep.
2 – And he made the great deep open and a smoke went up from it, like the smoke of a great oven; and the sun and the air were made dark because of the smoke.
3 – And from the smoke locusts came out on the earth; and power was given them, like the power of scorpions.
4 – And they were ordered to do no damage to the grass of the earth, or any green thing, or any tree, but only to such men as have not the mark of God on their brows.
5 – And orders were given them not to put them to death, but to give them great pain for five months: and their pain was as the pain from the wound of a scorpion.
6 – And in those days men will be hoping for death, and it will not come to them; and they will have a great desire for death, and death will go in flight from them.
7 – And the forms of the locusts were like horses made ready for war; and on their heads they had crowns like gold, and their faces were as the faces of men.
8 – And they had hair like the hair of women, and their teeth were as the teeth of lions.
9 – And they had breastplates like iron, and the sound of their wings was as the sound of carriages, like an army of horses rushing to the fight.
10 – And they have pointed tails like scorpions; and in their tails is their power to give men wounds for five months.
11 – They have over them as king the angel of the great deep: his name in Hebrew is Abaddon, and in the Greek language Apollyon.
12 – The first Trouble is past: see, there are still two Troubles to come.
13 – And at the sounding of the sixth angel a voice came to my ears from the horns of the gold altar which is before God,
14 – Saying to the sixth angel who had the horn, Make free the four angels who are chained at the great river Euphrates.
15 – And the four angels were made free, who were ready for the hour and day and month and year, that they might put to death a third part of men.
16 – And the number of the armies of the horsemen was twice ten thousand times ten thousand: the number of them came to my ears.
17 – And so I saw the horses in the vision, and those who were seated on them, having breastplates of fire and glass and of burning stone: and the heads of the horses were as the heads of lions; and out of their mouths came fire and smoke and a smell of burning.
18 – By these evils a third part of men was put to death, by the fire, and the smoke, and the burning smell which came out of their mouths.
19 – For the power of the horses is in their mouths and in their tails: because their tails are like snakes, and have heads, and with them they give wounds.
20 – And the rest of the people, who were not put to death by these evils, were not turned from the works of their hands, but went on giving worship to evil spirits, and images of gold and silver and brass and stone and wood which have no power of seeing or hearing or walking:
21 – And they had no regret for putting men to death, or for their use of secret arts, or for the evil desires of the flesh, or for taking the property of others.

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para MEDITAÇÃO – MENSAGENS – ANO BÍBLICO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s