MEDITAÇÃO – MENSAGENS – ANO BÍBLICO

– Meditação Matinal de EGW (Português).:

A Ira do Cordeiro

“Os reis da Terra, os grandes, os comandantes, os ricos, os poderosos, o todo escravo e todo livre se esconderam mas cavernas e nos penhascos dos montes, e disseram aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondermos da face dAquele que Se assenta no trono, e da ira do Cordeiro”. Apoc. 6:15 e 16.
Cessaram os gracejos escarnecedores. Cerraram-se os lábios mentirosos. O choque das armas, o tumulto da batalha “com ruído, e os vestidos que rolavam no sangue” (Isaías 9:5), silenciaram. Nada se ouve agora senão a voz de orações e o som do choro e lamentação. Dos lábios que tão recentemente zombavam irrompe o clamor: “É vindo o grande dia da Sua ira; e quem poderá subsistir?” Os Ímpios suplicam para que sejam sepultados sob as rochas das montanhas, em vez de ver o rosto daquele que desprezaram e rejeitaram.
Aquela voz que penetra no ouvido dos mortos, eles a conhecem. Quantas vezes seus ternos e suplicantes acentos os chamaram ao arrependimento! Quantas vezes foi ela ouvida nos rogos tocantes de um amigo, um Irmão, um Redentor! Para os que rejeitaram Sua graça, nenhuma outra voz poderia ser tão cheia de censura, tão carregada de denúncias, como aquela que durante tanto tempo assim pleiteou: “Convertei-vos dos vossos maus caminhos, pois por que razão morrereis?” Ezequiel 33:11. Quem dera para eles fosse a voz de um estranho! Diz Jesus: “Clamei, e vós recusasses; porque estendi a Minha mão, e não houve quem desse atenção; “antes rejeitasses todo o Meu conselho, e não quisesses a Minha repreensão”. Provérbios 1:24 e 25. Aquela voz desperta memórias que eles desejariam ardentemente se desvanecessem – advertências desprezadas, convites recusados, privilégios ti- dos em pouca conta….
Na vida de todos os que rejeitam a verdade, há momentos em que a consciência desperta, em que a memória apresenta a recordação torturante de uma vida de hipocrisia, e a alma é acossada de vãos pesares. Mas que é Isto ao ser comparado com o remorso daquele dia em que o temor vem como assolação, em que a perdição vem como tormenta! (Provérbios 1:27). Os que desejariam destruir a Cristo e Seu povo fiel, testemunham agora a glória que sobre eles repousa. GC, 639-641.
Ano Bíblico: S. Mar. 1-3. – Juvenis: S. Luc. 20.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=100&p=293

– Meditação Matinal de EGW (Espanhol).:

LA IRA DEL CORDERO

Los reyes de la tierra, y los grandes, los ricos, los capitanes, los poderosos, y todo siervo y todo libre, se escondieron en las cuevas y entre las peñas de los montes; y decían a los montes y a las peñas: Caed sobre nosotros, y escondednos del rostro de aquel que está sentado sobre el trono, y de la ira del Cordero. (Apoc. 6: 15, 16).
Cesan las burlas. Callan los labios mentirosos. El choque de armas y el tumulto de la batalla, “con revolcamiento de vestidura en sangre” (Isa. 9: 5), han concluido. Sólo se oyen ahora voces de oración, llanto y lamentación. De las bocas que se mofaban poco antes, estalla el grito: “El gran día de su ira es venido; ¿y quien podrá estar firme?” Los impíos piden ser sepultados bajo las rocas de las montañas, antes que ver la cara de Aquel a quien han despreciado y rechazado.
Conocen esa voz que penetra hasta el oído de los muertos. ¡Cuántas veces sus tiernas y quejumbrosas modulaciones no los han llamado al arrepentimiento! ¡Cuántas veces no ha sido oída en las conmovedoras exhortaciones de un amigo, de un hermano, de un Redentor! Para los que rechazaron su gracia, ninguna otra podría estar tan llena de condenación ni tan cargada de acusaciones, como esta voz que tan a menudo exhortó con estas palabras: “Volveos, volveos de vuestros caminos malos, pues ¿por qué moriréis?” (Eze. 33: 11, VM). ¡Oh, si sólo fuera para ellos la voz de un extraño! Jesús dice: “Por cuanto llamé, y no quisisteis; extendí mi mano, y no hubo quien escuchase; antes desechasteis todo consejo mío, y mi reprensión no quisisteis” (Prov. 1: 24, 25). Esa voz despierta recuerdos que ellos quisieran borrar, de avisos despreciados, invitaciones rechazadas, privilegios desdeñados.
En la vida de todos los que rechazan la verdad, hay momentos en que la conciencia se despierta, en que la memoria evoca el recuerdo aterrador de una vida de hipocresía, y el alma se siente atormentada de vanos pesares. Mas, ¿qué es eso comparado con el remordimiento que se experimentará aquel día “cuando viniere como huracán vuestro espanto, y vuestra calamidad como torbellino”? (Prov. 1: 27, VM). Los que habrían querido matar a Cristo y a su pueblo fiel son ahora testigos de la gloria que descansa sobre ellos.*

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=101&p=293

– Meditação Matinal de EGW (Inglês).:

October 14 – The Wrath of the Lamb

The kings of the earth, and the great men, and the rich men, and the chief captains, and the mighty men, and every bondman, and every free man, hid themselves in the dens and in the rocks of the mountains; and said to the mountains and rocks, Fall on us, and hide us from the face of him that sitteth on the throne, and from the wrath of the Lamb. Rev. 6:15, 16.
The derisive jests have ceased. Lying lips are hushed into silence. The clash of arms, the tumult of battle, “with confused noise, and garments rolled in blood” (Isaiah 9:5), is stilled. Nought now is heard but the voice of prayer and the sound of weeping and lamentation. The cry bursts forth from lips so lately scoffing: “The great day of his wrath is come; and who shall be able to stand?” The wicked pray to be buried beneath the rocks of the mountains rather than meet the face of Him whom they have despised and rejected. {Mar 295.1}
That voice which penetrates the ear of the dead, they know. How often have its plaintive, tender tones called them to repentance. How often has it been heard in the touching entreaties of a friend, a brother, a Redeemer. To the rejecters of His grace no other could be so full of condemnation, so burdened with denunciation, as that voice which has so long pleaded: “Turn ye, turn ye from your evil ways; for why will ye die?” Ezekiel 33:11. Oh, that it were to them the voice of a stranger! Says Jesus: “I have called, and ye refused; I have stretched out my hand, and no man regarded; but ye have set at nought all my counsel, and would none of my reproof.” Proverbs 1:24, 25. That voice awakens memories which they would fain blot out–warnings despised, invitations refused, privileges slighted. . . . {Mar 295.2}
In the lives of all who reject truth there are moments when conscience awakens, when memory presents the torturing recollection of a life of hypocrisy and the soul is harassed with vain regrets. But what are these compared with the remorse of that day . . . when “destruction cometh as a whirlwind”! Proverbs 1:27. Those who would have destroyed Christ and His faithful people now witness the glory which rests upon them. {Mar 295.3}

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=129&p=293

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Mensagens para Evangelistas.:

Uma piedosa mulher fez uma vez esta observação: “Oh, quem nos dera ouvir o evangelho puro como ele costumava ser pregado do púlpito! Nosso pastor é um bom homem, mas não compreende as necessidades espirituais do povo. Ele reveste a cruz do Calvário de belas flores, que ocultam toda a vergonha, escondem todo a desonra. Minha alma tem fome do pão da vida. Quão refrigerante seria para centenas de pobres almas como a minha, ouvir qualquer coisa simples, clara, bíblica, que nos nutrisse o coração!” Há necessidade de homens de fé, que não somente preguem, mas ajudem ao povo. Homens que andem diariamente com Deus, que tenham viva ligação com o Céu, cujas palavras tenham o poder de levar convicção aos corações. Não para fazer exibição de talentos e inteligência, devem os pastores trabalhar; mas para que a verdade abra caminho para as almas como uma seta do Todo-poderoso. Obreiros Evangélicos, págs. 32 e 33.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=49&p=32

– Mensagens para Jovens.:

Os jovens que deixam o lar, não mais se achando sob o vigilante cuidado dos pais, ficam, em grande parte, na liberdade de escolher seus companheiros. Devem lembrar-se de que os olhos de seu Pai celeste se acham sobre eles, vendo cada uma de suas necessidades, cada uma das suas tentações. Encontram-se sempre nas escolas alguns jovens que, por sua maneira de proceder, mostram ter o espírito moldado segundo uma ordem inferior. Por uma educação menos sábia na infância, desenvolveram caráter unilateral; e, à medida que avançaram em anos, esses defeitos foram ficando para lhes arruinar a experiência. Essas almas, por preceito e por exemplo, desencaminham os que são fracos em força moral. Mensagens aos Jovens, pág. 164.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=6&p=164

– Mensagens para Namorados.:

Coisa perigosa é formar uma aliança mundana. Satanás bem sabe que a hora que testemunha o casamento de muitos rapazes e moças, fecha a história de sua experiência e utilidade cristãs. Poderão por algum tempo fazer um esforço para viver vida cristã, mas todos os seus esforços são feitos contra uma constante influência em direção oposta. Outrora consideravam um privilégio falar em seu regozijo e esperança; mas cedo perdem a vontade de tornar esse um assunto de conversa, sabendo que aquele ao qual ligaram o seu destino não toma interesse nessas coisas. Assim Satanás traiçoeiramente tece ao redor deles a teia do ceticismo, e morre no coração a fé na preciosa verdade. Mensagens aos Jovens, págs. 453 e 454.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=6&p=453

– Mensagens para Pais.:

As crianças que não experimentaram o poder purificador de Jesus são presa legítima do inimigo, e anjos maus têm fácil acesso a elas. Alguns pais são descuidosos e permitem que seus filhos cresçam com poucas restrições. Os pais têm uma grande obra a fazer quanto a corrigir e ensinarem os filhos, levá-los a Deus e reivindicar Suas bênçãos sobre eles. Mediante esforços fiéis e incansáveis por parte dos pais, e a bênção e graça conferidas às crianças em resposta às orações dos pais, pode quebrar-se o poder dos anjos maus, derramando-se uma influência santificadora sobre as crianças. Serão assim repelidas as potestades das trevas. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 118.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=37&p=118

– Mensagens sobre Escola Sabatina.:

Se os jovens, que são fortes, exercitarem as faculdades no estudo da Bíblia, armazenarão na mente valioso conhecimento, que resplandecerá como luz sobre as pessoas com quem se associarem. A Escola Sabatina deve ser o lugar em que os que tenham progredido no conhecimento divino, sejam capazes de inculcar novas idéias com relação à fé do povo de Deus. Conselhos Sobre a Escola Sabatina, pág. 63.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=15&p=63

– Mensagens sobre Saúde.:

As pessoas que condescenderam com o apetite para comer livremente carne, molhos altamente temperados, e várias espécies de substanciosos bolos e conservas, não podem imediatamente ter prazer num regime simples, saudável e nutritivo. Seu paladar está tão pervertido que não têm apetite para um regime saudável de frutas, pão simples e verduras. Não devem esperar que logo de início tenham prazer em alimento tão diferente daquele com que têm estado condescendendo. Se não podem, a princípio, ter prazer em alimento simples, devem jejuar até que o possam. Esse jejum se lhes demonstrará de maior benefício do que remédios, pois o abusado estômago encontrará o descanso de que há muito vinha necessitando, e a verdadeira fome pode ser satisfeita com um regime simples. Levará tempo para o paladar recuperar-se dos abusos que recebeu, e voltar ao seu tom natural. Mas a perseverança no procedimento de negação própria quanto a comer e beber logo tornará saboroso o alimento saudável, e logo ser
á tomado com maior satisfação do que o gastrônomo sente com suas ricas iguarias. Spiritual Gifts, vol. 4, págs. 130 e 131 e Conselhos Sobre o Regime Alimentar, pág. 190.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=17&p=190

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Ano Bíblico (Português).:

Livro de Marcos

Capítulo 1

1 – Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus.
2 – Conforme está escrito no profeta Isaías: Eis que envio ante a tua face o meu mensageiro, que há de preparar o teu caminho;
3 – voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas;
4 – assim apareceu João, o Batista, no deserto, pregando o batismo de arrependimento para remissão dos pecados.
5 – E saíam a ter com ele toda a terra da Judéia, e todos os moradores de Jerusalém; e eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados.
6 – Ora, João usava uma veste de pêlos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos, e comia gafanhotos e mel silvestre.
7 – E pregava, dizendo: Após mim vem aquele que é mais poderoso do que eu, de quem não sou digno de, inclinando-me, desatar a correia das alparcas.
8 – Eu vos batizei em água; ele, porém, vos batizará no Espírito Santo.
9 – E aconteceu naqueles dias que veio Jesus de Nazaré da Galiléia, e foi batizado por João no Jordão.
10 – E logo, quando saía da água, viu os céus se abrirem, e o Espírito, qual pomba, a descer sobre ele;
11 – e ouviu-se dos céus esta voz: Tu és meu Filho amado; em ti me comprazo.
12 – Imediatamente o Espírito o impeliu para o deserto.
13 – E esteve no deserto quarenta dias sentado tentado por Satanás; estava entre as feras, e os anjos o serviam.
14 – Ora, depois que João foi entregue, veio Jesus para a Galiléia pregando o evangelho de Deus
15 – e dizendo: O tempo está cumprido, e é chegado o reino de Deus. Arrependei-vos, e crede no evangelho.
16 – E, andando junto do mar da Galiléia, viu a Simão, e a André, irmão de Simão, os quais lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores.
17 – Disse-lhes Jesus: Vinde após mim, e eu farei que vos torneis pescadores de homens.
18 – Então eles, deixando imediatamente as suas redes, o seguiram.
19 – E ele, passando um pouco adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco, consertando as redes,
20 – e logo os chamou; eles, deixando seu pai Zebedeu no barco com os empregados, o seguiram.
21 – Entraram em Cafarnaum; e, logo no sábado, indo ele à sinagoga, pôs-se a ensinar.
22 – E maravilhavam-se da sua doutrina, porque os ensinava como tendo autoridade, e não como os escribas.
23 – Ora, estava na sinagoga um homem possesso dum espírito imundo, o qual gritou:
24 – Que temos nós contigo, Jesus, nazareno? Vieste destruir-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus.
25 – Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te, e sai dele.
26 – Então o espírito imundo, convulsionando-o e clamando com grande voz, saiu dele.
27 – E todos se maravilharam a ponto de perguntarem entre si, dizendo: Que é isto? Uma nova doutrina com autoridade! Pois ele ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem!
28 – E logo correu a sua fama por toda a região da Galiléia.
29 – Em seguida, saiu da sinagoga e foi a casa de Simão e André com Tiago e João.
30 – A sogra de Simão estava de cama com febre, e logo lhe falaram a respeito dela.
31 – Então Jesus, chegando-se e tomando-a pela mão, a levantou; e a febre a deixou, e ela os servia.
32 – Sendo já tarde, tendo-se posto o sol, traziam-lhe todos os enfermos, e os endemoninhados;
33 – e toda a cidade estava reunida à porta;
34 – e ele curou muitos doentes atacados de diversas moléstias, e expulsou muitos demônios; mas não permitia que os demônios falassem, porque o conheciam.
35 – De madrugada, ainda bem escuro, levantou-se, saiu e foi a um lugar deserto, e ali orava.
36 – Foram, pois, Simão e seus companheiros procurá-lo;
37 – quando o encontraram, disseram-lhe: Todos te buscam.
38 – Respondeu-lhes Jesus: Vamos a outras partes, às povoações vizinhas, para que eu pregue ali também; pois para isso é que vim.
39 – Foi, então, por toda a Galiléia, pregando nas sinagogas deles e expulsando os demônios.
40 – E veio a ele um leproso que, de joelhos, lhe rogava, dizendo: Se quiseres, bem podes tornar-me limpo.
41 – Jesus, pois, compadecido dele, estendendo a mão, tocou-o e disse-lhe: Quero; sê limpo.
42 – Imediatamente desapareceu dele a lepra e ficou limpo.
43 – E Jesus, advertindo-o secretamente, logo o despediu,
44 – dizendo-lhe: Olha, não digas nada a ninguém; mas vai, mostra-te ao sacerdote e oferece pela tua purificação o que Moisés determinou, para lhes servir de testemunho.
45 – Ele, porém, saindo dali, começou a publicar o caso por toda parte e a divulgá-lo, de modo que Jesus já não podia entrar abertamente numa cidade, mas conservava-se fora em lugares desertos; e de todos os lados iam ter com ele.

Capítulo 2

1 – Alguns dias depois entrou Jesus outra vez em Cafarnaum, e soube-se que ele estava em casa.
2 – Ajuntaram-se, pois, muitos, a ponta de não caberem nem mesmo diante da porta; e ele lhes anunciava a palavra.
3 – Nisso vieram alguns a trazer-lhe um paralítico, carregado por quatro;
4 – e não podendo aproximar-se dele, por causa da multidão, descobriram o telhado onde estava e, fazendo uma abertura, baixaram o leito em que jazia o paralítico.
5 – E Jesus, vendo-lhes a fé, disse ao paralítico: Filho, perdoados são os teus pecados.
6 – Ora, estavam ali sentados alguns dos escribas, que arrazoavam em seus corações, dizendo:
7 – Por que fala assim este homem? Ele blasfema. Quem pode perdoar pecados senão um só, que é Deus?
8 – Mas Jesus logo percebeu em seu espírito que eles assim arrazoavam dentro de si, e perguntou-lhes: Por que arrazoais desse modo em vossos corações?
9 – Qual é mais fácil? dizer ao paralítico: Perdoados são os teus pecados; ou dizer: Levanta-te, toma o teu leito, e anda?
10 – Ora, para que saibais que o Filho do homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados ( disse ao paralítico ),
11 – a ti te digo, levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa.
12 – Então ele se levantou e, tomando logo o leito, saiu à vista de todos; de modo que todos pasmavam e glorificavam a Deus, dizendo: Nunca vimos coisa semelhante.
13 – Outra vez saiu Jesus para a beira do mar; e toda a multidão ia ter com ele, e ele os ensinava.
14 – Quando ia passando, viu a Levi, filho de Alfeu, sentado na coletoria, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.
15 – Ora, estando Jesus à mesa em casa de Levi, estavam também ali reclinados com ele e seus discípulos muitos publicanos e pecadores; pois eram em grande número e o seguiam.
16 – Vendo os escribas dos fariseus que comia com os publicanos e pecadores, perguntavam aos discípulos: Por que é que ele como com os publicanos e pecadores?
17 – Jesus, porém, ouvindo isso, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas sim os enfermos; eu não vim chamar justos, mas pecadores.
18 – Ora, os discípulos de João e os fariseus estavam jejuando; e foram perguntar-lhe: Por que jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, mas os teus discípulos não jejuam?
19 – Respondeu-lhes Jesus: Podem, porventura, jejuar os convidados às núpcias, enquanto está com eles o noivo? Enquanto têm consigo o noivo não podem jejuar;
20 – dias virão, porém, em que lhes será tirado o noivo; nesses dias, sim hão de jejuar.
21 – Ninguém cose remendo de pano novo em vestido velho; do contrário o remendo novo tira parte do velho, e torna-se maior a rotura.
22 – E ninguém deita vinho novo em odres velhos; do contrário, o vinho novo romperá os odres, e perder-se-á o vinho e também os odres; mas deita-se vinho novo em odres novos.
23 – E sucedeu passar ele num dia de sábado pelas searas; e os seus discípulos, caminhando, começaram a colher espigas.
24 – E os fariseus lhe perguntaram: Olha, por que estão fazendo no sábado o que não é lícito?
25 – Respondeu-lhes ele: Acaso nunca lestes o que fez Davi quando se viu em necessidade e teve fome, ele e seus companheiros?
26 – Como entrou na casa de Deus, no tempo do sumo sacerdote Abiatar, e comeu dos pães da proposição, dos quais não era lícito comer senão aos sacerdotes, e deu também aos companheiros?
27 – E prosseguiu: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.
28 – Pelo que o Filho do homem até do sábado é Senhor.

Capítulo 3

1 – Outra vez entrou numa sinagoga, e estava ali um homem que tinha uma das mãos atrofiada.
2 – E observavam-no para ver se no sábado curaria o homem, a fim de o acusarem.
3 – E disse Jesus ao homem que tinha a mão atrofiada: Levanta-te e vem para o meio.
4 – Então lhes perguntou: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida ou matar? Eles, porém, se calaram.
5 – E olhando em redor para eles com indignação, condoendo-se da dureza dos seus corações, disse ao homem: Estende a tua mão. Ele estendeu, e lhe foi restabelecida.
6 – E os fariseus, saindo dali, entraram logo em conselho com os herodianos contra ele, para o matarem.
7 – Jesus, porém, se retirou com os seus discípulos para a beira do mar; e uma grande multidão dos da Galiléia o seguiu; também da Judéia,
8 – e de Jerusalém, da Iduméia e de além do Jordão, e das regiões de Tiro e de Sidom, grandes multidões, ouvindo falar de tudo quanto fazia, vieram ter com ele.
9 – Recomendou, pois, a seus discípulos que se lhe preparasse um barquinho, por causa da multidão, para que não o apertasse;
10 – porque tinha curado a muitos, de modo que todos quantos tinham algum mal arrojavam-se a ele para lhe tocarem.
11 – E os espíritos imundos, quando o viam, prostravam-se diante dele e clamavam, dizendo: Tu és o Filho de Deus.
12 – E ele lhes advertia com insistência que não o dessem a conhecer.
13 – Depois subiu ao monte, e chamou a si os que ele mesmo queria; e vieram a ele.
14 – Então designou doze para que estivessem com ele, e os mandasse a pregar;
15 – e para que tivessem autoridade de expulsar os demônios.
16 – Designou, pois, os doze, a saber: Simão, a quem pôs o nome de Pedro;
17 – Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão;
18 – André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o cananeu,
19 – e Judas Iscariotes, aquele que o traiu.
20 – Depois entrou numa casa. E afluiu outra vez a multidão, de tal modo que nem podiam comer.
21 – Quando os seus ouviram isso, saíram para o prender; porque diziam: Ele está fora de si.
22 – E os escribas que tinham descido de Jerusalém diziam: Ele está possesso de Belzebu; e: É pelo príncipe dos demônios que expulsa os demônios.
23 – Então Jesus os chamou e lhes disse por parábolas: Como pode Satanás expulsar Satanás?
24 – Pois, se um reino se dividir contra si mesmo, tal reino não pode subsistir;
25 – ou, se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não poderá subsistir;
26 – e se Satanás se tem levantado contra si mesmo, e está dividido, tampouco pode ele subsistir; antes tem fim.
27 – Pois ninguém pode entrar na casa do valente e roubar-lhe os bens, se primeiro não amarrar o valente; e então lhe saqueará a casa.
28 – Em verdade vos digo: Todos os pecados serão perdoados aos filhos dos homens, bem como todas as blasfêmias que proferirem;
29 – mas aquele que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca mais terá perdão, mas será réu de pecado eterno.
30 – Porquanto eles diziam: Está possesso de um espírito imundo.
31 – Chegaram então sua mãe e seus irmãos e, ficando da parte de fora, mandaram chamá-lo.
32 – E a multidão estava sentada ao redor dele, e disseram-lhe: Eis que tua mãe e teus irmãos estão lá fora e te procuram.
33 – Respondeu-lhes Jesus, dizendo: Quem é minha mãe e meus irmãos!
34 – E olhando em redor para os que estavam sentados à roda de si, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos!
35 – Pois aquele que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, irmã e mãe.

– Pergunta sobre o Ano Bíblico.:

Qual era a profissão dos primeiros quatro discípulos chamados por Jesus?
Resposta: pescadores (Marcos 1:16-20)

– Curiosidades Bíblicas.:

Qual o filho de um juiz de Israel que, depois da morte do seu pai, se declarou rei junto a seus irmãos e depois os matou?
Resposta: Abimeleque. Juízes 9:1,2,3,4,5,6.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=7&capitulo=9

– Versos Bíblicos.:

E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás. Salmos 50:15

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=19&capitulo=50&verso=15

– Ano Bíblico (Espanhol).:

Libro de Marcos

Capítulo 1

1 – El principio del evangelio de Jesucristo, el Hijo de Dios.
2 – Como Está escrito en el profeta Isaías: He Aquí Envío mi mensajero delante de ti, quien Preparará tu camino.
3 – Voz del que proclama en el desierto: “Preparad el camino del Señor; enderezad sus sendas.”
4 – Así Juan el Bautista Apareció en el desierto predicando el bautismo del arrepentimiento para Perdón de pecados.
5 – Y Salía a él toda la provincia de Judea y todos los de Jerusalén; y eran bautizados por él en el Río Jordán, confesando sus pecados.
6 – Juan estaba vestido de pelo de camello y con un cinto de cuero a la cintura, y Comía langostas y miel silvestre.
7 – Y predicaba diciendo: “Viene tras Mí el que es Más poderoso que yo, a quien no soy digno de desatar, agachado, la correa de su calzado.
8 – Yo os he bautizado en agua, pero él os Bautizará en el Espíritu Santo.”
9 – Aconteció en aquellos Días que Jesús vino de Nazaret de Galilea y fue bautizado por Juan en el Jordán.
10 – Y en seguida, mientras Subía del agua, vio que los cielos se Abrían y que el Espíritu Descendía sobre él como paloma.
11 – Y vino una voz desde el cielo: “Tú eres mi Hijo amado; en ti tengo complacencia.”
12 – En seguida, el Espíritu le Impulsó al desierto,
13 – y estuvo en el desierto cuarenta Días, siendo tentado por Satanás. Estaba con las fieras, y los ángeles le Servían.
14 – Después que Juan fue encarcelado, Jesús vino a Galilea predicando el evangelio de Dios,
15 – y diciendo: “El tiempo se ha cumplido, y el reino de Dios se ha acercado. ¡Arrepentíos y creed en el evangelio!”
16 – Y pasando junto al mar de Galilea, vio a Simón y a Andrés hermano de Simón, echando la red en el mar; porque eran pescadores.
17 – Jesús les dijo: “Venid en pos de Mí, y os haré pescadores de hombres.”
18 – De inmediato dejaron sus redes y le siguieron.
19 – Al ir un poco Más adelante, vio a Jacobo hijo de Zebedeo y a su hermano Juan. Ellos estaban en su barca arreglando las redes.
20 – En seguida les Llamó; y ellos, dejando a su padre Zebedeo en la barca junto con los jornaleros, se fueron en pos de él.
21 – Entraron en Capernaúm. Y en seguida, entrando él en la sinagoga los Sábados, enseñaba.
22 – Y se asombraban de su enseñanza, porque les enseñaba como quien tiene autoridad y no como los escribas.
23 – Y en ese momento un hombre con Espíritu inmundo estaba en la sinagoga de ellos, y Exclamó
24 – diciendo: –¿Qué tienes con nosotros, Jesús de Nazaret? ¿Has venido para destruirnos? Sé quién eres: ¡el Santo de Dios!
25 – Jesús le Reprendió diciendo: –¡Cállate y sal de él!
26 – Y el Espíritu inmundo lo Sacudió con violencia, Clamó a gran voz y Salió de él.
27 – Todos se maravillaron, de modo que Discutían entre Sí diciendo: –¿Qué es esto? ¡Una nueva doctrina con autoridad! Aun a los Espíritus inmundos él manda, y le obedecen.
28 – Y pronto se Extendió su fama por todas partes, en toda la Región alrededor de Galilea.
29 – En seguida, cuando salieron de la sinagoga, fueron con Jacobo y Juan a la casa de Simón y Andrés.
30 – La suegra de Simón estaba en cama con fiebre; y de inmediato le hablaron de ella.
31 – El se Acercó a ella, la Tomó de la mano y la Levantó. Y le Dejó la fiebre, y ella Comenzó a servirles.
32 – Al atardecer, cuando se puso el sol, le Traían todos los enfermos y los endemoniados.
33 – Toda la ciudad estaba reunida a la puerta.
34 – Y él Sanó a muchos que Padecían de diversas enfermedades y Echó fuera muchos demonios. Y no Permitía a los demonios hablar, porque le Conocían.
35 – Habiéndose levantado muy de madrugada, Todavía de noche, Jesús Salió y se fue a un lugar desierto y Allí oraba.
36 – Simón y sus compañeros fueron en busca de él.
37 – Le encontraron y le dijeron: –Todos te buscan.
38 – El les Respondió: –Vamos a otra parte, a los pueblos vecinos, para que predique también Allí; porque para esto he venido.
39 – Y fue predicando en las sinagogas de ellos en toda Galilea, y echando fuera los demonios.
40 – Y vino a él un leproso Implorándole, y de rodillas le dijo: –Si quieres, puedes limpiarme.
41 – Jesús, movido a Compasión, Extendió la mano, le Tocó y le dijo: –Quiero; sé limpio.
42 – Y al instante Desapareció la lepra de él, y Quedó limpio.
43 – En seguida, le Despidió después de amonestarle
44 – y le dijo: –Mira, no digas nada a nadie. Más bien vé, muéstrate al sacerdote y ofrece lo que Mandó Moisés en cuanto a tu Purificación, para testimonio a ellos.
45 – Pero cuando Salió, él Comenzó a proclamar y a difundir mucho el hecho, de modo que Jesús ya no Podía entrar abiertamente en ninguna ciudad, sino que se quedaba afuera en lugares despoblados. Y Venían a él de todas partes.

Capítulo 2

1 – Cuando él Entró otra vez en Capernaúm después de algunos Días, se Oyó que estaba en casa.
2 – Muchos acudieron a él, de manera que ya no Cabían ni ante la puerta; y él les hablaba la palabra.
3 – Entonces vinieron a él trayendo a un Paralítico cargado por cuatro.
4 – Y como no Podían acercarlo a él debido al Gentío, destaparon el techo donde Jesús estaba, y después de hacer una abertura bajaron la camilla en que el Paralítico estaba recostado.
5 – Y viendo Jesús la fe de ellos, dijo al Paralítico: –Hijo, tus pecados te son perdonados.
6 – Algunos de los escribas estaban sentados Allí y razonaban en sus corazones:
7 – –¿Por qué habla éste Así? ¡Blasfema! ¿Quién puede perdonar pecados, sino uno solo, Dios?
8 – De inmediato Jesús, Dándose cuenta en su Espíritu de que razonaban Así dentro de Sí mismos, les dijo: –¿Por qué Razonáis Así en vuestros corazones?
9 – ¿Qué es Más Fácil, decir al Paralítico: “Tus pecados te son perdonados”; o decirle: “Levántate, toma tu camilla y anda”?
10 – Pero para que Sepáis que el Hijo del Hombre tiene autoridad para perdonar pecados en la tierra–dijo al Paralítico–:
11 – A ti te digo, ¡Levántate, toma tu camilla y vete a tu casa!
12 – Y se Levantó, y en seguida Tomó su camilla y Salió en presencia de todos, de modo que todos se asombraron y glorificaron a Dios, diciendo: –¡Jamás hemos visto cosa semejante!
13 – Jesús Salió otra vez junto al mar, y toda la gente Venía a él, y él les enseñaba.
14 – Y pasando, vio a Leví hijo de Alfeo, sentado en el lugar de los tributos Públicos, y le dijo: “Sígueme.” Y Levantándose, le Siguió.
15 – Sucedió que, estando Jesús sentado a la mesa en casa de Leví, muchos publicanos y pecadores estaban también sentados a la mesa con Jesús y sus Discípulos, porque eran muchos y le Habían seguido.
16 – Y cuando los escribas de los fariseos le vieron comer con los pecadores y publicanos, Decían a sus Discípulos: –¿Por qué come con los publicanos y pecadores?
17 – Al Oírlo, Jesús les dijo: –Los sanos no tienen necesidad de médico, sino los que Están enfermos. No he venido para llamar a justos, sino a pecadores.
18 – Los Discípulos de Juan y los fariseos estaban ayunando. Fueron a Jesús y le dijeron: –¿Por qué ayunan los Discípulos de Juan y los Discípulos de los fariseos, pero tus Discípulos no ayunan?
19 – Jesús les dijo: –¿Acaso pueden ayunar los que Están de bodas mientras el novio Está con ellos? Entretanto que tienen al novio con ellos, no pueden ayunar.
20 – Pero Vendrán Días cuando el novio les Será quitado. Entonces, en aquel Día Ayunarán.
21 – Nadie pone parche de tela nueva en vestido viejo. De otra manera, el parche nuevo tira del viejo, y la rotura se hace peor.
22 – Ni nadie echa vino nuevo en odres viejos. De otra manera, el vino rompe los odres, y se pierde el vino, y también los odres. Más bien, el vino nuevo se echa en odres nuevos.
23 – Aconteció que Jesús pasaba por los sembrados en Sábado, y sus Discípulos se pusieron a caminar arrancando espigas.
24 – Los fariseos le Decían: –Mira, ¿por qué hacen en los Sábados lo que no es Lícito?
25 – Y él les dijo: –¿Nunca habéis Leído qué hizo David cuando tuvo necesidad y Pasó hambre él y los que estaban con él;
26 – Cómo Entró en la casa de Dios, siendo Abiatar sumo sacerdote, y Comió los panes de la Presencia, y aun dio a los que estaban con él; cosa que no es Lícito comer, salvo a los sacerdotes?
27 – –También les dijo–: El Sábado fue hecho para el hombre, y no el hombre para el Sábado.
28 – Así que el Hijo del Hombre es Señor también del Sábado.

Capítulo 3

1 – Entró otra vez en la sinagoga, y estaba Allí un hombre que Tenía la mano paralizada.
2 – Y estaban al acecho a ver si le Sanaría en Sábado, a fin de acusarle.
3 – Entonces dijo al hombre que Tenía la mano paralizada: –¡Ponte de pie en medio!
4 – Y a ellos les dijo: –¿Es Lícito en Sábado hacer bien o hacer mal? ¿Salvar la vida o matar? Pero ellos callaban.
5 – Y Mirándolos en derredor con enojo, dolorido por la dureza de sus corazones, dijo al hombre: –Extiende tu mano. Y la Extendió, y su mano le fue restaurada.
6 – Los fariseos salieron en seguida, junto con los herodianos, y tomaron consejo contra él, Cómo destruirlo.
7 – Jesús se Apartó con sus Discípulos al mar, y le Siguió una gran multitud de gente procedente de Galilea. Y de Judea,
8 – de Jerusalén, de Idumea, del otro lado del Jordán, y de los alrededores de Tiro y Sidón una gran multitud vino a él, porque Habían Oído de las grandes cosas que Hacía.
9 – Y Jesús dijo a sus Discípulos que siempre tuviesen lista una barca a causa del Gentío, para que no lo apretujaran;
10 – porque Había sanado a muchos, de modo que le Caían encima todos cuantos Tenían plagas, para tocarlo.
11 – Y los Espíritus inmundos, siempre que le Veían, se postraban delante de él y gritaban diciendo: “¡Tú eres el Hijo de Dios!”
12 – Pero él les Reprendía mucho para que no le dieran a conocer.
13 – Entonces Subió al monte y Llamó a Sí a los que él quiso, y fueron a él.
14 – Constituyó a doce, a quienes Nombró Apóstoles, para que estuvieran con él, y para enviarlos a predicar
15 – y tener autoridad para echar fuera los demonios.
16 – Y Constituyó a los doce: a Simón (a quien le puso por nombre Pedro),
17 – a Jacobo hijo de Zebedeo, y a Juan el hermano de Jacobo (a ellos les puso por nombre Boanerges, es decir, hijos del trueno),
18 – a Andrés, a Felipe, a Bartolomé, a Mateo, a Tomás, a Jacobo hijo de Alfeo, a Tadeo, a Simón el cananita
19 – y a Judas Iscariote (el que le Entregó). El Volvió a casa,
20 – y otra vez se Reunió la multitud, de modo que ellos no Podían ni siquiera comer pan.
21 – Cuando los suyos lo oyeron, fueron para prenderle, porque Decían que estaba fuera de Sí.
22 – Los escribas que Habían descendido de Jerusalén Decían que estaba Poseído por Beelzebul y que mediante el Príncipe de los demonios echaba fuera los demonios.
23 – Y habiéndolos llamado a su lado, les hablaba en Parábolas: “¿Cómo puede Satanás echar fuera a Satanás?
24 – Si un reino se divide contra Sí, ese reino no puede permanecer.
25 – Si una casa se divide contra Sí, esa casa no Podrá permanecer.
26 – Y si Satanás se levanta contra Sí mismo y Está dividido, no puede permanecer, sino que su fin ha llegado.
27 – Al contrario, nadie puede entrar en la casa de un hombre fuerte y saquear sus bienes a menos que primero ate al hombre fuerte. Y entonces Saqueará su casa.
28 – De cierto os digo que a los hijos de los hombres les Serán perdonados todos los pecados y blasfemias, cualesquiera que sean.
29 – Pero cualquiera que blasfeme contra el Espíritu Santo no Tendrá Perdón Jamás, sino que es culpable de pecado eterno.”
30 – Dijo esto porque Decían: “Tiene Espíritu inmundo.”
31 – Entonces fueron su madre y sus hermanos, y Quedándose fuera enviaron a llamarle.
32 – Mucha gente estaba sentada alrededor de él, y le dijeron: –Mira, tu madre, tus hermanos y tus hermanas te buscan afuera.
33 – El respondiendo les dijo: –¿Quién es mi madre y mis hermanos?
34 – Y mirando a los que estaban sentados alrededor de él, dijo: –He Aquí mi madre y mis hermanos.
35 – Porque cualquiera que hace la voluntad de Dios, éste es mi hermano, mi hermana y mi madre.

– Ano Bíblico (Inglês).:

Book of Marcos

Chapter 1

1 – The first words of the good news of Jesus Christ, the Son of God.
2 – Even as it is said in the book of Isaiah the prophet, See, I send my servant before your face, who will make ready your way;
3 – The voice of one crying in the waste land, Make ready the way of the Lord, make his roads straight;
4 – John came, and gave baptism in the waste land, preaching baptism as a sign of forgiveness of sin for those whose hearts were changed.
5 – And there went out to him all the people of Judaea, and all those of Jerusalem, and they were given baptism by him in the river Jordan, saying that they were sinners.
6 – And John was clothed in camel´s hair, with a leather band about him; and his food was locusts and honey.
7 – And he said to them all, There is one coming after me who is greater than I, whose shoes I am not good enough to undo.
8 – I have given you baptism with water, but he will give you baptism with the Holy Spirit.
9 – And it came about in those days, that Jesus came from Nazareth of Galilee, and was given baptism by John in the Jordan.
10 – And straight away, coming up out of the water, he saw the heavens broken open and the Spirit coming down on him as a dove:
11 – And a voice came out of heaven, You are my dearly loved Son, with whom I am well pleased.
12 – And straight away the Spirit sent him out into the waste land.
13 – And he was in the waste land for forty days, being tested by Satan; and he was with the beasts; and the angels took care of him.
14 – Now after John had been put in prison, Jesus came into Galilee, preaching the good news of God,
15 – And saying, The time has come, and the kingdom of God is near: let your hearts be turned from sin and have faith in the good news.
16 – And going by the sea of Galilee, he saw Simon, and Andrew, the brother of Simon, putting a net into the sea: for they were fishermen.
17 – And Jesus said to them, Come after me, and I will make you fishers of men.
18 – And they went straight from their nets, and came after him.
19 – And going on a little farther, he saw James, the son of Zebedee, and John his brother, who were in their boat stitching up their nets.
20 – And he said, Come after me: and they went away from their father Zebedee, who was in the boat with the servants, and came after him.
21 – And they came to Capernaum; and on the Sabbath he went into the Synagogue and gave teaching.
22 – And they were full of wonder at his teaching, because he gave it as one having authority, and not like the scribes.
23 – And there was in their Synagogue a man with an unclean spirit; and he gave a cry,
24 – Saying, What have we to do with you, Jesus of Nazareth? have you come to put an end to us? I see well who you are, the Holy One of God.
25 – And Jesus said to him sharply, Be quiet, and come out of him.
26 – And the unclean spirit, shaking him violently, and crying with a loud voice, came out of him.
27 – And they were all greatly surprised, so that they put questions to one another, saying, What is this? a new teaching! with authority he gives orders even to the unclean spirits, and they do what he says.
28 – And news of him went out quickly everywhere into all parts of Galilee round about.
29 – And when they came out of the Synagogue, they went into the house of Simon and Andrew, with James and John.
30 – Now Simon´s wife´s mother was ill, with a burning heat; and they gave him word of her:
31 – And he came and took her by the hand, lifting her up; and she became well, and took care of their needs.
32 – And in the evening, at sundown, they took to him all who were diseased, and those who had evil spirits.
33 – And all the town had come together at the door.
34 – And a number, who were ill with different diseases, he made well, and sent out evil spirits; but he did not let the evil spirits say anything, because they had knowledge of him.
35 – And in the morning, a long time before daylight, he got up and went out to a quiet place, and there he gave himself up to prayer.
36 – And Simon and those who were with him came after him.
37 – And when they came up with him, they said to him, Everyone is looking for you.
38 – And he said to them, Let us go to other parts into the nearest towns, so that I may give teaching there, because for this purpose I came.
39 – And he went into their Synagogues in every part of Galilee, preaching and driving out evil spirits.
40 – And a leper came to him and, going down on his knees before him, made a request, saying, If it is your pleasure, you have the power to make me clean.
41 – And being moved with pity, he put out his hand, and touching him said to him, It is my pleasure; be made clean.
42 – And straight away the disease went from him, and he was made clean.
43 – And he sent him away, saying to him very sharply,
44 – See that you say nothing to any man: but go and let the priest see you, and make yourself clean by an offering of the things ordered by Moses, for a witness to them.
45 – But he went out, and made it public, giving an account of it everywhere, so that Jesus was no longer able to go openly into a town, but was outside in the waste land; and they came to him from every part.

Chapter 2

1 – And when he came into Capernaum again after some days, the news went about that he was in the house.
2 – And a great number had come together, so that there was no longer room for them, no, not even about the door: and he gave them teaching.
3 – And four men came to him with one on a bed who had no power of moving.
4 – And when they were unable to get near him because of all the people, they got the roof uncovered where he was: and when it was broken up, they let down the bed on which the man was.
5 – And Jesus, seeing their faith, said to him, Son, you have forgiveness for your sins.
6 – But there were certain of the scribes seated there, and reasoning in their hearts,
7 – Why does this man say such things? he has no respect for God: from whom does forgiveness come but from God only?
8 – And Jesus, having knowledge in his spirit of their thoughts, said to them, Why are you reasoning about these things in your hearts?
9 – Which is the simpler, to say to a man who is ill, You have forgiveness for your sins, or, Get up, take up your bed, and go?
10 – But so that you may see that the Son of man has authority for the forgiveness of sins on earth, (he said to the man,)
11 – I say to you, Get up, take up your bed, and go to your house.
12 – And he got up, and straight away took up the bed and went out before them all, so that they were all full of wonder, and gave glory to God, saying, We have never seen anything like this.
13 – And he went out again by the seaside; and all the people came to him, and he gave them teaching.
14 – And when he went by, he saw Levi, the son of Alphaeus, seated at the place where taxes were taken, and he said to him, Come with me. And he got up, and went with him.
15 – And it came about that he was seated at meat in his house, and a number of tax-farmers and sinners were at table with Jesus and his disciples: for there were a great number of them, and they came after him.
16 – And the scribes of the Pharisees, when they saw that he was taking food with the tax-farmers and sinners, said to his disciples, Why does he take food and drink with such men?
17 – And Jesus, hearing it, said to them, Those who are well have no need of a medical man, but those who are ill: I have come not to get the upright but sinners.
18 – And John´s disciples and the Pharisees were taking no food: and they came and said to him, Why do John´s disciples and the disciples of the Pharisees go without food, but your disciples do not?
19 – And Jesus said to them, Will the friends of a newly-married man go without food while he is with them? as long as they have him with them they will not go without food.
20 – But the days will come when the husband will be taken away from them, and then they will go without food.
21 – No man puts a bit of new cloth on an old coat: or the new, by pulling away from the old, makes a worse hole.
22 – And no man puts new wine into old wine-skins: or the skins will be burst by the wine, and the wine and the skins will be wasted: but new wine has to be put into new wine-skins.
23 – And it came about that on the Sabbath day he was going through the grain-fields; and while they were walking, his disciples took the heads of grain.
24 – And the Pharisees said to him, Why are they doing what it is not right to do on the Sabbath?
25 – And he said to them, Have you no knowledge of what David did, when he had need and was without food, he, and those who were with him?
26 – How he went into the house of God when Abiathar was high priest, and took for food the holy bread, which only the priests may take, and gave it to those who were with him?
27 – And he said to them, The Sabbath was made for man, and not man for the Sabbath;
28 – So that the Son of man is lord even of the Sabbath.

Chapter 3

1 – And he went again into the Synagogue; and there was a man there whose hand was dead.
2 – And they were watching him to see if he would make him well on the Sabbath day, so that they might have something against him.
3 – And he said to the man, Get up and come forward.
4 – And he said to them, Is it right to do good on the Sabbath or to do evil? to give life or to put to death? But they said nothing.
5 – And looking round on them he was angry, being sad because of their hard hearts; and he said to the man, Put out your hand. And he put it out, and his hand was made well.
6 – And the Pharisees went out, and straight away made designs with the Herodians about how they might put him to death.
7 – And Jesus went away with his disciples to the sea, and a great number from Galilee came after him: and from Judaea,
8 – And from Jerusalem, and from Idumaea, and the other side of Jordan, and the country about Tyre and Sidon, a great number, hearing what great things he did, came to him.
9 – And he made a request to his disciples to have a little boat ready for him, so that he might not be crushed by the people;
10 – For he had made such a great number well that all those who were diseased were falling down before him for the purpose of touching him.
11 – And the unclean spirits, whenever they saw him, went down before him, crying out, and saying, You are the Son of God.
12 – And he gave them special orders not to say who he was.
13 – And he went up into the mountain, and sent for those whom it was his pleasure to have with him: and they went to him.
14 – And he took twelve to be with him, so that he might send them out as preachers,
15 – And give them the power of driving out evil spirits:
16 – To Simon he gave the second name of Peter;
17 – And to James, the son of Zebedee, and John, the brother of James, he gave the second name of Boanerges, which is, Sons of thunder:
18 – And Andrew, and Philip, and Bartholomew, and Matthew, and Thomas, and James, the son of Alphaeus, and Thaddaeus, and Simon the Zealot;
19 – And Judas Iscariot, who was false to him.
20 – And he went into a house. And the people came together again, so that they were not even able to take bread.
21 – And when his friends had news of it, they went out to get him, saying, He is off his head.
22 – And the scribes who came down from Jerusalem, said, He has Beelzebub, and, By the ruler of evil spirits he sends evil spirits out of men.
23 – And turning to them, he said to them in the form of a story, How is it possible for Satan to put out Satan?
24 – If there is division in a kingdom, that kingdom will come to destruction;
25 – And if there is division in a house, that house will come to destruction;
26 – And if Satan is at war with himself, and there is division in him, he will not keep his place but will come to an end.
27 – But no one is able to go into the house of the strong man and take his goods, without first putting cords round the strong man, and then he will take his goods.
28 – Truly, I say to you, The sons of men will have forgiveness for all their sins and for all the evil words they say:
29 – But whoever says evil things against the Holy Spirit will never have forgiveness, but the evil he has done will be with him for ever:
30 – Because they said, He has an unclean spirit.
31 – And his mother and brothers came and were outside, and sent for him, requesting to see him.
32 – And a great number were seated round him; and they said to him, See, your mother and your brothers are outside looking for you.
33 – And he said in answer, Who are my mother and my brothers?
34 – And looking round at those who were seated about him, he said, See, my mother and my brothers!
35 – Whoever does God´s pleasure, the same is my brother, and sister, and mother.

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s