MEDITAÇÃO – MENSAGENS – ANO BÍBLICO

– Meditação Matinal de EGW (Português).:

Os Ímpios Matam-se uns aos Outros

“Chamarei contra ele a espada sobre todos os Meus montes, diz o Senhor Deus; a espada de cada um se voltará contra o seu próximo”. Ezeq. 38-21.
Os Ímpios estão cheios de pesar, não por causa de sua pecaminosa negligência para com Deus e seus semelhantes, mas porque Deus venceu. Lamentam que o resultado seja o que é; mas não se arrependem de sua impiedade. Se pudessem, não deixariam de experimentar todo e qualquer meio para vencer. …
Ministros e povo vêem que não mantiveram a devida relação para com Deus. Vêem que se rebelaram contra o Autor de toda lei reta e justa. A rejeição dos preceitos divinos deu origem a milhares de fontes para males, discórdias, ódio, Iniqüidade, até que a Terra se tornou uni vasto campo de contenda, uma sentina de corrupção. Este é o quadro que ora se apresenta aos que rejeitaram a verdade e preferiram acalentar o erro. Nenhuma linguagem pode exprimir o anelo que o desobediente e desleal experimenta por aquilo que para sempre perdeu: a vida eterna. Homens que o mundo adorou pelos talentos e eloqüência vêem agora estas coisas sob a sua verdadeira luz. Compenetram-se do que perderam pela transgressão, e caem aos pés daqueles de cuja fidelidade zombaram, com menosprezo, confessando que Deus os amou.
O povo vê que foi iludido . Um acusa ao outro de o ter levado à destruição, todos, porém, se unem em acumular suas mais amargas condenações contra os ministros. Pastores Infiéis profetizaram coisas agradáveis, levaram os ouvintes a anular a lei de Deus e a perseguir os que a queriam santificar. Agora, em seu desespero, esses ensinadores confessam perante o mundo sua obra de engano. As multidões estão cheias de furor. “Estamos perdidos!” exclamam; “e vós sois a causa de nossa ruína”; e voltam-se contra os falsos Pastores. Aqueles mesmos que mais os admiravam, pronunciarão as mais terríveis maldições sobre eles. As mesmas mãos que os coroavam de lauréis, levantar-se-ão para destruí-los. As espadas que deveriam matar o povo de Deus, são agora empregadas para exterminar os seus inimigos. Por toda par- te há contenda e morticínio. GC, 651-653.
Ano Bíblico. S. Mat. 27 e 28. Juvenis: S. Luc. 19.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=100&p=292

– Meditação Matinal de EGW (Espanhol).:

LOS IMPÍOS SE DAN MUERTE UNOS A OTROS

En todos mis montes llamaré contra él la espada, dice Jehová el Señor; la espada de cada cual será contra su hermano. (Eze. 38: 21).
Los impíos están llenos de pesar, no por su indiferencia pecaminosa para con Dios y sus semejantes, sino porque Dios ha vencido. Lamentan el resultado obtenido; pero no se arrepienten de su maldad. Si pudiesen hacerlo, no dejarían de probar cualquier medio para vencer. . .
Los ministros y el pueblo ven que no sostuvieron la debida relación con Dios. Ven que se rebelaron contra el Autor de toda ley justa y recta. El rechazamiento de los preceptos divinos dio origen a miles de fuentes de mal, discordia, odio e iniquidad, hasta que la tierra se convirtió en un vasto campo de luchas, en un abismo de corrupción. Tal es el cuadro que se presenta ahora ante la vista de los que rechazaron la verdad y prefirieron el error. Ningún lenguaje puede expresar la vehemencia con que los desobedientes y desleales desean lo que perdieron para siempre: La vida eterna. Los hombres a quienes el mundo idolatró por sus talentos y elocuencia, ven ahora las cosas en su luz verdadera. Se dan cuenta de lo que perdieron por la transgresión, y caen a los pies de aquellos a quienes despreciaron y ridiculizaron a causa de su fidelidad, y confiesan que Dios los amaba.
Los hombres ven que fueron engañados. Se acusan unos a otros de haberse arrastrado mutuamente a la destrucción; pero todos concuerdan en abrumar a los ministros con la más acerba condenación. Los pastores infieles profetizaron cosas lisonjeras; indujeron a sus oyentes a menospreciar la ley de Dios y a perseguir a los que querían santificarla. Ahora, en su desesperación, estos maestros confiesan ante el mundo su obra de engaño. Las multitudes se llenan de furor. “¡Estamos perdidos! -exclaman- y vosotros sois la causa de nuestra perdición”. Y se vuelven contra los falsos pastores. Precisamente aquellos que más los admiraban en otros tiempos pronunciarán contra ellos las más terribles maldiciones. Las manos mismas que los coronaron con laureles se levantarán para aniquilarlos. Las espadas que debían servir para destruir al pueblo de Dios se emplean ahora para matar a sus enemigos.*

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=101&p=292

– Meditação Matinal de EGW (Inglês).:

October 13 – The Wicked Slay Each Other

I will call for a sword against him throughout all my mountains, saith the Lord God: every man”s sword shall be against his brother. Eze. 38:21.
The wicked are filled with regret, not because of their sinful neglect of God and their fellow men, but because God has conquered. They lament that the result is what it is; but they do not repent of their wickedness. They would leave no means untried to conquer if they could. . . . {Mar 294.1}
Ministers and people see that they have not sustained the right relation to God. They see that they have rebelled against the Author of all just and righteous law. The setting aside of the divine precepts gave rise to thousands of springs of evil, discord, hatred, iniquity, until the earth became one vast field of strife, one sink of corruption. This is the view that now appears to those who rejected truth and chose to cherish error. No language can express the longing which the disobedient and disloyal feel for that which they have lost forever–eternal life. Men whom the world has worshiped for their talents and eloquence now see these things in their true light. They realize what they have forfeited by transgression, and they fall at the feet of those whose fidelity they have despised and derided, and confess that God has loved them. {Mar 294.2}
The people see that they have been deluded. They accuse one another of having led them to destruction; but all unite in heaping their bitterest condemnation upon the ministers. Unfaithful pastors have prophesied smooth things; they have led their hearers to make void the law of God and to persecute those who would keep it holy. Now, in their despair, these teachers confess before the world their work of deception. The multitudes are filled with fury. “We are lost!” they cry, “and you are the cause of our ruin”; and they turn upon the false shepherds. The very ones that once admired them most will pronounce the most dreadful curses upon them. The very hands that once crowned them with laurels will be raised for their destruction. The swords which were to slay God”s people are now employed to destroy their enemies. Everywhere there is strife and bloodshed. {Mar 294.3}

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=129&p=292

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Mensagens para Evangelistas.:

Em certa vila da Nova Inglaterra, estava-se cavando um poço. Quando o trabalho estava quase pronto, estando um homem ainda no fundo do mesmo, houve um desmoronamento, e ele ficou enterrado. Instantaneamente foi dado o alarme, e mecânicos, fazendeiros, comerciantes, advogados, correram ansiosamente para salvá-lo. Cordas, escadas e pás foram trazidas por mãos zelosas e cheias de boa vontade. “Salvai-o, ó salvai-o!” clamavam. Os homens trabalharam com desesperada energia, até que o suor lhes corria em gotas pela fronte, e os braços tremiam do esforço. Afinal, foi enfiado um tubo para baixo, pelo qual eles gritaram para o homem, a fim de saber se estava vivo ainda. Veio a resposta: “Vivo, mas apressem-se. É terrível aqui.” Com uma exclamação de alegria, renovaram os esforços, e por fim o homem foi alcançado e salvo, e a alegria que subiu aos ares parecia penetrar o próprio Céu. “Ele está salvo!” ecoava por todas as ruas da cidade. Seria isso zelo e interesse demasiados, demasiado
entusiasmo para salvar um homem? Certamente não era; mas, que é a perda da vida temporal em comparação com a da alma? Se a ameaça de perda de uma existência desperta no coração humano sentimento tão intenso, não deveria a perda de uma alma suscitar solicitude mais profunda em homens que professam compreender o perigo daqueles que se acham separados de Cristo? Não mostrarão os servos de Deus tão grande zelo em trabalhar pela salvação de almas como foi manifestado pela vida daquele homem soterrado no poço?
Obreiros Evangélicos, págs. 31 e 32.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=49&p=31

– Mensagens para Jovens.:

Queridos jovens, sede fervorosos, sede perseverantes. Cingi “os lombos do vosso entendimento”. I Ped. 1:13. Colocai-vos como Daniel, o fiel hebreu, que propôs em seu coração ser fiel a Deus. Não decepcioneis vossos pais e amigos. E Outro há que deve ser lembrado. Não decepcioneis Aquele que vos amou tanto que deu Sua vida, a fim de vos tornar possível ser colaboradores de Deus. Mensagens aos Jovens, pág. 149.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=6&p=149

– Mensagens para Namorados.:

Os casamentos precoces produzem grande parte dos males que predominam hoje. O casamento que se faz demasiado cedo não promove nem a saúde física nem o vigor mental. Neste assunto exerce-se muitíssimo pouco a razão. Muitos jovens procedem segundo o impulso. Este passo, que os influencia seriamente para o bem ou para o mal, e que será por toda a vida uma bênção ou maldição, é muitas vezes dado precipitadamente, sob o impulso do sentimento. Muitos há que não dão ouvidos à razão ou às instruções, de um ponto de vista cristão. Mensagens aos Jovens, pág. 453.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=6&p=453

– Mensagens para Pais.:

Quando as crianças compreendem que seus pais estão procurando ajudá-las, elas aplicam suas energias na devida direção. E para as crianças que têm a instrução conveniente no lar, serão maiores as vantagens de nossas escolas do que para aqueles a quem se permite crescerem sem auxílio espiritual em casa. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 118.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=37&p=118

– Mensagens sobre Escola Sabatina.:

Em nossas Escolas Sabatinas devem-se confiar responsabilidades aos jovens, para que desenvolvam sua capacidade e obtenham poder espiritual. Entreguem-se os jovens primeiramente a Deus e depois, já nos princípios de sua vida cristã, sejam ensinados a ajudar os outros. Esse trabalho lhes exercitará as faculdades, habilitando-os a aprender, a planejar e executar seus planos para o bem de seus companheiros. Procurem eles a companhia dos que necessitam de auxílio, não para se entregarem a fúteis conversações, mas para representarem o caráter cristão, para colaborarem com Deus, conquistando os que não se entregaram a Ele. Conselhos Sobre a Escola Sabatina, pág. 61.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=15&p=62

– Mensagens sobre Saúde.:

Condescender em comer com demasiada freqüência, e em grande quantidade, sobrecarrega os órgãos digestivos e produz um estado febril do organismo. O sangue torna-se impuro, e então ocorrem doenças de várias espécies. Os sofredores, nestes casos, podem fazer por si mesmos o que os outros não podem fazer por eles tão bem como eles próprios. Devem começar por aliviar a natureza da carga que lhe impuseram. Devem remover a causa. Jejuar por breve tempo, dando ao estômago oportunidade para descansar. Reduzir o estado febril do organismo por cuidadosa e inteligente aplicação de água. Esses esforços ajudarão a natureza em sua luta por livrar o organismo de impurezas. Spiritual Gifts, vol. 4, págs. 133 e 134 e Conselhos Sobre o Regime Alimentar, págs. 189 e 190.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=17&p=189

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Ano Bíblico (Português).:

Livro de Mateus

Capítulo 27

1 – Ora, chegada a manhã, todos os principais sacerdotes e os anciãos do povo entraram em conselho contra Jesus, para o matarem;
2 – e, maniatando-o, levaram-no e o entregaram a Pilatos, o governador.
3 – Então Judas, aquele que o traíra, vendo que Jesus fora condenado, devolveu, compungido, as trinta moedas de prata aos anciãos, dizendo:
4 – Pequei, traindo o sangue inocente. Responderam eles: Que nos importa? Seja isto lá contigo.
5 – E tendo ele atirado para dentro do santuário as moedas de prata, retirou-se, e foi enforcar-se.
6 – Os principais sacerdotes, pois, tomaram as moedas de prata, e disseram: Não é lícito metê-las no cofre das ofertas, porque é preço de sangue.
7 – E, tendo deliberado em conselho, compraram com elas o campo do oleiro, para servir de cemitério para os estrangeiros.
8 – Por isso tem sido chamado aquele campo, até o dia de hoje, Campo de Sangue.
9 – Cumpriu-se, então, o que foi dito pelo profeta Jeremias: Tomaram as trinta moedas de prata, preço do que foi avaliado, a quem certos filhos de Israel avaliaram,
10 – e deram-nas pelo campo do oleiro, assim como me ordenou o Senhor.
11 – Jesus, pois, ficou em pé diante do governador; e este lhe perguntou: És tu o rei dos judeus? Respondeu-lhe Jesus: É como dizes.
12 – Mas ao ser acusado pelos principais sacerdotes e pelos anciãos, nada respondeu.
13 – Perguntou-lhe então Pilatos: Não ouves quantas coisas testificam contra ti?
14 – E Jesus não lhe respondeu a uma pergunta sequer; de modo que o governador muito se admirava.
15 – Ora, por ocasião da festa costumava o governador soltar um preso, escolhendo o povo aquele que quisesse.
16 – Nesse tempo tinham um preso notório, chamado Barrabás.
17 – Portanto, estando o povo reunido, perguntou-lhe Pilatos: Qual quereis que vos solte? Barrabás, ou Jesus, chamado o Cristo?
18 – Pois sabia que por inveja o haviam entregado.
19 – E estando ele assentado no tribunal, sua mulher mandou dizer-lhe: Não te envolvas na questão desse justo, porque muito sofri hoje em sonho por causa dele.
20 – Mas os principais sacerdotes e os anciãos persuadiram as multidões a que pedissem Barrabás e fizessem morrer Jesus.
21 – O governador, pois, perguntou-lhes: Qual dos dois quereis que eu vos solte? E disseram: Barrabás.
22 – Tornou-lhes Pilatos: Que farei então de Jesus, que se chama Cristo? Disseram todos: Seja crucificado.
23 – Pilatos, porém, disse: Pois que mal fez ele? Mas eles clamavam ainda mais: Seja crucificado.
24 – Ao ver Pilatos que nada conseguia, mas pelo contrário que o tumulto aumentava, mandando trazer água, lavou as mãos diante da multidão, dizendo: Sou inocente do sangue deste homem; seja isso lá convosco.
25 – E todo o povo respondeu: O seu sangue caia sobre nós e sobre nossos filhos.
26 – Então lhes soltou Barrabás; mas a Jesus mandou açoitar, e o entregou para ser crucificado.
27 – Nisso os soldados do governador levaram Jesus ao pretório, e reuniram em torno dele toda a corte.
28 – E, despindo-o, vestiram-lhe um manto escarlate;
29 – e tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça, e na mão direita uma cana, e ajoelhando-se diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve, rei dos judeus!
30 – E, cuspindo nele, tiraram-lhe a cana, e davam-lhe com ela na cabeça.
31 – Depois de o terem escarnecido, despiram-lhe o manto, puseram-lhe as suas vestes, e levaram-no para ser crucificado.
32 – Ao saírem, encontraram um homem cireneu, chamado Simão, a quem obrigaram a levar a cruz de Jesus.
33 – Quando chegaram ao lugar chamado Gólgota, que quer dizer, lugar da Caveira,
34 – deram-lhe a beber vinho misturado com fel; mas ele, provando-o, não quis beber.
35 – Então, depois de o crucificarem, repartiram as vestes dele, lançando sortes, [para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Repartiram entre si as minhas vestes, e sobre a minha túnica deitaram sortes.]
36 – E, sentados, ali o guardavam.
37 – Puseram-lhe por cima da cabeça a sua acusação escrita: ESTE É JESUS, O REI DOS JUDEUS.
38 – Então foram crucificados com ele dois salteadores, um à direita, e outro à esquerda.
39 – E os que iam passando blasfemavam dele, meneando a cabeça
40 – e dizendo: Tu, que destróis o santuário e em três dias o reedificas, salva-te a ti mesmo; se és Filho de Deus, desce da cruz.
41 – De igual modo também os principais sacerdotes, com os escribas e anciãos, escarnecendo, diziam:
42 – A outros salvou; a si mesmo não pode salvar. Rei de Israel é ele; desça agora da cruz, e creremos nele;
43 – confiou em Deus, livre-o ele agora, se lhe quer bem; porque disse: Sou Filho de Deus.
44 – O mesmo lhe lançaram em rosto também os salteadores que com ele foram crucificados.
45 – E, desde a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra, até a hora nona.
46 – Cerca da hora nona, bradou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?
47 – Alguns dos que ali estavam, ouvindo isso, diziam: Ele chama por Elias.
48 – E logo correu um deles, tomou uma esponja, ensopou-a em vinagre e, pondo-a numa cana, dava-lhe de beber.
49 – Os outros, porém, disseram: Deixa, vejamos se Elias vem salvá-lo.
50 – De novo bradou Jesus com grande voz, e entregou o espírito.
51 – E eis que o véu do santuário se rasgou em dois, de alto a baixo; a terra tremeu, as pedras se fenderam,
52 – os sepulcros se abriram, e muitos corpos de santos que tinham dormido foram ressuscitados;
53 – e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.
54 – ora, o centurião e os que com ele guardavam Jesus, vendo o terremoto e as coisas que aconteciam, tiveram grande temor, e disseram: Verdadeiramente este era filho de Deus.
55 – Também estavam ali, olhando de longe, muitas mulheres que tinham seguido Jesus desde a Galiléia para o ouvir;
56 – entre as quais se achavam Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu.
57 – Ao cair da tarde, veio um homem rico de Arimatéia, chamado José, que também era discípulo de Jesus.
58 – Esse foi a Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Então Pilatos mandou que lhe fosse entregue.
59 – E José, tomando o corpo, envolveu-o num pano limpo, de linho,
60 – e depositou-o no seu sepulcro novo, que havia aberto em rocha; e, rodando uma grande pedra para a porta do sepulcro, retirou-se.
61 – Mas achavam-se ali Maria Madalena e a outra Maria, sentadas defronte do sepulcro.
62 – No dia seguinte, isto é, o dia depois da preparação, reuniram-se os principais sacerdotes e os fariseus perante Pilatos,
63 – e disseram: Senhor, lembramo-nos de que aquele embusteiro, quando ainda vivo, afirmou: Depois de três dias ressurgirei.
64 – Manda, pois, que o sepulcro seja guardado com segurança até o terceiro dia; para não suceder que, vindo os discípulos, o furtem e digam ao povo: Ressurgiu dos mortos; e assim o último embuste será pior do que o primeiro.
65 – Disse-lhes Pilatos: Tendes uma guarda; ide, tornai-o seguro, como entendeis.
66 – Foram, pois, e tornaram seguro o sepulcro, selando a pedra, e deixando ali a guarda.

Capítulo 28

1 – No fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro.
2 – E eis que houvera um grande terremoto; pois um anjo do Senhor descera do céu e, chegando-se, removera a pedra e estava sentado sobre ela.
3 – o seu aspecto era como um relâmpago, e as suas vestes brancas como a neve.
4 – E de medo dele tremeram os guardas, e ficaram como mortos.
5 – Mas o anjo disse às mulheres: Não temais vós; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado.
6 – Não está aqui, porque ressurgiu, como ele disse. Vinde, vede o lugar onde jazia;
7 – e ide depressa, e dizei aos seus discípulos que ressurgiu dos mortos; e eis que vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis. Eis que vo-lo tenho dito.
8 – E, partindo elas pressurosamente do sepulcro, com temor e grande alegria, correram a anunciá-lo aos discípulos.
9 – E eis que Jesus lhes veio ao encontro, dizendo: Salve. E elas, aproximando-se, abraçaram-lhe os pés, e o adoraram.
10 – Então lhes disse Jesus: Não temais; ide dizer a meus irmãos que vão para a Galiléia; ali me verão.
11 – Ora, enquanto elas iam, eis que alguns da guarda foram à cidade, e contaram aos principais sacerdotes tudo quanto havia acontecido.
12 – E congregados eles com os anciãos e tendo consultado entre si, deram muito dinheiro aos soldados,
13 – e ordenaram-lhes que dissessem: Vieram de noite os seus discípulos e, estando nós dormindo, furtaram-no.
14 – E, se isto chegar aos ouvidos do governador, nós o persuadiremos, e vos livraremos de cuidado.
15 – Então eles, tendo recebido o dinheiro, fizeram como foram instruídos. E essa história tem-se divulgado entre os judeus até o dia de hoje.
16 – Partiram, pois, os onze discípulos para a Galiléia, para o monte onde Jesus lhes designara.
17 – Quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram.
18 – E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra.
19 – Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
20 – ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.

– Pergunta sobre o Ano Bíblico.:

O que os líderes judeus fizeram com as 30 moedas de prata que Judas atirou no santuário?
Resposta: compraram um campo para cemitério de forasteiros (Mateus 27:3-8)

– Curiosidades Bíblicas.:

Qual a mãe que aguardava ansiosamente seu filho, olhando pela janela?
Resposta: Mãe de Sísera. Juízes 5:28.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=7&capitulo=5

– Versos Bíblicos.:

E esta é a confiança que temos nele, que se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. I João 5:14

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=62&capitulo=5&verso=14

– Ano Bíblico (Espanhol).:

Libro de Mateus

Capítulo 27

1 – Al amanecer, todos los principales sacerdotes y los ancianos del pueblo tomaron consejo contra Jesús para entregarle a muerte.
2 – Y después de atarlo, le llevaron y le entregaron al procurador Pilato.
3 – Entonces Judas, el que le Había entregado, al ver que era condenado, Sintió remordimiento y Devolvió las treinta piezas de plata a los principales sacerdotes y a los ancianos,
4 – diciendo: –Yo he pecado entregando sangre inocente. Pero ellos dijeron: –¿Qué nos importa a nosotros? ¡Es asunto tuyo!
5 – Entonces él, arrojando las piezas de plata dentro del santuario, se Apartó, se fue y se Ahorcó.
6 – Los principales sacerdotes, tomando las piezas de plata, dijeron: –No es Lícito ponerlas en el tesoro de las ofrendas, porque es precio de sangre.
7 – Y habiendo tomado acuerdo, compraron con ellas el campo del Alfarero, para sepultura de los extranjeros.
8 – Por eso aquel campo se llama Campo de Sangre, hasta el Día de hoy.
9 – Entonces se Cumplió lo que fue dicho por el profeta Jeremías, cuando dijo: Y tomaron las treinta piezas de plata, precio del apreciado, Según el precio fijado por los hijos de Israel;
10 – y las dieron para el campo del Alfarero, como me Ordenó el Señor.
11 – Jesús estuvo de pie en presencia del procurador, y el procurador le Preguntó diciendo: –¿Eres Tú el rey de los Judíos? Jesús le dijo: –Tú lo dices.
12 – Y siendo acusado por los principales sacerdotes y por los ancianos, no Respondió nada.
13 – Entonces Pilato le dijo: –¿No oyes Cuántas cosas testifican contra ti?
14 – El no le Respondió ni una palabra, de manera que el procurador se maravillaba mucho.
15 – En la fiesta, el procurador acostumbraba soltar al pueblo un preso, el que quisieran.
16 – Tenían en aquel entonces un preso famoso que se llamaba Barrabás.
17 – Estando ellos reunidos, Pilato les dijo: –¿A Cuál queréis que os suelte? ¿A Barrabás o a Jesús, llamado el Cristo?
18 – Porque Sabía que por envidia le Habían entregado.
19 – Mientras él estaba sentado en el tribunal, su esposa le Mandó a decir: “No tengas nada que ver con ese justo, porque hoy he sufrido muchas cosas en sueños por causa de él.”
20 – Entonces los principales sacerdotes y los ancianos persuadieron a las multitudes que pidieran a Barrabás y que dieran muerte a Jesús.
21 – Y respondiendo el procurador les dijo: –¿A Cuál de los dos queréis que os suelte? Ellos dijeron: –¡A Barrabás!
22 – Pilato les dijo: –¿Qué, pues, haré con Jesús, llamado el Cristo? Todos dijeron: –¡Sea crucificado!
23 – Y el procurador les dijo: –Pues, ¿qué mal ha hecho? Pero ellos gritaban aun Más fuerte diciendo: –¡Sea crucificado!
24 – Y cuando Pilato se dio cuenta de que no se lograba nada, sino que Sólo se Hacía Más alboroto, Tomó agua y se Lavó las manos delante de la multitud, diciendo: –¡Yo soy inocente de la sangre de éste! ¡Será asunto vuestro!
25 – Respondió todo el pueblo y dijo: –¡Su sangre sea sobre nosotros y sobre nuestros hijos!
26 – Entonces les Soltó a Barrabás; y después de haber azotado a Jesús, le Entregó para que fuese crucificado.
27 – Entonces los soldados del procurador llevaron a Jesús al Pretorio y reunieron a toda la Compañía alrededor de él.
28 – Después de desnudarle, le echaron encima un manto de escarlata.
29 – Habiendo entretejido una corona de espinas, se la pusieron sobre su cabeza, y en su mano derecha pusieron una caña. Se arrodillaron delante de él y se burlaron de él, diciendo: –¡Viva, rey de los Judíos!
30 – Y escupiendo en él, tomaron la caña y le golpeaban la cabeza.
31 – Y cuando se Habían burlado de él, le quitaron el manto, le pusieron sus propios vestidos y le llevaron para crucificarle.
32 – Mientras Salían, hallaron a un hombre de Cirene llamado Simón. A éste le obligaron a cargar la cruz de Jesús.
33 – Cuando llegaron al lugar que se llama Gólgota, que significa lugar de la Calavera,
34 – le dieron a beber vino mezclado con ajenjo; pero cuando lo Probó, no lo quiso beber.
35 – Después de crucificarle, repartieron sus vestidos, echando suertes.
36 – Y sentados, le guardaban Allí.
37 – Pusieron sobre su cabeza su Acusación escrita: ESTE ES JESUS, EL REY DE LOS JUDIOS.
38 – Entonces crucificaron con él a dos ladrones, uno a la derecha y otro a la izquierda.
39 – Los que pasaban le insultaban, meneando sus cabezas
40 – y diciendo: –Tú que derribas el templo y en tres Días lo edificas, ¡Sálvate a ti mismo, si eres Hijo de Dios, y desciende de la cruz!
41 – De igual manera, aun los principales sacerdotes junto con los escribas y los ancianos se burlaban de él, y Decían:
42 – –A otros Salvó; a Sí mismo no se puede salvar. ¿Es rey de Israel? ¡Que descienda ahora de la cruz, y creeremos en él!
43 – Ha confiado en Dios. Que lo libre ahora si le quiere, porque dijo: “Soy Hijo de Dios.”
44 – También los ladrones que estaban crucificados con él le injuriaban de la misma manera.
45 – Desde la sexta hora Descendió oscuridad sobre toda la tierra hasta la hora novena.
46 – Como a la hora novena Jesús Exclamó a gran voz diciendo: –¡Elí, Elí! ¿Lama sabactani? –que significa: Dios Mío, Dios Mío, ¿por qué me has desamparado?–
47 – Cuando algunos de los que estaban Allí le oyeron, Decían: –Este hombre llama a Elías.
48 – Y de inmediato uno de ellos Corrió, Tomó una esponja, la Llenó de vinagre, y poniéndola en una caña, le daba de beber.
49 – Pero otros Decían: –Deja, veamos si viene Elías a salvarlo.
50 – Pero Jesús Clamó otra vez a gran voz y Entregó el Espíritu.
51 – Y he Aquí, el velo del templo se Rasgó en dos, de arriba abajo. La tierra Tembló, y las rocas se partieron.
52 – Se abrieron los sepulcros, y muchos cuerpos de hombres santos que Habían muerto se levantaron;
53 – y salidos de los sepulcros después de la Resurrección de él, fueron a la santa ciudad y aparecieron a muchos.
54 – Y cuando el Centurión y los que con él guardaban a Jesús vieron el terremoto y las cosas que Habían sucedido, temieron en gran manera y dijeron: –¡Verdaderamente éste era Hijo de Dios!
55 – Estaban Allí muchas mujeres mirando desde lejos. Ellas Habían seguido a Jesús desde Galilea, sirviéndole.
56 – Entre ellas se encontraban María Magdalena, María la madre de Jacobo y de José, y la madre de los hijos de Zebedeo.
57 – Al atardecer, vino un hombre rico de Arimatea llamado José, quien también Había sido Discípulo de Jesús.
58 – Este se Presentó a Pilato y Pidió el cuerpo de Jesús. Entonces Pilato Mandó que se le diese.
59 – José Tomó el cuerpo, lo Envolvió en una Sábana limpia
60 – y lo puso en su sepulcro nuevo, que Había labrado en la peña. Luego hizo rodar una gran piedra a la entrada del sepulcro, y se fue.
61 – Estaban Allí María Magdalena y la otra María, sentadas delante del sepulcro.
62 – Al Día siguiente, esto es, después de la Preparación, los principales sacerdotes y los fariseos se reunieron ante Pilato,
63 – diciendo: –Señor, nos acordamos que mientras Aún Vivía, aquel engañador dijo: “Después de tres Días resucitaré.”
64 – Manda, pues, que se asegure el sepulcro hasta el tercer Día, no sea que sus Discípulos vengan y roben el Cadáver, y digan al pueblo: “Ha resucitado de los muertos.” Y el último fraude Será peor que el primero.
65 – Pilato les dijo: –Tenéis tropas de guardia. Id y aseguradlo como sabéis hacerlo.
66 – Ellos fueron, y habiendo sellado la piedra, aseguraron el sepulcro con la guardia.

Capítulo 28

1 – Después del Sábado, al amanecer del primer Día de la semana, vinieron María Magdalena y la otra María para ver el sepulcro.
2 – Y he Aquí, hubo un gran terremoto; porque el ángel del Señor Descendió del cielo, y al llegar Removió la piedra y se Sentó sobre ella.
3 – Su aspecto era como un Relámpago, y su vestidura era blanca como la nieve.
4 – Los guardias temblaron por miedo de él y quedaron como muertos.
5 – Y respondiendo el ángel dijo a las mujeres: –No Temáis vosotras, porque sé que Buscáis a Jesús, quien fue crucificado.
6 – No Está Aquí, porque ha resucitado, Así como dijo. Venid, ved el lugar donde estaba puesto.
7 – E id de prisa y decid a sus Discípulos que ha resucitado de entre los muertos. He Aquí va delante de vosotros a Galilea. Allí le veréis. He Aquí os lo he dicho.
8 – Entonces ellas salieron a toda prisa del sepulcro con temor y gran gozo, y corrieron a dar las nuevas a sus Discípulos.
9 – Y he Aquí, Jesús les Salió al encuentro, diciendo: –¡Os saludo! Y Acercándose ellas, abrazaron sus pies y le adoraron.
10 – Entonces Jesús les dijo: –No Temáis. Id, dad las nuevas a mis hermanos, para que vayan a Galilea. Allí me Verán.
11 – Entre tanto que ellas iban, he Aquí algunos de la guardia fueron a la ciudad y dieron aviso a los principales sacerdotes de todas las cosas que Habían acontecido.
12 – Ellos se reunieron en consejo con los ancianos, y tomando mucho dinero se lo dieron a los soldados,
13 – diciendo: “Decid: “Sus Discípulos vinieron de noche y lo robaron mientras nosotros Dormíamos.”
14 – Y si esto llega a Oídos del procurador, nosotros le persuadiremos y os evitaremos problemas.”
15 – Ellos tomaron el dinero e hicieron como Habían sido instruidos. Y este dicho se ha divulgado entre los Judíos hasta el Día de hoy.
16 – Pero los once Discípulos se fueron a Galilea, al monte donde Jesús les Había mandado.
17 – Cuando le vieron, le adoraron; pero algunos dudaron.
18 – Jesús se Acercó a ellos y les Habló diciendo: “Toda autoridad me ha sido dada en el cielo y en la tierra.
19 – Por tanto, id y haced Discípulos a todas las naciones, Bautizándoles en el nombre del Padre, del Hijo y del Espíritu Santo,
20 – y Enseñándoles que guarden todas las cosas que os he mandado. Y he Aquí, yo estoy con vosotros todos los Días, hasta el fin del mundo.”

– Ano Bíblico (Inglês).:

Book of Mateus

Chapter 27

1 – Now when it was morning, all the chief priests and those in authority took thought together with the purpose of putting Jesus to death.
2 – And they put cords on him and took him away, and gave him up to Pilate, the ruler.
3 – Then Judas, who was false to him, seeing that he was to be put to death, in his regret took back the thirty bits of silver to the chief priests and those in authority,
4 – Saying, I have done wrong in giving into your hands an upright man. But they said, What is that to us? it is your business.
5 – And he put down the silver in the Temple and went out, and put himself to death by hanging.
6 – And the chief priests took the silver and said, It is not right to put it in the Temple store for it is the price of blood.
7 – And they made a decision to get with the silver the potter´s field, as a place for the dead of other countries.
8 – For this cause that field was named, The field of blood, to this day.
9 – Then came true that which was said by Jeremiah the prophet, And they took the thirty bits of silver, the price of him who was valued by the children of Israel;
10 – And they gave them for the potter´s field, as I had word from the Lord.
11 – And Jesus was before the ruler, who put a question to him, Are you the King of the Jews? And Jesus said to him, You say so.
12 – But when the chief priests and those in authority made statements against him, he gave no answer.
13 – Then says Pilate to him, Do you give no attention to what their witnesses say against you?
14 – And he gave him no answer, not even a word: so that the ruler was greatly surprised.
15 – Now at the feast it was the way for the ruler to let free to the people one prisoner, at their selection.
16 – And they had then an important prisoner, whose name was Barabbas.
17 – So when they came together, Pilate said to them, Whom will you have? Barabbas, or Jesus, who is named Christ?
18 – For he saw that for envy they had given him up.
19 – And while he was on the judge´s seat, his wife sent to him, saying, Have nothing to do with that upright man, for I have had much trouble this day in a dream because of him.
20 – Now the chief priests and those in authority got the people to make request for Barabbas, and for Jesus to be put to death.
21 – But the ruler made answer and said to them, Which of the two is it your pleasure that I let go free? And they said, Barabbas.
22 – Pilate says to them, What, then, am I to do with Jesus, who is named Christ? They all say, Let him be put to death on the cross.
23 – And he said, Why, what evil has he done? But they gave loud cries, saying, To the cross with him!
24 – So when Pilate saw that he was able to do nothing, but that trouble was working up, he took water and, washing his hands before the people, said, The blood of this upright man is not on my hands: you are responsible.
25 – And all the people made answer and said, Let his blood be on us, and on our children.
26 – Then he let Barabbas go free: but after having Jesus whipped, he gave him up to be put to death on the cross.
27 – Then the ruler´s armed men took Jesus into the open square, and got all their band together.
28 – And they took off his clothing, and put on him a red robe.
29 – And they made a crown of thorns and put it on his head, and put a rod in his right hand, and they went down on their knees before him, and made sport of him, saying, Long life to the King of the Jews.
30 – And they put shame on him, and gave him blows on the head with the rod.
31 – And when they had made sport of him, they took the robe off him, and put his clothing on him, and took him away to put him on the cross.
32 – And while they were coming out, they saw a man of Cyrene, Simon by name, and they made him go with them, so that he might take up his cross.
33 – And when they came to the place named Golgotha, that is to say, Dead Man´s Head,
34 – They gave him wine mixed with bitter drink: and after tasting it, he took no more.
35 – And when they had put him on the cross, they made division of his clothing among them by the decision of chance.
36 – And they were seated there watching him.
37 – And they put up over his head the statement of his crime in writing, THIS IS JESUS THE KING OF THE JEWS.
38 – Then two thieves were put on crosses with him, one on the right and one on the left.
39 – And those who went by said bitter words to him, shaking their heads and saying,
40 – You who would give the Temple to destruction and put it up again in three days, get yourself free: if you are the Son of God, come down from the cross.
41 – In the same way, the chief priests, making sport of him, with the scribes and those in authority, said,
42 – A saviour of others, he has no salvation for himself. If he is the King of Israel, let him now come down from the cross, and we will have faith in him.
43 – He put his faith in God; let God be his saviour now, if he will have him; for he said, I am the Son of God.
44 – And the thieves who were on the crosses said evil words to him.
45 – Now from the sixth hour it was dark over all the land till the ninth hour.
46 – And about the ninth hour Jesus gave a loud cry, saying, Eli, Eli, lama sabachthani? that is, My God, my God, why are you turned away from me?
47 – And some of those who were near by, hearing it, said, This man is crying to Elijah.
48 – And straight away one of them went quickly, and took a sponge, and made it full of bitter wine, and put it on a rod and gave him drink.
49 – And the rest said, Let him be; let us see if Elijah will come to his help.
50 – And Jesus gave another loud cry, and gave up his spirit.
51 – And the curtain of the Temple was parted in two from end to end; and there was an earth-shock; and the rocks were broken;
52 – And the resting-places of the dead came open; and the bodies of a number of sleeping saints came to life;
53 – And coming out of their resting-places, after he had come again from the dead, they went into the holy town and were seen by a number of people.
54 – Now the captain and those who were with him watching Jesus, when they saw the earth-shock and the things which were done, were in great fear and said, Truly this was a son of God.
55 – And a number of women were there, watching from a distance, who had come with Jesus from Galilee, waiting on his needs.
56 – Among whom was Mary Magdalene, and Mary, the mother of James and Joses, and the mother of the sons of Zebedee.
57 – And in the evening, there came a man of wealth from Arimathaea, Joseph by name, who was a disciple of Jesus:
58 – This man went in to Pilate, and made a request for the body of Jesus. Then Pilate gave orders for it to be given to him.
59 – And Joseph took the body, folding it in clean linen,
60 – And put it in the resting-place which had been cut out of the rock for himself; and after rolling a great stone to the door of it he went away.
61 – And Mary Magdalene was there, and the other Mary, seated by the place of the dead.
62 – Now on the day after the getting ready of the Passover, the chief priests and Pharisees came together to Pilate,
63 – Saying, Sir, we have in mind how that false man said, while he was still living, After three days I will come again from the dead.
64 – Give orders, then, that the place where his body is may be made safe till the third day, for fear that his disciples come and take him away secretly and say to the people, He has come back from the dead: and the last error will be worse than the first.
65 – Pilate said to them, You have watchmen; go and make it as safe as you are able.
66 – So they went, and made safe the place where his body was, putting a stamp on the stone, and the watchmen were with them.

Chapter 28

1 – Now late on the Sabbath, when the dawn of the first day of the week was near, Mary Magdalene and the other Mary came to see the place where his body was.
2 – And there was a great earth-shock; for an angel of the Lord came down from heaven and, rolling back the stone, took his seat on it.
3 – His form was shining like the light, and his clothing was white as snow:
4 – And for fear of him the watchmen were shaking, and became as dead men.
5 – And the angel said to the women, Have no fear: for I see that you are searching for Jesus, who was put to death on the cross.
6 – He is not here, for he has come to life again, even as he said. Come, see the Lord´s resting-place.
7 – And go quickly and give his disciples the news that he has come back from the dead, and is going before you into Galilee; there you will see him, as I have said to you.
8 – And they went away quickly, with fear and great joy, to give his disciples the news.
9 – And on the way, Jesus came to them, saying, Be glad. And they came and put their hands on his feet, and gave him worship.
10 – Then said Jesus to them, Have no fear: go and give word to my brothers to go into Galilee, and there they will see me.
11 – Now, while they were going, some of the watchmen came into the town and gave news to the chief priests of all the things which had taken place.
12 – And when they had come together with those in authority, and had made their decision, they gave much money to the watchmen, saying,
13 – Say, His disciples came by night and took him away secretly while we were sleeping.
14 – And if this comes to the ruler´s ears, we will see that he does not make you responsible.
15 – So they took the money, and did as they had been ordered: and this account has been current among the Jews till the present time.
16 – But the eleven disciples went into Galilee, to the mountain where Jesus had given them orders to go.
17 – And when they saw him they gave him worship: but some were in doubt.
18 – And Jesus came to them and said, All authority has been given to me in heaven and on earth.
19 – Go then, and make disciples of all the nations, giving them baptism in the name of the Father and of the Son and of the Holy Spirit:
20 – Teaching them to keep all the rules which I have given you: and see, I am ever with you, even to the end of the world.

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s