MEDITAÇÃO – MENSAGENS – ANO BÍBLICO

– Meditação Matinal de EGW (Português).:

Não Há Lugar Para Jactância

“Então disse eu. Ai de mim! Estou perdido! porque sou homem de lábios impuros, habito no meio dum povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!”. Isa. 6:5.
Os que experimentam a santificação bíblica, manifestarão um espírito de humildade. Como Moisés, depois de contemplarem a augusta e majestosa santidade, vêem a sua própria indignidade contrastando com a pureza e excelsa perfeição do Ser infinito.
O profeta Daniel é um exemplo da verdadeira santificação. Seus longos anos foram cheios de nobre serviço a seu Mestre. Foi um homem “mui desejado” do Céu. (Dan. 10:11) . Todavia, ao invés de ter a pretensão de ser puro e santo, este honrado profeta, quando pleiteava perante Deus em prol de seu povo, identificou-se com os que positivamente eram pecadores em Israel: “Não lançamos as nossas súplicas perante Tua face fiados em nossas justiças, mas em Tuas muitas misericórdias”. “Pecamos; obramos impiamente”. Declara ele: “Estando eu ainda falando e orando, e confessando o meu pecado, e o pecado do meu povo. …” Dan. 9:18, 15 e 20.
Quando Jó ouviu, do redemoinho, a voz do Senhor, exclamou: “Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza”. Jó 42:6. Foi quando Isaías viu a glória do Senhor e ouviu os querubins a clamar – “Santo, santo, santo é o Senhor dos exércitos” – que exclamou:, “Ai de mim, que vou perecendo!” Isa. 6:3 e 5. Arrebatado ao terceiro Céu, S. Paulo ouviu coisas que não era possível ao homem proferir, e fala de si mesmo como “o mínimo de todos os santos”. II Cor. 12:2-4; Efés. 3:8. Foi o amado João, que se reclinou ao peito de Jesus, e Lhe contemplou a glória, que caiu como morto aos pés de um anjo. (Apoc. 1:17.)
Não pode haver exaltação própria, jactanciosa pretensão à liberdade do pecado, por parte dos que andam à sombra da cruz do Calvário. Sentem eles que foi seu pecado o causador da agonia que quebrantou o coração do Filho de Deus, e este pensamento os levará à humilhação própria. Os que mas perto vivem de Jesus, mais claramente discernem a fragilidade e pecaminosidade do ser humano, e sua única esperança está nos méritos de um Salvador crucificado e ressurgido. – RR, 14 e 15.
Ano Bíblico: Jer. 17-19. Juvenis: S. Mat. 4.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=100&p=233

– Meditação Matinal de EGW (Espanhol).:

NINGÚN MOTIVO PARA JACTARSE

Entonces dije: ¡Ay de mí! que soy muerto; porque siendo hombre inmundo de labios, y habitando en medio de pueblo que tiene labios inmundos, han visto mis ojos al Rey, Jehová de los ejércitos. (Isa. 6: 5).
Los que experimenten la santificación de que habla la Biblia, manifestarán un espíritu de humildad. Como Moisés, contemplaron la terrible majestad de la santidad y se dan cuenta de su propia indignidad en contraste con la pureza y la alta perfección del Dios infinito.
El profeta Daniel fue ejemplo de verdadera santificación. Llenó su larga vida del noble servicio que rindió a su Maestro. Era un hombre “muy amado” (Dan. 10: 11) en el cielo. Sin embargo, en lugar de prevalerse de su pureza y santidad, este profeta tan honrado de Dios se identificó con los mayores pecadores de Israel cuando intercedió cerca de Dios en favor de su pueblo: “¡No derramamos nuestros ruegos ante tu rostro a causa de nuestras justicias, sino a causa de tus grandes compasiones” “He pecado, hemos obrado impíamente” (Dan. 9: 18, 15). . .
Cuando Job oyó la voz del Señor de entre el torbellino, exclamó: “Me aborrezco, y me arrepiento en el polvo y la ceniza” (Job 42: 6). Cuando Isaías contempló la gloria del Señor, y oyó a los querubines que clamaban: “¡Santo, santo, santo es Jehová!” “¡Ay de mí, pues soy perdido!” (Isa. 6: 3, 5, VM). Después de haber sido arrebatado hasta el tercer cielo y haber oído cosas que no le es dado al hombre expresar, Pablo habló de sí mismo como del “más pequeño de todos los santos” (2 Cor 12: 2-4; Efe. 3: 8). Y el amado Juan, el que había descansado en el pecho de Jesús y contemplado su gloria, fue el que cayó como muerto a los pies del ángel. (Apoc. 1: 17.)
No puede haber glorificación de sí mismo, ni arrogantes pretensiones de estar libres de pecado por parte de los que andan a la sombra de la cruz del Calvario. Harta cuenta se dan de que fueron sus pecados los que causaron la agonía del Hijo de Dios y destrozaron su corazón; y este pensamiento les inspira profunda humildad. Los que viven más cerca de Jesús son también los que mejor ven la fragilidad y culpabilidad de la humanidad, y su sola esperanza se cifra en los méritos de un Salvador crucificado y resucitado.*

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=101&p=233

– Meditação Matinal de EGW (Inglês).:

August 15 – No Room for Boasting

Then said I, Woe is me! for I am undone; because I am a man of unclean lips, and I dwell in the midst of a people of unclean lips; for mine eyes have seen the King, the Lord of hosts. Isa. 6:5.
Those who experience the sanctification of the Bible will manifest a spirit of humility. Like Moses, they have had a view of the awful majesty of holiness, and they see their own unworthiness in contrast with the purity and exalted perfection of the Infinite One. {Mar 235.1}
The prophet Daniel was an example of true sanctification. His long life was filled up with noble service for his Master. He was a man “greatly beloved” (Dan. 10:11) of Heaven. Yet instead of claiming to be pure and holy, this honoured prophet identified himself with the really sinful of Israel as he pleaded before God in behalf of his people: “We do not present our supplications before thee for our righteousness, but for thy great mercies.” “We have sinned, we have done wickedly.” He declares: “I was speaking, and praying, and confessing my sin and the sin of my people. . . . “(Dan. 9:18, 15, 20). {Mar 235.2}
When Job heard the voice of the Lord out of the whirlwind, he exclaimed: “I abhor myself, and repent in dust and ashes” (Job 42:6). It was when Isaiah saw the glory of the Lord, and heard the cherubim crying, “Holy, holy, holy, is the Lord of hosts,” that he cried out, “Woe is me! for I am undone” (Isa. 6:3, 5). Paul, after he was caught up into the third heaven and heard things which it was not possible for a man to utter, speaks of himself as “less than the least of all saints” (2 Cor. 12:2-4, margin; Eph. 3:8). It was the beloved John, who leaned on Jesus” breast and beheld His glory, that fell as one dead before the feet of the angel (Rev. 1:17). {Mar 235.3}
There can be no self-exaltation, no boastful claim to freedom from sin, on the part of those who walk in the shadow of Calvary”s cross. They feel that it was their sin which caused the agony that broke the heart of the Son of God, and this thought will lead them to self-abasement. Those who live nearest to Jesus discern most clearly the frailty and sinfulness of humanity, and their only hope is in the merit of a crucified and risen Saviour. {Mar 235.4}

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=129&p=233

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Mensagens para Evangelistas.:

“Então, disse eu: Ai de mim, que vou perecendo! Porque eu sou um homem de lábios impuros e habito no meio de um povo de impuros lábios; e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos! Mas um dos serafins voou para mim trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; e com ela tocou a minha boca e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniqüidade foi tirada, e purificado o teu pecado. Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por Nós? Então, disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.” Isa. 6:5-8. Esta declaração será repetida muitas vezes. O Senhor deseja que muitos tomem parte nesta grande obra, esses que são consagrados, cujo coração é humilde e que estão dispostos a empenhar-se em qualquer ramo que exija seu serviço. Manual do Colportor, págs. 22-24 e O Colportor Evangelista, pág. 59.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=43&p=59

– Mensagens para Jovens.:

As faculdades dos jovens estão, na maior parte, inativas, porque não fazem do temor de Deus o princípio da sabedoria. O Senhor deu a Daniel sabedoria e conhecimento, porque ele não era influenciado por nenhum poder que viesse interferir em seus princípios religiosos. A razão por que temos tão poucos homens de entendimento, de estabilidade e sólido valor, é que pretendem encontrar grandeza enquanto desligados do Céu. Deus não é temido, amado e honrado pelos filhos dos homens. A religião não é vivida da mesma maneira que professada. O Senhor não pode realizar senão um pouco em favor do homem, pois este se exalta tão facilmente, está tão disposto a se julgar de importância! Deus quereria que aumentássemos nossas aptidões, aproveitando-nos de todo privilégio para desdobrar, cultivar e robustecer o entendimento. O homem nasceu para uma vida mais elevada e nobre do que a que ele desenvolve. O período de nossa existência mortal é preparatório à vida que se compara com a existência d
e Deus. Mensagens aos Jovens, pág. 256.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=6&p=256

– Mensagens para Namorados.:

O amor que não se baseia senão em mera satisfação sensual, será obstinado, cego, incontrolável. A honra, a verdade, toda nobre e elevada faculdade do espírito são levadas cativas das paixões. O homem preso nas cadeias dessa insensatez fica muitas vezes surdo à voz da razão e da consciência; nem argumentos nem súplicas o podem levar a ver a loucura de sua conduta. Signs of the Times, 1º de julho de 1903 e O Lar Adventista, pág. 51.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=16&p=51

– Mensagens para Pais.:

Pais, quando o professor da escola de igreja procura instruir e disciplinar vossos filhos de tal maneira que possam alcançar a vida eterna, não critiqueis na presença deles suas ações, mesmo que penseis ser ele demasiadamente severo. Se desejais que vossos filhos dêem seu coração ao Salvador, cooperai com os esforços do professor para a salvação deles. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 154.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=37&p=154

– Mensagens sobre Escola Sabatina.:

Têm-se feito alguns esforços no sentido de interessar as crianças na obra, mas isso não basta. Nossas Escolas Sabatinas devem tornar-se mais interessantes. Ultimamente, as escolas públicas têm melhorado grandemente seus métodos de ensino. Lições objetivas, gravuras e quadros-negros são usados para que à mente juvenil se tornem claras as lições difíceis. De igual maneira podemos simplificar a verdade presente, tornando-a intensamente interessante ao espírito ativo das crianças. Conselhos Sobre a Escola Sabatina, pág. 114.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=15&p=114

– Mensagens sobre Saúde.:

Por nosso exemplo e esforço pessoal podemos ser o meio de salvar muitas pessoas da degradação da intemperança, crime e morte. Nossas irmãs muito podem fazer na grande obra da salvação de outros, pondo à mesa somente alimento saudável e nutritivo. Podem empregar seu precioso tempo em educar os gostos e apetites de seus filhos, levando-os a formar hábitos de temperança em todas as coisas, e animando-os a praticar a renúncia e beneficência em favor dos outros. Conselhos Sobre o Regime Alimentar, págs. 234 e 235.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=17&p=234

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Ano Bíblico (Português).:

Livro de Jeremias

Capítulo 17

1 – O pecado de Judá está escrito com um ponteiro de ferro; com ponta de diamante está gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos seus altares;
2 – enquanto seus filhos se lembram dos seus altares, e dos seus aserins, junto às árvores frondosas, sobre os altos outeiros,
3 – nas montanhas no campo aberto, a tua riqueza e todos os teus tesouros dá-los-ei como despojo por causa do pecado, em todos os teus termos.
4 – Assim tu, por ti mesmo, te privarás da tua herança que te dei; e far-te-ei servir os teus inimigos, na terra que não conheces; porque acendeste um fogo na minha ira, o qual arderá para sempre.
5 – Assim diz o Senhor: Maldito o varão que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor!
6 – Pois é como o junípero no deserto, e não verá vir bem algum; antes morará nos lugares secos do deserto, em terra salgada e inabitada.
7 – Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor.
8 – Porque é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.
9 – Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer?
10 – Eu, o Senhor, esquadrinho a mente, eu provo o coração; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações.
11 – Como a perdiz que ajunta pintainhos que não são do seu ninho, assim é aquele que ajunta riquezas, mas não retamente; no meio de seus dias as deixará, e no seu fim se mostrará insensato.
12 – Um trono glorioso, posto bem alto desde o princípio, é o lugar do nosso santuário.
13 – Ó Senhor, esperança de Israel, todos aqueles que te abandonarem serão envergonhados. Os que se apartam de ti serão escritos sobre a terra; porque abandonam o Senhor, a fonte das águas vivas.
14 – Cura-me, ó Senhor, e serei curado; salva-me, e serei salvo; pois tu és o meu louvor.
15 – Eis que eles me dizem: Onde está a palavra do Senhor? venha agora.
16 – Quanto a mim, não instei contigo para enviares sobre eles o mal, nem tampouco desejei o dia calamitoso; tu o sabes; o que saiu dos meus lábios estava diante de tua face.
17 – Não me sejas por espanto; meu refúgio és tu no dia da calamidade.
18 – Envergonhem-se os que me perseguem, mas não me envergonhe eu; assombrem-se eles, mas não me assombre eu; traze sobre eles o dia da calamidade, e destrói-os com dobrada destruição.
19 – Assim me disse o Senhor: Vai, e põe-te na porta de Benjamim, pela qual entram os reis de Judá, e pela qual saem, como também em todas as portas de Jerusalém.
20 – E dize-lhes: Ouvi a palavra do Senhor, vós, reis de Judá e todo o Judá, e todos os moradores de Jerusalém, que entrais por estas portas;
21 – assim diz o Senhor: Guardai-vos a vós mesmos, e não tragais cargas no dia de sábado, nem as introduzais pelas portas de Jerusalém;
22 – nem tireis cargas de vossas casas no dia de sábado, nem façais trabalho algum; antes santificai o dia de sábado, como eu ordenei a vossos pais.
23 – Mas eles não escutaram, nem inclinaram os seus ouvidos; antes endureceram a sua cerviz, para não ouvirem, e para não receberem instrução.
24 – Mas se vós diligentemente me ouvirdes, diz o Senhor, não introduzindo cargas pelas portas desta cidade no dia de sábado, e santificardes o dia de sábado, não fazendo nele trabalho algum,
25 – então entrarão pelas portas desta cidade reis e príncipes, que se assentem sobre o trono de Davi, andando em carros e montados em cavalos, eles e seus príncipes, os homens de Judá, e os moradores de Jerusalém; e esta cidade será para sempre habitada.
26 – E virão das cidades de Judá, e dos arredores de Jerusalém, e da terra de Benjamim, e da planície, e da região montanhosa, e do e sul, trazendo à casa do Senhor holocaustos, e sacrifícios, e ofertas de cereais, e incenso, trazendo também sacrifícios de ação de graças.
27 – Mas, se não me ouvirdes, para santificardes o dia de sábado, e para não trazerdes carga alguma, quando entrardes pelas portas de Jerusalém no dia de sábado, então acenderei fogo nas suas portas, o qual consumirá os palácios de Jerusalém, e não se apagará.

Capítulo 18

1 – A palavra que veio do Senhor a Jeremias, dizendo:
2 – Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras.
3 – Desci, pois, à casa do oleiro, e eis que ele estava ocupado com a sua obra sobre as rodas.
4 – Como o vaso, que ele fazia de barro, se estragou na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme pareceu bem aos seus olhos fazer.
5 – Então veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
6 – Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.
7 – Se em qualquer tempo eu falar acerca duma nação, e acerca dum reino, para arrancar, para derribar e para destruir,
8 – e se aquela nação, contra a qual falar, se converter da sua maldade, também eu me arrependerei do mal que intentava fazer-lhe.
9 – E se em qualquer tempo eu falar acerca duma nação e acerca dum reino, para edificar e para plantar,
10 – se ela fizer o mal diante dos meus olhos, não dando ouvidos à minha voz, então me arrependerei do bem que lhe intentava fazer.
11 – Ora pois, fala agora aos homens de Judá, e aos moradores de Jerusalém, dizendo: Assim diz o senhor: Eis que estou forjando mal contra vós, e projeto um plano contra vós; convertei-vos pois agora cada um do seu mau caminho, e emendai os vossos caminhos e as vossas ações.
12 – Mas eles dizem: Não há esperança; porque após os nossos projetos andaremos, e cada um fará segundo o propósito obstinado do seu mau coração.
13 – Portanto assim diz o Senhor: Perguntai agora entre as nações quem ouviu tais coisas? coisa mui horrenda fez a virgem de Israel!
14 – Acaso desaparece a neve do Líbano dos penhascos do Siriom? Serão esgotadas as águas frias que vêm dos montes?
15 – Contudo o meu povo se tem esquecido de mim, queimando incenso a deuses falsos; fizeram-se tropeçar nos seus caminhos, e nas veredas antigas, para que andassem por atalhos não aplainados;
16 – para fazerem da sua terra objeto de espanto e de perpétuos assobios; todo aquele que passa por ela se espanta, e meneia a cabeça.
17 – Com vento oriental os espalharei diante do inimigo; mostrar-lhes-ei as costas e não o rosto, no dia da sua calamidade.
18 – Então disseram: Vinde, e maquinemos projetos contra Jeremias; pois não perecerá a lei do sacerdote, nem o conselho do sábio, nem a palavra do profeta. Vinde, e ataquemo-lo com a língua, e não atendamos a nenhuma das suas palavras.
19 – Atende-me, ó Senhor, e ouve a voz dos que contendem comigo.
20 – Porventura pagar-se-á mal por bem? Contudo cavaram uma cova para a minha vida. Lembra-te de que eu compareci na tua presença, para falar a favor deles, para desviar deles a tua indignação.
21 – Portanto entrega seus filhos à fome, e entrega-os ao poder da espada, e sejam suas mulheres roubadas dos filhos, e fiquem viúvas; e sejam seus maridos feridos de morte, e os seus jovens mortos à espada na peleja.
22 – Seja ouvido o clamor que vem de suas casas, quando de repente trouxeres tropas sobre eles; porque cavaram uma cova para prender-me e armaram laços aos meus pés.
23 – Mas tu, ó Senhor, sabes todo o seu conselho contra mim para matar-me. Não perdoes a sua iniquidade, nem apagues o seu pecado de diante da tua face; mas sejam transtornados diante de ti; trata-os assim no tempo da tua ira.

Capítulo 19

1 – Assim disse o Senhor: Vai, e compra uma botija de oleiro, e leva contigo alguns anciãos do povo e alguns anciãos dos sacerdotes;
2 – e sai ao vale do filho de Hinom, que está à entrada da Porta Harsite, e apregoa ali as palavras que eu te disser;
3 – e dirás: Ouvi a palavra do Senhor, ó reis de Judá, e moradores de Jerusalém. Assim diz o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel: Eis que trarei sobre este lugar uma calamidade tal que fará retinir os ouvidos de quem quer que dela ouvir.
4 – Porquanto me deixaram, e profanaram este lugar, queimando nele incenso a outros deuses, que nunca conheceram, nem eles nem seus pais, nem os reis de Judá; e encheram este lugar de sangue de inocentes.
5 – E edificaram os altos de Baal, para queimarem seus filhos no fogo em holocaustos a Baal; o que nunca lhes ordenei, nem falei, nem entrou no meu pensamento.
6 – Por isso eis que dias vêm, diz o Senhor, em que este lugar não se chamara mais Tofete, nem o vale do filho de Hinom, mas o vale da matança.
7 – E tornarei vão o conselho de Judá e de Jerusalém neste lugar, e os farei cair à espada diante de seus inimigos e pela mão dos que procuram tirar-lhes a vida. Darei os seus cadáveres por pasto as aves do céu e aos animais da terra.
8 – E farei esta cidade objeto de espanto e de assobios; todo aquele que passar por ela se espantará, e assobiará, por causa de todas as suas pragas.
9 – E lhes farei comer a carne de seus filhos, e a carne de suas filhas, e comerá cada um a carne do seu próximo, no cerco e no aperto em que os apertarão os seus inimigos, e os que procuram tirar-lhes a vida.
10 – Então quebrarás a botija à vista dos homens que foram contigo,
11 – e lhes dirás: Assim diz o Senhor dos exércitos: Deste modo quebrarei eu a este povo, e a esta cidade, como se quebra o vaso do oleiro, de sorte que não pode mais refazer-se; e os enterrarão em Tofete, porque não haverá outro lugar para os enterrar.
12 – Assim farei a este lugar e aos seus moradores, diz o Senhor; sim, porei esta cidade como Tofete.
13 – E as casas de Jerusalém, e as casas dos reis de Judá, serão imundas como o lugar de Tofete, como também todas as casas, sobre cujos terraços queimaram incenso a todo o exército dos céus, e ofereceram libações a deuses estranhos.
14 – Então voltou Jeremias de Tofete, aonde o tinha enviado o Senhor a profetizar; e pôs-se em pé no átrio da casa do Senhor, e disse a todo o povo:
15 – Assim diz o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel: Eis que trarei sobre esta cidade, e sobre todas as suas cercanias, todo o mal que pronunciei contra ela, porquanto endureceram a sua cerviz, para não ouvirem as minhas palavras.

– Pergunta sobre o Ano Bíblico.:

Na casa de que profissional Jeremias recebeu a palavra do Senhor, considerando Israel como barro moldável?
Resposta: na casa do oleiro (Jeremias 18:2-6)

– Curiosidades Bíblicas.:

Onde se encontram na Bíblia os 4 pontos cardeais?
Resposta: Lucas 13:29 e Gênesis 13:14.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=42&capitulo=13

– Versos Bíblicos.:

Nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. Romanos 8:39

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=45&capitulo=8&verso=39

– Ano Bíblico (Espanhol).:

Libro de Jeremias

Capítulo 17

1 – “El pecado de Judá Está escrito con pluma de hierro; con punta de diamante Está grabado en la tabla de su Corazón y en los cuernos de sus altares
2 – como memorial contra sus hijos. Sus altares y sus árboles rituales de Asera Están debajo de todo árbol frondoso, sobre las colinas altas
3 – y sobre los montes del campo. Tu riqueza y todos tus tesoros entrego al saqueo por todos tus pecados y en todos tus territorios.
4 – Por ti mismo te Desprenderás de la heredad que yo te di, y te haré servir a tus enemigos en una tierra que no conoces, porque en mi furor habéis encendido fuego, y Arderá para siempre.”
5 – Así ha dicho Jehovah: “Maldito el hombre que Confía en el hombre, que se apoya en lo humano y cuyo Corazón se aparta de Jehovah.
6 – Será como la retama en el Arabá; no Verá cuando venga el bien, sino que Morará en los pedregales del desierto, en tierra salada e inhabitable.
7 – “Bendito el hombre que Confía en Jehovah, y cuya confianza es Jehovah.
8 – Será como un árbol plantado junto a las aguas y que extiende sus Raíces a la corriente. No Temerá cuando venga el calor, sino que sus hojas Estarán verdes. En el año de Sequía no se Inquietará, ni Dejará de dar fruto.
9 – “Engañoso es el Corazón, Más que todas las cosas, y sin remedio. ¿Quién lo Conocerá?
10 – Yo, Jehovah, escudriño el Corazón y examino la conciencia, para dar a cada hombre Según su camino y Según el fruto de sus obras.”
11 – Como la perdiz, que incuba lo que no puso, es el que acumula riquezas, pero no con justicia. En la mitad de sus Días las Dejará, y en su Postrimería Resultará ser un insensato.
12 – Trono de gloria, sublime desde el principio, es el lugar de nuestro santuario.
13 – Oh Jehovah, esperanza de Israel, todos los que te abandonan Serán avergonzados, y los que se apartan de ti Serán inscritos en el polvo; porque han abandonado a Jehovah, la fuente de aguas vivas.”
14 – Sáname, oh Jehovah, y seré sano. Sálvame, y seré salvo; porque Tú eres mi alabanza.
15 – He Aquí que ellos me dicen: “¿Dónde Está la palabra de Jehovah? ¡A ver, pues, que se cumpla!”
16 – Pero yo no he insistido Detrás de ti para traer el daño, ni he anhelado el Día de la calamidad; Tú lo sabes. Lo que ha salido de mi boca fue en tu presencia.
17 – No me causes terror; Tú eres mi refugio en el Día del mal.
18 – Avergüéncense los que me persiguen, y no me avergüence yo. Atemorícense ellos, y no me atemorice yo. Trae sobre ellos el Día del mal, y Quebrántalos con doble quebrantamiento.
19 – Así me ha dicho Jehovah: “Vé y ponte a la puerta de los hijos del pueblo, por la cual entran y salen los reyes de Judá, y en todas las puertas de Jerusalén.
20 – Y diles: “Oíd la palabra de Jehovah, oh reyes de Judá, todo Judá y todos los habitantes de Jerusalén que Entráis por estas puertas.
21 – Así ha dicho Jehovah: Guardaos a vosotros mismos, no trayendo cargas en el Día del Sábado para introducirlas por las puertas de Jerusalén.
22 – Tampoco saquéis carga de vuestras casas en el Día del Sábado, ni Hagáis obra alguna. Más bien, santificad el Día del Sábado, como mandé a vuestros padres.
23 – Pero ellos no escucharon ni inclinaron su Oído, sino que endurecieron su cerviz para no escuchar ni recibir Corrección.
24 – Sin embargo, dice Jehovah, si vosotros de veras me obedecéis, no introduciendo cargas por las puertas de esta ciudad en el Día del Sábado, sino santificando el Día del Sábado y no haciendo en él Ningún trabajo,
25 – entonces Entrarán por las puertas de esta ciudad, en carros y a caballo, los reyes y los magistrados que se sientan sobre el trono de David, ellos y sus magistrados, los hombres de Judá y los habitantes de Jerusalén. Y Así esta ciudad Será habitada para siempre.
26 – Entonces Vendrán de las ciudades de Judá, de los alrededores de Jerusalén, de la tierra de Benjamín, de la Sefela, de la Región montañosa y del Néguev, trayendo holocaustos, sacrificios, ofrendas vegetales e incienso, y trayendo a la casa de Jehovah sacrificios de Acción de gracias.
27 – Pero si no me obedecéis para santificar el Día del Sábado, y para no llevar cargas ni entrar por las puertas de Jerusalén en Día del Sábado, prenderé fuego a sus puertas, el cual Devorará los palacios de Jerusalén, y no se Apagará.

Capítulo 18

1 – La palabra que vino a Jeremías de parte de Jehovah, diciendo:
2 – “Levántate y desciende a la casa del alfarero. Allí te haré Oír mis palabras.”
3 – Descendí a la casa del alfarero, y he Aquí que él estaba trabajando sobre la rueda.
4 – Y el vaso de barro que Hacía se Dañó en la mano del alfarero, pero el alfarero Volvió a hacer otro vaso Según le Pareció mejor.
5 – Entonces vino a Mí la palabra de Jehovah, diciendo:
6 – “¿No podré yo hacer con vosotros como hace este alfarero, oh casa de Israel?, dice Jehovah. He Aquí que vosotros sois en mi mano como el barro en la mano del alfarero, oh casa de Israel.
7 – En un instante hablaré acerca de una Nación o de un reino, como para arrancar, desmenuzar y arruinar.
8 – Pero si esa Nación de la cual he hablado se vuelve de su maldad, yo desistiré del mal que Había pensado hacerle.
9 – Y en un instante hablaré acerca de una Nación o de un reino, como para edificar y para plantar.
10 – Pero si hace lo malo ante mis ojos, no obedeciendo mi voz, desistiré del bien que Había prometido hacerle.
11 – “Ahora pues, habla a los hombres de Judá y a los habitantes de Jerusalén, y diles que Así ha dicho Jehovah: “He Aquí que yo produzco contra vosotros un mal, y trazo un plan contra vosotros. Vuélvase cada uno de su mal camino, y mejorad vuestros caminos y vuestras obras.”
12 – Pero ellos Dirán: “Es Inútil; pues en pos de nuestras imaginaciones hemos de ir, y hemos de realizar cada uno la Porfía de su malvado Corazón.”
13 – Por tanto, Así ha dicho Jehovah: “Preguntad entre los pueblos quién ha Oído cosa semejante. Una cosa horrible ha hecho la virgen de Israel:
14 – ¿Desaparecerá la nieve del Líbano de los peñascos de las montañas? ¿Se Agotarán las aguas Frías que fluyen de lejanas tierras?
15 – Pero mi pueblo se ha olvidado de Mí, ofreciendo incienso a lo que es vanidad. Les hacen tropezar en sus caminos, las sendas antiguas, para andar por senderos, por un camino no preparado,
16 – convirtiendo su tierra en una Desolación, en una rechifla perpetua. Todo el que pase por ella Quedará horrorizado y Moverá su cabeza.
17 – Como el viento del oriente, los esparciré delante del enemigo. Les daré las espaldas y no la cara en el Día de su desastre.””
18 – Ellos dijeron: “Venid, hagamos planes contra Jeremías; porque la Instrucción no Faltará al sacerdote, ni el consejo al sabio, ni la palabra al profeta. Venid e Hirámosle con la lengua, y no prestemos Atención a ninguna de sus palabras.”
19 – Oh Jehovah, ¡Escúchame y oye la voz de los que contienden conmigo!
20 – ¿Acaso se paga mal por bien? Ciertamente han cavado fosa para mi vida. Recuerda que me puse de pie delante de ti para hablar el bien acerca de ellos, para apartar de ellos tu ira.
21 – Por tanto, entrega sus hijos al hambre, y Arrójalos al poder de la espada. Queden sus mujeres privadas de hijos, y viudas. Sean sus maridos expuestos a la muerte, y sus Jóvenes sean heridos a espada en la guerra.
22 – Oigase clamor en sus casas cuando de repente traigas tropas sobre ellos. Porque han cavado una fosa para prenderme y han escondido trampas para mis pies.
23 – Pero Tú, oh Jehovah, conoces todo su consejo contra Mí para matarme. No hagas Expiación de su pecado, ni borres su pecado de delante de ti. Tropiecen delante de ti; haz Así con ellos en el tiempo de tu furor.

Capítulo 19

1 – Así ha dicho Jehovah: “Vé y compra del alfarero una vasija de barro. Lleva contigo ancianos del pueblo y ancianos de los sacerdotes.
2 – Saldrás al valle de Ben-hinom que Está a la entrada de la puerta de los Tiestos, y Allí Proclamarás las palabras que yo te hable.
3 – Dirás: “Oíd la palabra de Jehovah, oh reyes de Judá y habitantes de Jerusalén. Así ha dicho Jehovah de los Ejércitos, Dios de Israel: He Aquí que yo traigo un mal tan grande sobre este lugar, que a quien lo oiga le Retiñirán los Oídos.
4 – Porque me han abandonado, han hecho de este lugar algo extraño, y en él han quemado incienso a otros dioses que no conocieron ellos, ni sus padres, ni los reyes de Judá. Han llenado este lugar con sangre de inocentes.
5 – Han edificado lugares altos a Baal para quemar en el fuego a sus hijos en holocausto a Baal; cosa que no les mandé, ni hablé, ni me vino a la mente.
6 – Por tanto, dice Jehovah, he Aquí que Vendrán Días cuando este lugar no se Llamará Más Tófet, ni valle de Ben-hinom, sino valle de la Matanza.
7 – En este lugar anularé el consejo de Judá y de Jerusalén. Los haré caer a espada delante de sus enemigos y en mano de los que buscan su vida. Daré sus Cadáveres por comida a las aves del cielo y a los animales de la tierra.
8 – Convertiré a esta ciudad en horror y rechifla: Todo el que pase por ella Quedará horrorizado y Silbará por causa de todas sus plagas.
9 – Les haré comer la carne de sus hijos y la carne de sus hijas. En el asedio y en la angustia con que les Angustiarán sus enemigos y los que buscan sus vidas, cada uno Comerá la carne de su Prójimo.”
10 – “Luego Quebrarás la vasija ante los ojos de los hombres que vayan contigo,
11 – y les Dirás que Así ha dicho Jehovah de los Ejércitos: “Así quebrantaré a este pueblo y a esta ciudad, como quien quiebra un vaso de barro que no se puede volver a restaurar. En el Tófet Serán sepultados, porque no Habrá otro lugar para sepultar.
12 – Así haré a este lugar y a sus habitantes, dice Jehovah, para convertir esta ciudad como al Tófet.
13 – Las casas de Jerusalén y las casas de los reyes de Judá Serán inmundas como el lugar del Tófet, todas las casas sobre cuyos terrados quemaron incienso a todo el ejército del cielo y derramaron libaciones a otros dioses.””
14 – Jeremías Regresó del Tófet, a donde Jehovah le Había enviado para profetizar. Luego se puso de pie en el atrio de la casa de Jehovah y dijo a todo el pueblo:
15 – “Así ha dicho Jehovah de los Ejércitos, Dios de Israel: “He Aquí, yo traigo sobre esta ciudad y sobre todas sus aldeas todo el mal que hablé contra ella; porque han endurecido su cerviz para no escuchar mis palabras.””

– Ano Bíblico (Inglês).:

Book of Jeremias

Chapter 17

1 – The sin of Judah is recorded with a pen of iron, and with the sharp point of a jewel it is cut on their hearts of stone, and on the horns of their altars for a sign to them:
2 – Their altars and their wood pillars under every branching tree, on the high hills and the mountains in the field.
3 – I will give your wealth and all your stores to be taken away in war without a price, because of your sins in every part of your land.
4 – And your hand will have to let go your heritage which I gave you; and I will make you a servant to your haters in a land which is strange to you: for you have put my wrath on fire with a flame which will go on burning for ever.
5 – This is what the Lord has said: Cursed is the man who puts his faith in man, and makes flesh his arm, and whose heart is turned away from the Lord.
6 – For he will be like the brushwood in the upland, and will not see when good comes; but his living-place will be in the dry places in the waste land, in a salt and unpeopled land.
7 – A blessing is on the man who puts his faith in the Lord, and whose hope the Lord is.
8 – For he will be like a tree planted by the waters, pushing out its roots by the stream; he will have no fear when the heat comes, but his leaf will be green; in a dry year he will have no care, and will go on giving fruit.
9 – The heart is a twisted thing, not to be searched out by man: who is able to have knowledge of it?
10 – I the Lord am the searcher of the heart, the tester of the thoughts, so that I may give to every man the reward of his ways, in keeping with the fruit of his doings.
11 – Like the partridge, getting eggs together but not producing young, is a man who gets wealth but not by right; before half his days are ended, it will go from him, and at his end he will be foolish.
12 – A seat of glory, placed on high from the first, is our holy place.
13 – O Lord, the hope of Israel, all who give you up will be put to shame; those who go away from you will be cut off from the earth, because they have given up the Lord, the fountain of living waters.
14 – Make me well, O Lord, and I will be well; be my saviour, and I will be safe: for you are my hope.
15 – See, they say to me, Where is the word of the Lord? let it come now.
16 – As for me, I have not said; Let the day of trouble come to them quickly; and I have not been hoping for the death-giving day; you have knowledge of what came from my lips; it was open before you.
17 – Be not a cause of fear to me: you are my safe place in the day of evil.
18 – Let them be put to shame who are attacking me, but let me not be shamed; let them be overcome with fear, but let me not be overcome: send on them the day of evil, and put them to destruction twice over.
19 – This is what the Lord has said to me: Go and take your place in the doorway of Benjamin, where the kings of Judah come in and by which they go out, and in all the doorways of Jerusalem;
20 – And say to them, Give ear to the word of the Lord, you kings of Judah, and all the people of Jerusalem who come in by these doors:
21 – This is what the Lord has said: See to yourselves, that you take up no weight on the Sabbath day, or take it in through the doors of Jerusalem;
22 – And take no weight out of your houses on the Sabbath day, or do any work, but keep the Sabbath day holy, as I gave orders to your fathers;
23 – But they gave no attention and would not give ear, but they made their necks stiff so that they might not give ear and might not get teaching.
24 – And it will be, that if with all care you give ear to me, says the Lord, and take no weight through the doorways of this town on the Sabbath day, but keep the Sabbath day holy and do no work in it;
25 – Then through the doors of this town there will come kings and princes, seated on the seat of David, going in carriages and on horseback, they and their princes, and the men of Judah and the people of Jerusalem: and this town will keep its place for ever.
26 – And they will come from the towns of Judah, and from the places round about Jerusalem, and from the land of Benjamin, and from the lowlands, and from the mountains, and from the South, with burned offerings and offerings of beasts and meal offerings and perfume and offerings of praise, to the house of the Lord.
27 – But if you do not give ear to me, to keep the Sabbath day holy, and to let no weight be lifted and taken through the doors of Jerusalem on the Sabbath day: then I will put a fire in its doorways, burning up the great houses of Jerusalem, and it will never be put out.

Chapter 18

1 – The word which came to Jeremiah from the Lord, saying,
2 – Up! go down to the potter´s house, and there I will let my words come to your ears.
3 – Then I went down to the potter´s house, and he was doing his work on the stones.
4 – And when the vessel, which he was forming out of earth, got damaged in the hand of the potter, he made it again into another vessel, as it seemed good to the potter to make it.
5 – Then the word of the Lord came to me, saying,
6 – O Israel, am I not able to do with you as this potter does? says the Lord. See, like earth in the potter´s hand are you in my hands, O Israel.
7 – Whenever I say anything about uprooting a nation or a kingdom, and smashing it and sending destruction on it;
8 – If, in that very minute, that nation of which I was talking is turned away from its evil, my purpose of doing evil to them will be changed.
9 – And whenever I say anything about building up a nation or a kingdom, and planting it;
10 – If, in that very minute, it does evil in my eyes, going against my orders, then my good purpose, which I said I would do for them, will be changed.
11 – Now, then, say to the men of Judah and to the people of Jerusalem, This is what the Lord has said: See, I am forming an evil thing against you, and designing a design against you: let every man come back now from his evil way, and let your ways and your doings be changed for the better.
12 – But they will say, There is no hope: we will go on in our designs, and every one of us will do what he is moved by the pride of his evil heart to do.
13 – So this is what the Lord has said: Make search among the nations and see who has had word of such things; the virgin of Israel has done a very shocking thing.
14 – Will the white snow go away from the top of Sirion? will the cold waters flowing from the mountains become dry?
15 – For my people have put me out of their memory, burning perfumes to that which is nothing; and because of this, I will put a cause of falling in their ways, even in the old roads, and will make them go on side-roads, in a way not lifted up;
16 – Making their land a thing of wonder, causing sounds of surprise for ever; everyone who goes by will be overcome with wonder, shaking his head.
17 – I will send them in flight, as from an east wind, before the attacker; I will let them see my back and not my face on the day of their downfall.
18 – Then they said, Come, let us make a design against Jeremiah; for teaching will never be cut off from the priest, or wisdom from the wise, or the word from the prophet. Come, let us make use of his words for an attack on him, and let us give attention with care to what he says.
19 – Give thought to me, O Lord, and give ear to the voice of those who put forward a cause against me.
20 – Is evil to be the reward of good? for they have made a deep hole for my soul. Keep in mind how I took my place before you, to say a good word for them so that your wrath might be turned away from them.
21 – For this cause, let their children be without food, and give them over to the power of the sword; and let their wives be without children and become widows; let their men be overtaken by death, and their young men be put to the sword in the fight.
22 – Let a cry for help go up from their houses, when you send an armed band on them suddenly: for they have made a hole in which to take me, and have put nets for my feet secretly.
23 – But you, Lord, have knowledge of all the designs which they have made against my life; let not their evil-doing be covered or their sin be washed away from before your eyes: but let it be a cause of falling before you: so do to them in the time of your wrath.

Chapter 19

1 – This is what the Lord has said: Go and get for money a potter´s bottle made of earth, and take with you some of the responsible men of the people and of the priests;
2 – And go out to the valley of the son of Hinnom, by the way into the door of broken pots, and there say in a loud voice the words which I will give you;
3 – Say, Give ear to the word of the Lord, O kings of Judah and people of Jerusalem; the Lord of armies, the God of Israel, has said, See, I will send evil on this place which will be bitter to the ears of anyone hearing of it.
4 – Because they have given me up, and made this place a strange place, burning perfumes in it to other gods, of whom they and their fathers and the kings of Judah had no knowledge; and they have made this place full of the blood of those who have done no wrong;
5 – And they have put up the high places of the Baal, burning their sons in the fire; a thing which was not ordered by me, and it was never in my mind:
6 – For this cause, see, a time is coming, says the Lord, when this place will no longer be named Topheth, or, The valley of the son of Hinnom, but, The valley of Death.
7 – I will make the purpose of Judah and Jerusalem come to nothing in this place; I will have them put to the sword by their haters, and by the hands of those who have designs on their life; and their dead bodies I will give to be food for the birds of heaven and the beasts of the earth.
8 – And I will make this town a thing of wonder and a cause of surprise; everyone who goes by will be overcome with wonder and make sounds of surprise, because of all its troubles.
9 – I will make them take the flesh of their sons and the flesh of their daughters for food, they will be making a meal of one another, because of their bitter need and the cruel grip of their haters and those who have made designs against their life.
10 – Then let the potter´s bottle be broken before the eyes of the men who have gone with you,
11 – And say to them, This is what the Lord of armies has said: Even so will this people and this town be broken by me, as a potter´s bottle is broken and may not be put together again: and the bodies of the dead will be put in the earth in Topheth, till there is no more room.
12 – This is what I will do to this place, says the Lord, and to its people, making this town like Topheth:
13 – And the houses of Jerusalem, and the houses of the kings of Judah, which they have made unclean, will be like the place of Topheth, even all the houses on whose roofs perfumes have been burned to all the army of heaven, and drink offerings drained out to other gods.
14 – Then Jeremiah came from Topheth, where the Lord had sent him to give the prophet´s word; and he took his place in the open square of the Lord´s house, and said to all the people,
15 – The Lord of armies, the God of Israel, has said: See, I will send on this town and on all her towns all the evil which I have said; because they made their necks stiff, so that they might not give ear to my words.

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Meditação Matinal de EGW (Português).:

Tambores, Danças e Ruídos

“Tudo, porém, seja feito com decência e ordem”. I Cor. 14:40.
As coisas que descrevesses …, o Senhor revelou-me que haviam de ter lugar imediatamente, antes da terminação da graça. Demonstrar-se-á tudo quanto é estranho. Haverá gritos com tambores, música e dança. Os sentidos dos seres racionais ficarão tão confundidos que não se pode confiar neles quanto a decisões retas. E isto será chamado operarão do Espírito Santo.
O Espírito Santo nunca Se revela por tais métodos, em tal balbúrdia de ruído. Isto é um invenção de Satanás para encobrir seus engenhosos métodos para anular o efeito da pura, sincera, elevadora, e santificante verdade para este tempo. … Uma balbúrdia de barulho chora os sentidos e perverte aquilo que, se devidamente dirigido, seria uma bênção. As forças das agências satânicas mistura-se com o alarido e barulho, para ter um carnaval, e isto é chamado operação do Espirito Santo. … Os que participam do suposto reavivamento recebem impressões que os levam ao sabor do vento Não podem dizer o que sabiam anteriormente quanto aos princípios bíblicos.
Nenhuma animação deve ser dada a tal espécie de culto. A mesma espécie de influência se introduziu depois da passagem do tempo em 1844. Fizeram-se as mesmas espécies de representações. Os homens ficaram agitados e trabalhados por um poder que pensavam ser o poder de Deus. . ..
Homens e mulheres que supunham ser os pelo Espírito Santo, realizavam reuniões em estado de nudez. Falavam acerca de carne santa. Diziam estar para além de poder da tentação, e cantavam, e gritavam, e faziam toda sorte de demonstrações ruidosas. … Satanás estava moldando a obra, e sensualidade era o resultado. A causa de Deus foi desonrada. A verdade, a sagrada verdade, era nivelada ao pó, por agentes humanos. …
Apresentei meu testemunho, declarando que esses movimentos fanáticos, essa algazarra e ruído, eram inspirados pelo espírito de Satanás, que operava milagres para enganar se possível os próprios eleitos.
Precisamos estar em guarda, manter intima ligação com Cristo, para não sermos enganados pelos ardis de Satanás. O Senhor deseja manter em Seu serviço ordem e disciplina, não excitações e confusão. – RR, 50-52.
Ano Bíblico: Jer. 14-16. – Juvenis: S. Mat. 3.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=100&p=232

– Meditação Matinal de EGW (Espanhol).:

TAMBORES, DANZAS Y ESTRÉPITO

Hágase todo decentemente y con orden. (1 Cor. 14: 40).
Esas mismas cosas que habéis explicado que ocurrían. . . el Señor me ha mostrado que volverán a ocurrir justamente antes de la terminación del tiempo de gracia. Se manifestará toda clase de cosas extrañas. Habrá vocerío acompañado de tambores, música y danza. El juicio de algunos. . . se confundirá de tal manera que no podrán confiar en él para tomar decisiones correctas. Y a eso considerarán manifestación del Espíritu Santo.
El Espíritu Santo nunca se manifiesta en esa forma, mediante ese ruido enloquecedor. Eso es una invención de Satanás para disimular sus ingeniosos métodos destinados a desvirtuar la pura, sincera, elevadora, ennoblecedora y santificadora verdad para este tiempo. . . El ruido enloquecedor aturde los sentidos y desnaturaliza lo que, si se condujera en la forma debida, constituiría una bendición. La influencia de los instrumentos satánicos se combina con el estrépito y el vocerío, semejante al de un carnaval, y a eso se lo denomina la obra del Espíritu Santo. . . Los que participan en el supuesto reavivamiento reciben impresiones que los desorientan. Son incapaces de decir qué creían anteriormente con respecto a los principios bíblicos. No debería estimularse esta clase de culto. Esa misma influencia se manifestó después de cumplida la fecha de 1844. Se ofreció la misma clase de espectáculo. Los hombres se excitaron y se sintieron impulsados por un poder que se creía era el de D
ios.*
Hombres y mujeres supuestamente guiados por el Espíritu Santo celebraron reuniones en estado de desnudez. Hablaban acerca de la carne santificada. Decían que estaban fuera del alcance del poder de la tentación, y cantaban, gritaban y hacían toda clase de manifestaciones ruidosas. . . Satanás le estaba dando forma a la obra, y el resultado era la sensualidad. La causa de Dios fue deshonrada. La verdad, la sagrada verdad fue arrojada en tierra por agentes humanos. . . Dí mi testimonio, declarando que esos movimientos fanáticos, ese ruido, ese bullicio, eran inspirados por el espíritu de Satanás, quien estaba haciendo milagros para engañar, si era posible, aun a los escogidos. Debemos ser vigilantes, mantener una relación íntima con Cristo, para no ser engañados por los artificios de Satanás. El Señor desea que en su culto haya orden y disciplina, no agitación y confusión.*

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=101&p=232

– Meditação Matinal de EGW (Inglês).:

August 14 – Drums, Dancing and Noise

Let all things be done decently and in order. 1 Cor. 14:40.
The things you have described . . . the Lord has shown me would take place just before the close of probation. Every uncouth thing will be demonstrated. There will be shouting, with drums, music, and dancing. The senses of rational beings will become so confused that they cannot be trusted to make right decisions. And this is called the moving of the Holy Spirit. {Mar 234.1}
The Holy Spirit never reveals itself in such methods, in such a bedlam of noise. This is an invention of Satan to cover up his ingenious methods for making of none effect the pure, sincere, elevating, ennobling, sanctifying truth for this time. . . . A bedlam of noise shocks the senses and perverts that which if conducted aright might be a blessing. The powers of Satanic agencies blend with the din and noise, to have a carnival, and this is termed the Holy Spirit”s working. . . . Those participating in the supposed revival receive impressions which lead them adrift. They cannot tell what they formerly knew regarding Bible principles. {Mar 234.2}
No encouragement should be given to this kind of worship. The same kind of influence came in after the passing of the time in 1844. The same kind of representations were made. Men became excited, and were worked by a power thought to be the power of God. . . . {Mar 234.3}
Men and women, supposed to be guided by the Holy Spirit, held meetings in a state of nudity. They talked about holy flesh. They said they were beyond the power of temptation, and they sang, and shouted, and made all manner of noisy demonstrations. . . . Satan was moulding the work, and sensuality was the result. The cause of God was dishonoured. Truth, sacred truth, was levelled in the dust by human agencies. . . . {Mar 234.4}
I bore my testimony, declaring that these fanatical movements, this din and noise, were inspired by the spirit of Satan, who was working miracles to deceive if possible the very elect. {Mar 234.5}
We need to be on our guard, to maintain a close connection with Christ, that we be not deceived by Satan”s devices. The Lord desires to have in His service order and discipline, not excitement and confusion. {Mar 234.6}

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=129&p=232

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Mensagens para Evangelistas.:

De dois em dois. Os colportores devem ser enviados de dois em dois. Obreiros inexperientes devem ser mandados com os de mais experiência para que lhes possam prestar auxílio. Podem conversar um com o outro e juntos estudar a Palavra da vida, orando juntos e um pelo outro. Assim tanto o cristão mais novo como o mais experiente receberá a bênção de Deus. Manual do Colportor, pág. 21 e O Colportor Evangelista, pág. 58.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=43&p=58

– Mensagens para Jovens.:

Os que professam amar a Deus e reverenciar as coisas sagradas, e permitem, todavia, que a mente desça ao que é superficial e irreal, estão-se colocando no terreno de Satanás, e fazendo sua obra. Se os jovens estudassem as gloriosas obras de Deus em a Natureza, e Sua majestade e poder segundo a revelação de Sua Palavra, haveriam de sair de cada esforço desses com as faculdades mais vivas e elevadas. Ser-lhes-ia proporcionado um vigor isento de arrogância. Pela contemplação das maravilhas do poder divino, o espírito aprenderá essa lição – a mais difícil, porém a mais útil de todas as lições – de que a sabedoria humana, a menos que esteja ligada ao Infinito e santificada pela graça de Cristo, não passa de loucura. Mensagens aos Jovens, pág. 253.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=6&p=253

– Mensagens para Namorados.:

O amor… não é irrazoável; não é cego. É puro e santo. Mas a paixão do coração natural é coisa totalmente diversa. Ao passo que o amor puro introduzirá a Deus em todos os seus planos e estará em perfeita harmonia com o Espírito de Deus, a paixão será obstinada, precipitada, irrazoável, desafiadora de toda restrição, e tornará o objeto de sua escolha um ídolo. Em toda a conduta de uma pessoa possuída de amor verdadeiro, manifestar-se-á o amor de Deus. Modéstia, simplicidade, sinceridade, moralidade e religião caracterizam todo passo no sentido de uma aliança matrimonial. Os que são assim regidos não se absorvem na companhia um do outro com detrimento do interesse nas reuniões de oração e de culto. Seu fervor na verdade não perece pela negligência das oportunidades e privilégios que Deus graciosamente lhes deu. Review and Herald, 25 de setembro de 1888 e O Lar Adventista, págs. 50 e 51.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=16&p=50

– Mensagens para Pais.:

Não se deve deixar o professor suportar sozinho o encargo de seu trabalho. Ele necessita da simpatia, da bondade, da cooperação e do amor de todo membro da igreja. Animem os pais o professor, mostrando que apreciam os seus esforços. Nunca devem dizer ou fazer algo que encoraje a insubordinação a seus filhos. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 153.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=37&p=153

– Mensagens sobre Escola Sabatina.:

Os professores não fazem dos exercícios da Escola Sabatina o fervoroso trabalho que deviam ser; devem aproximar-se do coração dos alunos, com tato, simpatia, paciente e determinado esforço, a fim de interessar cada estudante relativamente à salvação de sua alma. Esses exercícios devem tornar-se o que o Senhor deseja que sejam ocasiões de profunda convicção de pecado, de reforma do coração. Se se fizer o devido trabalho, de maneira hábil e cristã, pessoas serão convencidas e a pergunta será: “Que devo fazer para me salvar?” Testimonies on Sabbath School Work, págs. 12 e 13 e Conselhos Sobre a Escola Sabatina, pág. 114.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=15&p=114

– Mensagens sobre Saúde.:

Se as sensibilidades morais dos cristãos fossem despertadas em relação ao assunto da temperança em todas as coisas, poderiam eles, por seu exemplo, começando em sua mesa, ajudar aos que são débeis no domínio próprio, e que são quase impotentes para resistir aos anseies do apetite. Se reconhecêssemos que os hábitos que formamos nesta vida afetarão nossos interesses eternos, que nosso destino eterno depende de hábitos estritamente temperantes, esforçar-nos-íamos no sentido de praticar rigorosa temperança no comer e beber. Conselhos Sobre o Regime Alimentar, pág. 234.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/?l=17&p=234

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

– Ano Bíblico (Português).:

Livro de Jeremias

Capítulo 14

1 – A palavra do Senhor, que veio a Jeremias, a respeito da seca.
2 – Judá chora, e as suas portas estão enfraquecidas; eles se sentam de luto no chão; e o clamor de Jerusalém já vai subindo.
3 – E os seus nobres mandam os seus inferiores buscar água; estes vão às cisternas, e não acham água; voltam com os seus cântaros vazios; ficam envergonhados e confundidos, e cobrem as suas cabeças.
4 – Por causa do solo ressecado, pois que não havia chuva sobre a terra, os lavradores ficam envergonhados e cobrem as suas cabeças.
5 – Pois até a cerva no campo pare, e abandona sua cria, porquanto não há erva.
6 – E os asnos selvagens se põem nos altos escalvados e, ofegantes, sorvem o ar como os chacais; desfalecem os seus olhos, porquanto não ha erva.
7 – Posto que as nossas iniqüidades testifiquem contra nós, ó Senhor, opera tu por amor do teu nome; porque muitas são as nossas rebeldias; contra ti havemos pecado.
8 – Ó esperança de Israel, e Redentor seu no tempo da angústia! por que serias como um estrangeiro na terra? e como o viandante que arma a sua tenda para passar a noite?
9 – Por que serias como homem surpreendido, como valoroso que não pode livrar? Mas tu estás no meio de nós, Senhor, e nós somos chamados pelo teu nome; não nos desampares.
10 – Assim diz o Senhor acerca deste povo: Pois que tanto gostaram de andar errantes, e não detiveram os seus pés, por isso o Senhor não os aceita, mas agora se lembrará da iniqüidade deles, e visitará os seus pecados.
11 – Disse-me ainda o Senhor: Não rogues por este povo para seu bem.
12 – Quando jejuarem, não ouvirei o seu clamor, e quando oferecerem holocaustos e oblações, não me agradarei deles; antes eu os consumirei pela espada, e pela fome e pela peste.
13 – Então disse eu: Ah! Senhor Deus, eis que os profetas lhes dizem: Não vereis espada, e não tereis fome; antes vos darei paz verdadeira neste lugar.
14 – E disse-me o Senhor: Os profetas profetizam mentiras em meu nome; não os enviei, nem lhes dei ordem, nem lhes falei. Visão falsa, adivinhação, vaidade e o engano do seu coração é o que eles vos profetizam.
15 – Portanto assim diz o Senhor acerca dos profetas que profetizam em meu nome, sem que eu os tenha mandado, e que dizem: Nem espada, nem fome haverá nesta terra: À espada e à fome serão consumidos esses profetas.
16 – E o povo a quem eles profetizam será lançado nas ruas de Jerusalém, por causa da fome e da espada; e não haverá quem os sepulte a eles, a suas mulheres, a seus filhos e a suas filhas; porque derramarei sobre eles a sua maldade.
17 – Portanto lhes dirás esta palavra: Os meus olhos derramem lágrimas de noite e de dia, e não cessem; porque a virgem filha do meu povo está gravemente ferida, de mui dolorosa chaga.
18 – Se eu saio ao campo, eis os mortos à espada, e, se entro na cidade, eis os debilitados pela fome; o profeta e o sacerdote percorrem a terra, e nada sabem.
19 – Porventura já de todo rejeitaste a Judá? Aborrece a tua alma a Sião? Por que nos feriste, de modo que não há cura para nós? Aguardamos a paz, e não chegou bem algum; e o tempo da cura, e eis o pavor!
20 – Ah, Senhor! reconhecemos a nossa impiedade e a iniqüidade de nossos pais; pois contra ti havemos pecado.
21 – Não nos desprezes, por amor do teu nome; não tragas opróbrio sobre o trono da tua glória; lembra-te, e não anules o teu pacto conosco.
22 – Há, porventura, entre os deuses falsos das nações, algum que faça chover? Ou podem os céus dar chuvas? Não és tu, ó Senhor, nosso Deus? Portanto em ti esperaremos; pois tu tens feito todas estas coisas.

Capítulo 15

1 – Disse-me, porém, o Senhor: Ainda que Moisés e Samuel se pusessem diante de mim, não poderia estar a minha alma com este povo. Lança-os de diante da minha face, e saiam eles.
2 – E quando te perguntarem: Para onde iremos? dir-lhes-ás: Assim diz o Senhor: Os que para a morte, para a morte; e os que para a espada, para a espada; e os que para a fome, para a fome; e os que para o cativeiro, para o cativeiro.
3 – Pois os visitarei com quatro gêneros de destruidores, diz o Senhor: com espada para matar, e com cães, para os dilacerarem, e com as aves do céu e os animais da terra, para os devorarem e destruírem.
4 – Entregá-los-ei para serem um espetáculo horrendo perante todos os reinos da terra, por causa de Manassés, filho de Ezequias, rei de Judá, por tudo quanto fez em Jerusalém.
5 – Pois quem se compadecerá de ti, ó Jerusalém? ou quem se entristecerá por ti? Quem se desviará para perguntar pela tua paz?
6 – Tu me rejeitaste, diz o Senhor, voltaste para trás; por isso estenderei a minha mão contra ti, e te destruirei; estou cansado de me abrandar.
7 – E os padejei com a pá nas portas da terra; desfilhei, destruí o meu povo; não voltaram dos seus caminhos.
8 – As suas viúvas mais se me têm multiplicado do que a areia dos mares; trouxe ao meio-dia um destruidor sobre eles, até sobre a mãe de jovens; fiz que caísse de repente sobre ela angústia e terrores.
9 – A que dava à luz sete se enfraqueceu: expirou a sua alma; pôs-se-lhe o sol sendo ainda dia; ela se confundiu, e se envergonhou; e os que ficarem deles eu os entregarei à espada, diante dos seus inimigos, diz o Senhor.
10 – Ai de mim, minha mãe! porque me deste à luz, homem de rixas e homem de contendas para toda a terra. Nunca lhes emprestei com usura, nem eles me emprestaram a mim com usura, todavia cada um deles me amaldiçoa.
11 – Assim seja, ó Senhor, se jamais deixei de suplicar-te pelo bem deles, ou de rogar-te pelo inimigo no tempo da calamidade e no tempo da angústia.
12 – Pode alguém quebrar o ferro, o ferro do Norte, e o bronze?
13 – As tuas riquezas e os teus tesouros, eu os entregarei sem preço ao saque; e isso por todos os teus pecados, mesmo em todos os teus limites.
14 – E farei que sirvas os teus inimigos numa terra que não conheces; porque o fogo se acendeu em minha ira, e sobre vós arderá.
15 – Tu, ó Senhor, me conheces; lembra-te de mim, visita-me, e vinga-me dos meus perseguidores; não me arrebates, por tua longanimidade. Sabe que por amor de ti tenho sofrido afronta.
16 – Acharam-se as tuas palavras, e eu as comi; e as tuas palavras eram para mim o gozo e alegria do meu coração; pois levo o teu nome, ó Senhor Deus dos exércitos.
17 – Não me assentei na roda dos que se alegram, nem me regozijei. Sentei-me a sós sob a tua mão, pois me encheste de indignação.
18 – Por que é perpétua a minha dor, e incurável a minha ferida, que se recusa a ser curada? Serás tu para mim como ribeiro ilusório e como águas inconstantes?
19 – Portanto assim diz o Senhor: Se tu voltares, então te restaurarei, para estares diante de mim; e se apartares o precioso do vil, serás como a minha boca; tornem-se eles a ti, mas não voltes tu a eles.
20 – E eu te porei contra este povo como forte muro de bronze; eles pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo para te salvar, para te livrar, diz o Senhor.
21 – E arrebatar-te-ei da mão dos iníquos, e livrar-te-ei da mão dos cruéis.

Capítulo 16

1 – E veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
2 – Não tomarás a ti mulher, nem terás filhos nem filhas neste lugar.
3 – Pois assim diz o Senhor acerca dos filhos e das filhas que nascerem neste lugar, acerca de suas mães, que os tiverem, e de seus pais que os gerarem nesta terra:
4 – Morrerão de enfermidades dolorosas, e não serão pranteados nem sepultados; serão como esterco sobre a face da terra; pela espada e pela fome serão consumidos, e os seus cadáveres servirão de pasto para as aves do céu e para os animais da terra.
5 – Pois assim diz o Senhor: Não entres na casa que está de luto, nem vás a lamentá-los, nem te compadeças deles; porque deste povo, diz o Senhor, retirei a minha paz, benignidade e misericórdia.
6 – E morrerão nesta terra tanto grandes como pequenos; não serão sepultados, e não os prantearão, nem se farão por eles incisões, nem por eles se raparão os cabelos;
7 – nem pão se dará aos que estiverem de luto, para os consolar sobre os mortos; nem se lhes dará a beber o copo da consolação pelo pai ou pela mãe.
8 – Não entres na casa do banquete, para te assentares com eles a comer e a beber.
9 – Pois assim diz o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel: Eis que perante os vossos olhos, e em vossos dias, farei cessar deste lugar a voz de gozo e a voz de alegria, a voz do noivo e a voz da noiva.
10 – E quando anunciares a este povo todas estas palavras, e eles te disserem: Por que pronuncia o Senhor sobre :nós todo este grande mal? Qual é a nossa iniqüidade? Qual é o pecado que cometemos contra o Senhor nosso Deus?
11 – Então lhes dirás: Porquanto vossos pais me deixaram, diz o Senhor, e se foram após outros deuses, e os serviram e adoraram, e a mim me deixaram, e não guardaram a minha lei;
12 – e vós fizestes pior do que vossos pais; pois eis que andais, cada um de vós, após o pensamento obstinado do seu mau coração, recusando ouvir-me a mim;
13 – portanto eu vos lançarei fora desta terra, para uma terra que não conhecestes, nem vós nem vossos pais; e ali servireis a deuses estranhos de dia e de noite; pois não vos concederei favor algum.
14 – Portanto, eis que dias vêm, diz o Senhor, em que não se dirá mais: Vive o Senhor: que fez subir os filhos de Israel da terra do Egito;
15 – mas sim: Vive o Senhor, que fez subir os filhos de Israel da terra do norte, e de todas as terras para onde os tinha lançado; porque eu os farei voltar à sua terra, que dei a seus pais.
16 – Eis que mandarei vir muitos pescadores, diz o Senhor, os quais os pescarão; e depois mandarei vir muitos caçadores, os quais os caçarão de todo monte, e de todo outeiro, e até das fendas das rochas.
17 – Pois os meus olhos estão sobre todos os seus caminhos; não se acham eles escondidos da minha face, nem está a sua iniqüidade encoberta aos meus olhos.
18 – E eu retribuirei em dobro a sua iniqüidade e o seu pecado, porque contaminaram a minha terra com os vultos inertes dos seus ídolos detestáveis, e das suas abominações encheram a minha herança.
19 – Ó Senhor, força minha e fortaleza minha, e refúgio meu no dia da angústia, a ti virão as nações desde as extremidades da terra, e dirão: Nossos pais herdaram só mentiras, e vaidade, em que não havia proveito.
20 – Pode um homem fazer para si deuses? Esses tais não são deuses!
21 – Portanto, eis que lhes farei conhecer, sim desta vez lhes farei conhecer o meu poder e a minha força; e saberão que o meu nome é Jeová.

– Pergunta sobre o Ano Bíblico.:

Quantas vezes Jeremias intercedeu pelo povo de Israel e suas intercessões foram rejeitadas?
Resposta: três vezes (Jeremias capítulo 14)

– Curiosidades Bíblicas.:

Quem disse que não morreria sem conhecer o Cristo?
Resposta: Simeão. Lucas 2:25,26.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=42&capitulo=2

– Versos Bíblicos.:

Porque eu, o Senhor teu Deus, te seguro pela tua mão direita, e te digo: Não temas; eu te ajudarei. Isaías 41:13

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=23&capitulo=41&verso=13

– Ano Bíblico (Espanhol).:

Libro de Jeremias

Capítulo 14

1 – La palabra de Jehovah que vino a Jeremías con motivo de la Sequía:
2 – –Se ha enlutado Judá, y las puertas de sus ciudades Están por caer. El pueblo Está abrumado en el suelo, y se levanta el clamor de Jerusalén.
3 – Sus nobles Envían a sus sirvientes por agua; van a las cisternas y no hallan agua. Regresan con los Cántaros Vacíos. Son avergonzados y afrentados, y cubren sus cabezas.
4 – Por cuanto el suelo Está ardiente, pues no ha habido lluvia en la tierra, los labradores Están avergonzados; cubren sus cabezas.
5 – Hasta la gacela en el campo, al parir, abandona su Cría, porque no hay hierba.
6 – Los asnos monteses se ponen sobre los cerros y aspiran el viento como los chacales. Sus ojos se debilitan, porque no hay hierba.
7 – –Aun cuando nuestras iniquidades testifican contra nosotros, oh Jehovah, Actúa por amor de tu nombre. Ciertamente nuestras rebeliones se han multiplicado, y contra ti hemos pecado.
8 – Oh Esperanza de Israel, su Salvador en el tiempo de Aflicción, ¿por qué has de ser como forastero en la tierra, y como caminante que levanta su tienda Sólo para pasar la noche?
9 – ¿Por qué has de ser como un hombre Atónito o como un valiente que no puede librar? Sin embargo, Tú Estás entre nosotros, oh Jehovah, y nosotros somos llamados por tu nombre. ¡No nos desampares!
10 – Así ha dicho Jehovah a este pueblo: –¡De veras que les gusta vagar, y no detienen sus pies! Por tanto, Jehovah no los acepta. Ahora se Acordará de su iniquidad y los Castigará por sus pecados.
11 – –Además me dijo Jehovah–: No ores por el bien de este pueblo.
12 – Aunque ayunen, yo no escucharé su clamor; y aunque ofrezcan holocaustos y ofrendas, no los aceptaré. Más bien, los consumiré con espada, con hambre y con peste.
13 – Y yo dije: –¡Oh, Señor Jehovah! He Aquí que los profetas les dicen: “No veréis espada, ni os Sobrevendrá el hambre; sino que en este lugar os daré verdadera paz.”
14 – Entonces Jehovah me dijo: –Mentira profetizan los profetas en mi nombre. Yo no los he enviado, ni les he mandado ni les he hablado. Os profetizan Visión mentirosa, Adivinación vana y el engaño de sus propios corazones.
15 – Por tanto, Así ha dicho Jehovah acerca de los profetas que profetizan en mi nombre (a los cuales yo no envié, y quienes dicen: “Ni espada, ni hambre Habrá en esta tierra”): Por la espada y por el hambre Perecerán tales profetas.
16 – Y el pueblo al cual ellos profetizan Será echado en las calles de Jerusalén, a causa del hambre y de la espada. No Habrá quien los sepulte, ni a sus mujeres, ni a sus hijos, ni a sus hijas. Así derramaré sobre ellos su propia maldad.
17 – Tú, pues, les Dirás esta palabra: “Derramen Lágrimas mis ojos noche y Día, y no cesen, porque con gran quebrantamiento, con un golpe muy grave, ha sido quebrantada la virgen hija de mi pueblo.”
18 – –Si salgo al campo, he Allí muertos a espada. Si entro en la ciudad, he Aquí enfermedades causadas por el hambre. Porque tanto el profeta como el sacerdote han sido arrastrados a una tierra que no Conocían.
19 – ¿Has desechado del todo a Judá? ¿Acaso tu alma abomina a Sion? ¿Por qué nos has herido sin que haya para nosotros sanidad? Esperamos paz, y no hay tal bien; tiempo de sanidad, y he Aquí, terror.
20 – Reconocemos, oh Jehovah, nuestra impiedad y la iniquidad de nuestros padres; porque contra ti hemos pecado.
21 – Por amor de tu nombre, no nos deseches ni desdeñes el trono de tu gloria. Acuérdate y no invalides tu pacto con nosotros.
22 – ¿Hay entre las vanidades de las naciones quienes hagan llover? ¿Acaso los cielos dan lluvia por Sí solos? ¿No eres Tú, oh Jehovah, nuestro Dios? En ti, pues, pondremos nuestra esperanza, porque Tú has hecho todas estas cosas.

Capítulo 15

1 – Entonces Jehovah me dijo: –Aunque Moisés y Samuel se pusiesen delante de Mí, mi alma no Estaría con este pueblo. Echalos de mi presencia, y que se vayan.
2 – Y si te preguntan: “¿A Dónde iremos?”, les Responderás que Así ha dicho Jehovah: “¡Los que a muerte, a muerte; los que a espada, a espada; los que a hambre, a hambre; y los que a cautividad, a cautividad!”
3 – Designaré contra ellos cuatro clases de males, dice Jehovah: la espada para matar, los perros para arrastrar, y las aves del cielo y los animales de la tierra para devorar y destruir.
4 – Haré que sean motivo de espanto para todos los reinos de la tierra, por causa de Manasés hijo de Ezequías, rey de Judá, por lo que hizo en Jerusalén.
5 – Porque, ¿quién Tendrá Compasión de ti, oh Jerusalén? ¿Quién te Expresará su condolencia? ¿Quién se Desviará del camino para preguntar por tu bienestar?
6 – Tú me dejaste y te volviste Atrás, dice Jehovah. Por tanto, yo extenderé mi mano contra ti y te destruiré. Estoy cansado de tener Compasión.
7 – Los aventaré con aventador en las puertas del País; los privaré de hijos. Destruiré a mi pueblo, pues no se volvieron de sus caminos.
8 – Sus viudas se Multiplicarán Más que la arena de los mares. A Mediodía traeré sobre ellos, sobre la madre de los Jóvenes, al devastador. Haré que de repente caigan sobre ella Agitación y terrores.
9 – Desmaya la madre de siete hijos; exhala su alma. Su sol se ha ocultado siendo Aún de Día; ha sido avergonzada y humillada. A sus sobrevivientes los entregaré a espada delante de sus enemigos, dice Jehovah.
10 – –¡Ay de Mí, madre Mía, que me diste a luz, como hombre de contienda y hombre de discordia para toda la tierra! No he prestado, ni me han prestado; sin embargo, todos me maldicen.
11 – Así sea, oh Jehovah, si no te he servido para bien y si no he intercedido ante ti por el enemigo en el tiempo de la calamidad y en el Día de la angustia.
12 – –¿Quién Podrá romper el hierro, el hierro del norte, y el bronce?
13 – Tu riqueza y tus tesoros entregaré al saqueo de balde, por todos tus pecados y en todos tus territorios.
14 – Y te haré servir a tus enemigos en una tierra que no conoces, porque fuego se ha encendido en mi ira y Arderá contra vosotros.
15 – –Tú lo sabes, oh Jehovah; acuérdate de Mí, Visítame con tu favor y toma venganza de mis perseguidores. No sea yo arrebatado por la Prolongación de tu ira. Tú sabes que por tu causa sufro la afrenta.
16 – Fueron halladas tus palabras, y yo las Comí. Tus palabras fueron para Mí el gozo y la Alegría de mi Corazón; porque yo soy llamado por tu nombre, oh Jehovah Dios de los Ejércitos.
17 – No me he sentado ni me he regocijado en Compañía de los que se divierten. A causa de tu mano me he sentado solitario, porque me llenaste de Indignación.
18 – ¿Por qué ha sido continuo mi dolor, y mi herida incurable ha rehusado ser sanada? ¡Oh! ¿Serás para Mí como torrente engañoso, como aguas de las que no se puede confiar?
19 – Por tanto, Así ha dicho Jehovah: –Si Tú vuelves, yo te restauraré, y Estarás de pie delante de Mí; y si separas lo precioso de lo vil, Serás mi portavoz. ¡Que ellos se vuelvan a ti; pero Tú no te vuelvas a ellos!
20 – Te pondré ante este pueblo como un muro fortificado de bronce. Lucharán contra ti, pero no te Vencerán; porque yo estaré contigo para salvarte y librarte, dice Jehovah.
21 – Te libraré de la mano de los malos, y te rescataré de la mano de los tiranos.

Capítulo 16

1 – Entonces vino a Mí la palabra de Jehovah, diciendo:
2 – “No Tomarás mujer para ti; no Tendrás hijos ni hijas en este lugar.
3 – Porque Así ha dicho Jehovah acerca de los hijos y de las hijas que nazcan en este lugar, y acerca de las madres que los den a luz y de los padres que los engendren en esta tierra:
4 – Morirán de dolorosas enfermedades; no Serán llorados ni sepultados. Serán convertidos en abono sobre la superficie de la tierra. Con espada y con hambre Serán exterminados, y sus Cadáveres Servirán de comida a las aves del cielo y a los animales de la tierra.”
5 – Así ha dicho Jehovah: “No entres en la casa donde haya duelo, ni acudas a lamentar, ni les expreses tu condolencia; porque he quitado de este pueblo mi paz, y asimismo la Compasión y la misericordia, dice Jehovah.
6 – Morirán en esta tierra grandes y pequeños. No Serán sepultados, ni los Llorarán. No se Sajarán por ellos, ni se Raparán la cabeza.
7 – No Partirán pan de duelo para consolarles por sus muertos, ni les Darán a beber de la copa de Consolación por su padre o por su madre.
8 – “Asimismo, no entres en casa de banquete, para sentarte con ellos para comer o beber.
9 – Porque Así ha dicho Jehovah de los Ejércitos, Dios de Israel: “He Aquí que yo hago cesar en este lugar, ante vuestros ojos y en vuestros Días, la voz de gozo y la voz de Alegría, la voz del novio y la voz de la novia.”
10 – “Acontecerá que cuando anuncies a este pueblo todas estas cosas, te Dirán: “¿Por qué ha decretado Jehovah contra nosotros todo este mal tan grande? ¿Cuál es nuestra maldad? ¿O Cuál es nuestro pecado que hemos cometido contra Jehovah nuestro Dios?”
11 – Entonces les Dirás: “Jehovah dice: Porque vuestros padres me abandonaron, se fueron en pos de otros dioses y les rindieron culto; porque se postraron ante ellos, mientras que a Mí me abandonaron y no guardaron mi ley.
12 – Y vosotros habéis actuado peor que vuestros padres; porque he Aquí que vosotros os vais cada uno tras la Porfía de su malvado Corazón, sin escucharme a Mí.
13 – Por tanto, os arrojaré de esta tierra a una tierra que ni vosotros ni vuestros padres habéis conocido. Allá serviréis a otros dioses Día y noche, porque no os mostraré clemencia.”
14 – “Por tanto, dice Jehovah, he Aquí vienen Días en que no se Dirá Más: “¡Vive Jehovah, que hizo subir a los hijos de Israel de la tierra de Egipto!”,
15 – sino: “¡Vive Jehovah, que hizo subir a los hijos de Israel de la tierra del norte y de todas las tierras a donde los Había desterrado!” Pues los haré volver a su suelo, el cual di a sus padres.
16 – “He Aquí que yo Envío a muchos pescadores, y los Pescarán, dice Jehovah. Y después enviaré a muchos cazadores, y los Cazarán sobre todo monte, sobre toda colina y en las hendiduras de las peñas.
17 – Porque mis ojos Están sobre todos sus caminos; no Están ocultos delante de Mí, ni su maldad se esconde de mis ojos.
18 – Pero primero les retribuiré el doble por su iniquidad y por su pecado, porque han profanado mi tierra con los Cadáveres de sus cosas detestables y porque sus abominaciones llenaron mi heredad.”
19 – Oh Jehovah, fuerza Mía y fortaleza Mía, mi refugio en el tiempo de la Aflicción: A ti Vendrán las naciones desde los extremos de la tierra y Dirán: “Ciertamente nuestros padres heredaron mentira, vanidad en la que no hay provecho.
20 – ¿Ha de hacer el hombre dioses para Sí? ¡Pero ésos no son dioses!”
21 – “Por tanto, he Aquí yo les hago conocer; esta vez Sí, les haré conocer mi poder y mi fortaleza. Y Sabrán que mi nombre es Jehovah.”

– Ano Bíblico (Inglês).:

Book of Jeremias

Chapter 14

1 – The word of the Lord came to Jeremiah when there was no water.
2 – Judah is weeping and its doors are dark with sorrow, and people are seated on the earth clothed in black; and the cry of Jerusalem has gone up.
3 – Their great men have sent their servants for water: they come to the holes and there is no water to be seen; they come back with nothing in their vessels; they are overcome with shame and fear, covering their heads.
4 – Those who do work on the land are in fear, for there has been no rain on the land, and the farmers are shamed, covering their heads.
5 – And the roe, giving birth in the field, lets her young one be uncared for, because there is no grass.
6 – And the asses of the field on the open hilltops are opening their mouths wide like jackals to get air; their eyes are hollow because there is no grass.
7 – Though our sins give witness against us, do something, O Lord, for the honour of your name: for again and again we have been turned away from you, we have done evil against you.
8 – O you hope of Israel, its saviour in time of trouble, why are you like one who is strange in the land, and like a traveller putting up his tent for a night?
9 – Why are you like a man surprised, like a man of war who is not able to give help? but you, O Lord, are with us, and we are named by your name; do not go away from us.
10 – This is what the Lord has said about this people: Even so they have been glad to go from the right way; they have not kept their feet from wandering, so the Lord has no pleasure in them; now he will keep their wrongdoing in mind and send punishment for their sins.
11 – And the Lord said to me, Make no prayer for this people for their good.
12 – When they go without food, I will not give ear to their cry; when they give burned offerings and meal offerings, I will not take pleasure in them: but I will put an end to them by the sword and by need of food and by disease.
13 – Then I said, Ah, Lord God! see, the prophets say to them, You will not see the sword or be short of food; but I will give you certain peace in this place.
14 – Then the Lord said to me, The prophets say false words in my name, and I gave them no orders, and I said nothing to them: what they say to you is a false vision and wonder-working words without substance, the deceit of their hearts.
15 – So this is what the Lord has said about the prophets who make use of my name, though I sent them not, and say, The sword and need of food will not be in this land: the sword and need of food will put an end to those prophets.
16 – And the people to whom they are prophets will be pushed out dead into the streets of Jerusalem, because there is no food, and because of the sword; and they will have no one to put their bodies into the earth, them or their wives or their sons or their daughters: for I will let loose their evil-doing on them.
17 – And you are to say this word to them, Let my eyes be streaming with water night and day, and let it not be stopped; for the virgin daughter of my people is wounded with a great wound, with a very bitter blow.
18 – If I go out into the open country, there are those put to death by the sword! and if I go into the town, there are those who are diseased from need of food! for the prophet and the priest go about in the land and have no knowledge.
19 – Have you completely given up Judah? is your soul turned in disgust from Zion? why have you given us blows from which there is no one to make us well? we were looking for peace, but no good came; and for a time of well-being, but there was only a great fear.
20 – We are conscious, O Lord, of our sin and of the wrongdoing of our fathers: we have done evil against you.
21 – Do not be turned from us in disgust, because of your name; do not put shame on the seat of your glory: keep us in mind, let not your agreement with us be broken.
22 – Are any of the false gods of the nations able to make rain come? are the heavens able to give showers? are you not he, O Lord our God? so we will go on waiting for you, for you have done all these things.

Chapter 15

1 – Then the Lord said to me, Even if Moses and Samuel came before me, I would have no desire for this people: send them away from before me, and let them go.
2 – And it will be, when they say to you, Where are we to go? then you are to say to them, The Lord has said, Such as are for death, to death; and such as are for the sword, to the sword; and such as are to be in need of food, to need of food; and such as are to be taken away prisoners, to be taken away.
3 – And I will put over them four divisions, says the Lord: the sword causing death, dogs pulling the dead bodies about, and the birds of heaven, and the beasts of the earth to take their bodies for food and put an end to them.
4 – And I will make them a cause of fear to all the kingdoms of the earth, because of Manasseh, the son of Hezekiah, king of Judah, and what he did in Jerusalem.
5 – For who will have pity on you, O Jerusalem? and who will have sorrow for you? or who will go out of his way to see how you are?
6 – You have given me up, says the Lord, you have gone back: so my hand is stretched out against you for your destruction; I am tired of changing my purpose.
7 – And I have sent a cleaning wind on them in the public places of the land; I have taken their children from them; I have given my people to destruction; they have not been turned from their ways.
8 – I have let their widows be increased in number more than the sand of the seas: I have sent against them, against the mother and the young men, one who makes waste in the heat of the day, causing pain and fears to come on her suddenly.
9 – The mother of seven is without strength; her spirit is gone from her, her sun has gone down while it is still day: she has been shamed and overcome: and the rest of them I will give up to the sword before their haters, says the Lord.
10 – Sorrow is mine, my mother, because you have given birth to me, a cause of fighting and argument in all the earth! I have not made men my creditors and I am not in debt to any, but every one of them is cursing me.
11 – …
12 – Is it possible for iron to be broken; even iron from the north, and brass?
13 – I will give your wealth and your stores to your attackers, without a price, because of all your sins, even in every part of your land.
14 – They will go away with your haters into a land which is strange to you: for my wrath is on fire with a flame which will be burning on you.
15 – O Lord, you have knowledge: keep me in mind and come to my help, and give their right reward to those who are attacking me; take me not away, for you are slow to be angry: see how I have undergone shame because of you from all those who make little of your word;
16 – But to me your word is a joy, making my heart glad; for I am named by your name, O Lord God of armies.
17 – I did not take my seat among the band of those who are glad, and I had no joy; I kept by myself because of your hand; for you have made me full of wrath.
18 – Why is my pain unending and my wound without hope of being made well? Sorrow is mine, for you are to me as a stream offering false hope and as waters which are not certain.
19 – For this cause the Lord has said, If you will come back, then I will again let you take your place before me; and if you give out what is of value and not that which has no value, you will be as my mouth: let them come back to you, but do not go back to them.
20 – And I will make you a strong wall of brass to this people; they will be fighting against you, but they will not overcome you: for I am with you to keep you safe, says the Lord.
21 – I will keep you safe from the hands of the evil-doers, and I will give you salvation from the hands of the cruel ones.

Chapter 16

1 – Then again the word of the Lord came to me, saying,
2 – You are not to take a wife for yourself or have sons or daughters in this place.
3 – For this is what the Lord has said about the sons and daughters who come to birth in this place, and about their mothers who have given them birth, and about their fathers who have given life to them in this land:
4 – Death from evil diseases will overtake them; there will be no weeping for them and their bodies will not be put to rest; they will be like waste on the face of the earth: the sword and need of food will put an end to them; their dead bodies will be meat for the birds of heaven and for the beasts of the earth.
5 – For this is what the Lord has said: Do not go into the house of sorrow, do not go to make weeping or songs of grief for them: for I have taken away my peace from this people, says the Lord, even mercy and pity.
6 – Death will overtake great as well as small in the land: their bodies will not be put in a resting-place, and no one will be weeping for them or wounding themselves or cutting off their hair for them:
7 – No one will make a feast for them in sorrow, to give them comfort for the dead, or put to their lips the cup of comfort on account of their father or their mother.
8 – And you are not to go into the house of feasting, or be seated with them to take food or drink.
9 – For the Lord of armies, the God of Israel, has said, See, before your eyes and in your days I will put an end in this place to the laughing voices and the voice of joy; to the voice of the newly-married man and the voice of the bride.
10 – And it will be, that when you say all these words to the people, then they will say to you, Why has the Lord done all this evil against us? what is our wrongdoing and what is our sin which we have done against the Lord our God?
11 – Then you will say to them, Because your fathers have given me up, says the Lord, and have gone after other gods and become their servants and their worshippers, and have given me up and have not kept my law;
12 – And you have done worse evil than your fathers; for see, every one of you is guided by the pride of his evil heart, so as not to give ear to me:
13 – For this reason I will send you away out of this land into a land which is strange to you, to you and to your fathers; there you will be the servants of other gods day and night, and you will have no mercy from me.
14 – For this cause, see, the days are coming, says the Lord, when it will no longer be said, By the living Lord, who took the children of Israel up out of the land of Egypt.
15 – But, By the living Lord, who took the children of Israel up out of the land of the north, and from all the countries where he had sent them: and I will take them back again to their land which I gave to their fathers.
16 – See, I will send for great numbers of fishermen, says the Lord, and they will take them like fish in a net; and after that, I will send for numbers of bowmen, and they will go after them, driving them from every mountain and from every hill, and out of the holes of the rocks.
17 – For my eyes are on all their ways: there is no cover for them from my face, and their evil-doing is not kept secret from my eyes.
18 – And I will give them the reward of their evil-doing and their sin twice over; because they have made my land unclean, and have made my heritage full of the bodies of their unholy and disgusting things.
19 – O Lord, my strength and my strong tower, my safe place in the day of trouble, the nations will come to you from the ends of the earth, and say, The heritage of our fathers is nothing but deceit, even false things in which there is no profit.
20 – Will a man make for himself gods which are no gods?
21 – For this reason, truly, I will make them see, this once I will give them knowledge of my hand and my power; and they will be certain that my name is the Lord.

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s