Lançamento: Dia 7 de Setembro – Meditações Matinais permanente. Tema: Reavivamento e Reforma

Lançamento: Dia 7 de Setembro – Meditações Matinais permanente. Tema: Reavivamento e Reforma

 Este é um trabalho muito significativo para os estudantes de Teologia do SALT/IAENE do período de 2009 a 2012. Foram dois anos e meio de luta, persistência, ousadia e de muita coragem. Embora muitos obstáculos tenham surgido, pela fé em Deus, teimosamente acreditamos neste sonho. Sonho este que marcará a história do SALT em toda sua existência e consequentemente a da própria igreja. Nossa ousadia e coragem para a realização do mesmo, nasceram motivados pelo mais profundo desejo de sermos úteis nas mãos de Deus. Por esta razão é que, oferecemos a todos, este humilde trabalho para que suas vidas, suas famílias e suas igrejas vivam uma experiência concreta de crescimento e fortalecimento na fé. Casando com o tema da Associação Geral, ofertamos através deste trabalho, nossa contribuição para que a igreja como um todo receba as marcas do verdadeiro e tão necessário reavivamento e reforma. Acreditamos plenamente na possibilidade de sermos um povo mais vibrante e cheio do poder do Espírito Santo. Entendemos que, embora limitados e ainda muito carentes de experiência e preparo, podemos estender a mão para fazer algo que alimente nosso povo e os prepare para o maior de todos os sonhos – a segunda vinda de Jesus. Este manual de meditações diárias permanente foi produzido sob exclusiva responsabilidade dos alunos da 52º turma do Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia, e você poderá reservar a sua pelo e-mail altoclamor@altoclamor.com.

 São 365 meditações diárias permanentes (Que podem ser lidas por vários anos) + 19 meditações temáticas. São 408 páginas enriquecidas de temas que transformarão a sua vida.

Contagem regressiva para o lançamento – Dia 7 de setembro…

Abaixo, leia a introdução do alvo de conteúdo desta que será uma das meditações matinais mais marcantes em nosso meio. O conteúdo baseia-se especificamente na proposta da Associação Geral em levar nosso povo ao reavivamento e reforma. Observe:

INTRODUÇÃO

REAVIVAMENTO E REFORMA

Estamos vivendo no período mais solene da história humana. Os sinais, na medida em que avançam no tempo, vão materializando-se de forma visível ou latente diante de nossos olhos. Não podemos perder mais tempo com as tolices de uma vida espiritual imatura. Muitas das profecias que pregávamos há cem anos estão ganhando força em nossos dias. Bem vindo, pois o futuro predito está diante de nós. Nossas responsabilidades cristãs não podem mais ser segregadas e muito menos desvalorizadas devido a uma graça barata e difundida por muitos – moldada aos gostos e desejos humanos. O tempo de estar preparado é agora. É necessário hoje, levantar a bandeira da verdade acima dos sofismas e decadências morais de nosso século. No entanto, não com palavras, mas com a própria vida.

O evangelho somente terá poder quando nossas vidas forem coniventes com a poderosa e verdadeira graça que nos reveste. Como bem ilustrou Santo Agostinho “a graça é concedida para que a lei seja cumprida”. Ageu Lisboa, Cristão e psiquiatra escreveu certa feita que “o amor não legitima o pecado”, e ainda acrescentou que “as igrejas de teologia neoliberal não têm o temor do Senhor e assim, em vez de propiciar transformação e milagres de vida, promovem a acomodação ao miserável status existencial do homem” (Revista Vinde, nº11, p. 39). Lutero Falando a respeito de fé e obras disse “não é fé mais obras, mas fé que opera”. Ellen White, a este respeito, bem expressou que “palavras e atos testemunham claramente do que há no coração” (Testemunhos para a Igreja, v. 1, p. 500), e foi contundente ao dizer que “a graça de Deus que, se recebida, leva à prática das coisas certas, é a linha de demarcação entre os filhos de Deus e a multidão dos que não creem” (Signs of the Times, 22 de Setembro de 1898).

Diante de um período, repleto de pessoas sem escrúpulo de consciência diante do erro e da injustiça, permeado de uma cosmovisão pós-moderna secularizada e sem compromisso com Deus e Sua verdade, nada pode ser mais importante do que uma vida que reflita a coerência do poder do puro evangelho que é capaz de salvar e regenerar a vida humana. Se existe um tempo em que é urgente um reavivamento entre o povo de Deus, este tempo é agora. White escreveu que “um reavivamento da verdadeira piedade entre nós, eis a maior e a mais urgente de todas as nossas necessidades. Importa haver diligente esforço para obter a bênção do Senhor, não porque Deus não esteja disposto a outorgá-la, mas porque nos encontramos carecidos de preparo para recebê-la. Nosso Pai celeste está mais disposto a dar Seu Espírito Santo àqueles que Lho peçam, do que pais terrenos o estão a dar boas dádivas a seus filhos. Cumpre-nos, porém, mediante confissão, humilhação, arrependimento e fervorosa oração, cumprir as condições estipuladas por Deus em Sua promessa para conceder-nos Sua bênção. Só podemos esperar um reavivamento em resposta à oração” (Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 121), também afirmou que “deve haver entre nós um reavivamento completo. Tem de haver um ministério convertido. Precisa haver confissões, arrependimento e conversões. Muitos que estão pregando a Palavra necessitam da graça transformadora de Cristo no coração. Não devem permitir que coisa alguma os impeça de fazerem uma obra cabal e esmerada antes que seja para sempre demasiado tarde” (Carta 51, 1886).

Em breve chegará o tempo em que não haverá mais tempo. A profecia que aponta para a necessidade de um genuíno avivamento está diante de nós. Precisamos mais do que nunca, aprender amar o que Deus ama e odiar o que Deus odeia. Hoje é o dia de nos consagrar ao Senhor sem reservas. Lembre-se que, embora muitos estejam brincando de ser cristão, Satanás não está brincando de ser Satanás. No entanto, uma promessa do poder do Espírito Santo é nos prometido. Algumas profecias significativas desvendam um futuro glorioso e o tão buscado reavivamento. A mensageira do Senhor assim nos anima, “Fiquei profundamente impressionada pelas cenas que recentemente passaram diante de mim, à noite.  Parecia existir um grande movimento – um trabalho de reavivamento em ação em vários lugares. Nosso povo movia-se em linha e respondia ao apelo de Deus” (Obreiros Evangélicos, pág. 515). O que mais vamos esperar? Agora é o momento de nos mover em direção ao reavivamento e reforma. Faça planos e como um bom general, estabeleça metas e fundamente estratégias que o faça crescer neste sentido. Lembre-se que, nossa vida deve ser como a vida de um soldado. O soldado pode ficar vinte anos sem ir à guerra, mas não deve ficar nem um dia sem estar preparado para ela. Para nós, Jesus pode demorar mais vinte anos para voltar, mas não podemos deixar de estar preparados nem um só dia. Pense nisso!

Encomendas: altoclamor@altoclamor.com

Postado por Gilberto Theiss às Segunda-feira, Agosto 15, 2011 0 comentários Links para esta postagem

Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no FacebookCompartilhar no orkutCompartilhar no Google Buzz

Marcadores: Notícias Atuais

FONTE: http://gilbertotheiss.blogspot.com/

 

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s