Ano Bíblico do dia 12/06/2011.

– Ano Bíblico (Português).:

Livro de Jó

Capítulo 32

1 – E aqueles três homens cessaram de responder a Jó; porque era justo aos seus próprios olhos.
2 – Então se acendeu a ira de Eliú, filho de Baraquel, o buzita, da família de Rão; acendeu-se a sua ira contra Jó, porque este se justificava a si mesmo, e não a Deus.
3 – Também contra os seus três amigos se acendeu a sua ira, porque não tinham achado o que responder, e contudo tinham condenado a Jó.
4 – Ora, Eliú havia esperado para falar a Jó, porque eles eram mais idosos do que ele.
5 – Quando, pois, Eliú viu que não havia resposta na boca daqueles três homens, acendeu-se-lhe a ira.
6 – Então respondeu Eliú, filho de Baraquel, o buzita, dizendo: Eu sou de pouca idade, e vós sois, idosos; arreceei-me e temi de vos declarar a minha opinião.
7 – Dizia eu: Falem os dias, e a multidão dos anos ensine a sabedoria.
8 – Há, porém, um espírito no homem, e o sopro do Todo-Poderoso o faz entendido.
9 – Não são os velhos que são os sábios, nem os anciãos que entendem o que é reto.
10 – Pelo que digo: Ouvi-me, e também eu declararei a minha opinião.
11 – Eis que aguardei as vossas palavras, escutei as vossas considerações, enquanto buscáveis o que dizer.
12 – Eu, pois, vos prestava toda a minha atenção, e eis que não houve entre vós quem convencesse a Jó, nem quem respondesse às suas palavras;
13 – pelo que não digais: Achamos a sabedoria; Deus é que pode derrubá-lo, e não o homem.
14 – Ora ele não dirigiu contra mim palavra alguma, nem lhe responderei com as vossas palavras.
15 – Estão pasmados, não respondem mais; faltam-lhes as palavras.
16 – Hei de eu esperar, porque eles não falam, porque já pararam, e não respondem mais?
17 – Eu também darei a minha resposta; eu também declararei a minha opinião.
18 – Pois estou cheio de palavras; o espírito dentro de mim me constrange.
19 – Eis que o meu peito é como o mosto, sem respiradouro, como odres novos que estão para arrebentar.
20 – Falarei, para que ache alívio; abrirei os meus lábios e responderei:
21 – Que não faça eu acepção de pessoas, nem use de lisonjas para com o homem.
22 – Porque não sei usar de lisonjas; do contrário, em breve me levaria o meu Criador.

Capítulo 33

1 – Ouve, pois, as minhas palavras, ó Jó, e dá ouvidos a todas as minhas declarações.
2 – Eis que já abri a minha boca; já falou a minha língua debaixo do meu paladar.
3 – As minhas palavras declaram a integridade do meu coração, e os meus lábios falam com sinceridade o que sabem.
4 – O Espírito de Deus me fez, e o sopro do Todo-Poderoso me dá vida.
5 – Se podes, responde-me; põe as tuas palavras em ordem diante de mim; apresenta-te.
6 – Eis que diante de Deus sou o que tu és; eu também fui formado do barro.
7 – Eis que não te perturbará nenhum medo de mim, nem será pesada sobre ti a minha mão.
8 – Na verdade tu falaste aos meus ouvidos, e eu ouvi a voz das tuas palavras. Dizias:
9 – Limpo estou, sem transgressão; puro sou, e não há em mim iniqüidade.
10 – Eis que Deus procura motivos de inimizade contra mim, e me considera como o seu inimigo.
11 – Põe no tronco os meus pés, e observa todas as minhas veredas.
12 – Eis que nisso não tens razão; eu te responderei; porque Deus e maior do que o homem.
13 – Por que razão contendes com ele por não dar conta dos seus atos?
14 – Pois Deus fala de um modo, e ainda de outro se o homem não lhe atende.
15 – Em sonho ou em visão de noite, quando cai sono profundo sobre os homens, quando adormecem na cama;
16 – então abre os ouvidos dos homens, e os atemoriza com avisos,
17 – para apartar o homem do seu desígnio, e esconder do homem a soberba;
18 – para reter a sua alma da cova, e a sua vida de passar pela espada.
19 – Também é castigado na sua cama com dores, e com incessante contenda nos seus ossos;
20 – de modo que a sua vida abomina o pão, e a sua alma a comida apetecível.
21 – Consome-se a sua carne, de maneira que desaparece, e os seus ossos, que não se viam, agora aparecem.
22 – A sua alma se vai chegando à cova, e a sua vida aos que trazem a morte.
23 – Se com ele, pois, houver um anjo, um intérprete, um entre mil, para declarar ao homem o que lhe é justo,
24 – então terá compaixão dele, e lhe dirá: Livra-o, para que não desça à cova; já achei resgate.
25 – Sua carne se reverdecerá mais do que na sua infância; e ele tornará aos dias da sua juventude.
26 – Deveras orará a Deus, que lhe será propício, e o fará ver a sua face com júbilo, e restituirá ao homem a sua justiça.
27 – Cantará diante dos homens, e dirá: Pequei, e perverti o direito, o que de nada me aproveitou.
28 – Mas Deus livrou a minha alma de ir para a cova, e a minha vida verá a luz.
29 – Eis que tudo isto Deus faz duas e três vezes para com o homem,
30 – para reconduzir a sua alma da cova, a fim de que seja iluminado com a luz dos viventes.
31 – Escuta, pois, ó Jó, ouve-me; cala-te, e eu falarei.
32 – Se tens alguma coisa que dizer, responde-me; fala, porque desejo justificar-te.
33 – Se não, escuta-me tu; cala-te, e ensinar-te-ei a sabedoria.

Capítulo 34

1 – Prosseguiu Eliú, dizendo:
2 – Ouvi, vós, sábios, as minhas palavras; e vós, entendidos, inclinai os ouvidos para mim.
3 – Pois o ouvido prova as palavras, como o paladar experimenta a comida.
4 – O que é direito escolhamos para nós; e conheçamos entre nós o que é bom.
5 – Pois Jó disse: Sou justo, e Deus tirou-me o direito.
6 – Apesar do meu direito, sou considerado mentiroso; a minha ferida é incurável, embora eu esteja sem transgressão.
7 – Que homem há como Jó, que bebe o escárnio como água,
8 – que anda na companhia dos malfeitores, e caminha com homens ímpios?
9 – Porque disse: De nada aproveita ao homem o comprazer-se em Deus.
10 – Pelo que ouvi-me, vós homens de entendimento: longe de Deus o praticar a maldade, e do Todo-Poderoso o cometer a iniqüidade!
11 – Pois, segundo a obra do homem, ele lhe retribui, e faz a cada um segundo o seu caminho.
12 – Na verdade, Deus não procederá impiamente, nem o Todo-Poderoso perverterá o juízo.
13 – Quem lhe entregou o governo da terra? E quem lhe deu autoridade sobre o mundo todo?
14 – Se ele retirasse para si o seu espírito, e recolhesse para si o seu fôlego,
15 – toda a carne juntamente expiraria, e o homem voltaria para o pó.
16 – Se, pois, há em ti entendimento, ouve isto, inclina os ouvidos às palavras que profiro.
17 – Acaso quem odeia o direito governará? Quererás tu condenar aquele que é justo e poderoso?
18 – aquele que diz a um rei: Ó vil? e aos príncipes: Ó ímpios?
19 – que não faz acepção das pessoas de príncipes, nem estima o rico mais do que o pobre; porque todos são obra de suas mãos?
20 – Eles num momento morrem; e à meia-noite os povos são perturbados, e passam, e os poderosos são levados não por mão humana.
21 – Porque os seus olhos estão sobre os caminhos de cada um, e ele vê todos os seus passos.
22 – Não há escuridão nem densas trevas, onde se escondam os obradores da iniqüidade.
23 – Porque Deus não precisa observar por muito tempo o homem para que este compareça perante ele em juízo.
24 – Ele quebranta os fortes, sem inquirição, e põe outros em lugar deles.
25 – Pois conhecendo ele as suas obras, de noite os transtorna, e ficam esmagados.
26 – Ele os fere como ímpios, à vista dos circunstantes;
27 – porquanto se desviaram dele, e não quiseram compreender nenhum de seus caminhos,
28 – de sorte que o clamor do pobre subisse até ele, e que ouvisse o clamor dos aflitos.
29 – Se ele dá tranqüilidade, quem então o condenará? Se ele encobrir o rosto, quem então o poderá contemplar, quer seja uma nação, quer seja um homem só?
30 – para que o ímpio não reine, e não haja quem iluda o povo.
31 – Pois, quem jamais disse a Deus: Sofri, ainda que não pequei;
32 – o que não vejo, ensina-me tu; se fiz alguma maldade, nunca mais a hei de fazer?
33 – Será a sua recompensa como queres, para que a recuses? Pois tu tens que fazer a escolha, e não eu; portanto fala o que sabes.
34 – Os homens de entendimento dir-me-ão, e o varão sábio, que me ouvir:
35 – Jó fala sem conhecimento, e às suas palavras falta sabedoria.
36 – Oxalá que Jó fosse provado até o fim; porque responde como os iníquos.
37 – Porque ao seu pecado acrescenta a rebelião; entre nós bate as palmas, e multiplica contra Deus as suas palavras.

– Pergunta sobre o Ano Bíblico.:

Qual dos amigos ficou muito irado com Jó e seus companheiros?
Resposta: Eliú (Jó 32:1-5)

– Curiosidades Bíblicas.:

Quem matou o irmão quando o beijava?
Resposta: Joabe. II Samuel 20:9,10.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=10&capitulo=20

– Versos Bíblicos.:

Apartai-vos de mim todos os que praticais a iniquidade; porque o Senhor já ouviu a voz do meu pranto. Salmos 6:8

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=19&capitulo=6&verso=8

– Ano Bíblico (Espanhol).:

Libro de Jó

Capítulo 32

1 – Estos tres hombres cesaron de responder a Job, porque él era justo ante sus propios ojos.
2 – Entonces se Encendió contra Job la ira de Elihú hijo de Beraquel el buzita, de la familia de Ram. Se Encendió su ira contra Job, por cuanto se justificaba Más a Sí mismo que a Dios.
3 – Igualmente, se Encendió su ira contra los tres amigos, porque no hallaban qué responder, aunque Habían condenado a Job.
4 – Elihú Había esperado para hablar a Job, porque ellos eran mayores que él en edad.
5 – Pero al ver Elihú que no Había respuesta en la boca de aquellos tres hombres, se Encendió en ira.
6 – Entonces intervino Elihú hijo de Beraquel el buzita y dijo: –Yo soy menor en años, y vosotros sois ancianos; por eso tuve miedo y Temí declararos mi Opinión.
7 – Pensé que Hablarían los Días, y los muchos años Darían a conocer Sabiduría.
8 – No obstante, es el Espíritu en el hombre, el soplo del Todopoderoso, que le hace entender.
9 – No son los mayores los sabios, ni los viejos los que disciernen lo justo.
10 – Por eso digo: Escuchadme, yo también expresaré mi parecer.
11 – He Aquí, he esperado vuestras palabras; he escuchado vuestras razones, mientras rebuscabais qué decir.
12 – Yo os he prestado Atención, pero he Aquí que ninguno de vosotros ha logrado reprobar a Job o responder a sus dichos.
13 – No sea que Digáis: “Hemos hallado la Sabiduría; Dios lo Refutará, no el hombre.”
14 – El no Dirigió sus palabras a Mí, ni yo le responderé con vuestros dichos.
15 – Se desconcertaron; no volvieron a responder; se les fueron los razonamientos.
16 – ¿He de esperar porque ellos no hablan, porque pararon y no respondieron Más?
17 – Yo también responderé mi parte; yo también expresaré mi parecer.
18 – Porque estoy lleno de palabras, y me impulsa mi Espíritu dentro de Mí.
19 – He Aquí que mi interior es como vino sin respiradero, y como odres nuevos va a reventar.
20 – Hablaré, pues, y hallaré desahogo; abriré mis labios y responderé.
21 – Yo no haré Distinción de personas, a Ningún hombre adularé.
22 – Porque nunca he sabido adular; mi Hacedor me Llevaría en breve.

Capítulo 33

1 – No obstante, oh Job, escucha, por favor, mis razones; atiende a todas mis palabras.
2 – He Aquí, yo abro mi boca; mi lengua habla en mi paladar.
3 – Mis dichos declaran mi rectitud de Corazón; lo que mis labios saben lo dicen con sinceridad.
4 – El Espíritu de Dios me hizo; el aliento del Todopoderoso me da vida.
5 – Si acaso puedes, Respóndeme. Alístate y preséntate ante Mí.
6 – He Aquí que yo estoy, como Tú, ante Dios; yo también fui formado de barro.
7 – He Aquí, mi terror no te ha de espantar, ni mi mano Pesará demasiado sobre ti.
8 – En verdad, Tú hablaste a Oídos Míos; yo Oí el sonido de tus palabras:
9 – “Yo soy limpio y sin Transgresión; soy inocente, y no hay maldad en Mí.
10 – He Aquí, Dios halla pretextos contra Mí y me considera su enemigo.
11 – Puso mis pies en el cepo y vigila todas mis sendas.”
12 – He Aquí yo te respondo que en esto no tienes Razón, porque Dios es Más grande que el hombre.
13 – ¿Por qué contiendes contra él, siendo que él no da cuenta de ninguna de sus palabras?
14 – Porque Dios habla de una manera, y de otra, pero nadie lo nota.
15 – Habla por sueños, en Visión nocturna, cuando el sopor cae sobre los hombres, cuando uno se adormece sobre la cama.
16 – Entonces abre el Oído de los hombres y sella la Instrucción para ellos,
17 – para apartar al hombre de lo que hace, para destruir la arrogancia del Varón,
18 – para librar su alma de la fosa y su vida de ser traspasada por la lanza.
19 – El es reprendido con dolor sobre su lecho, y con constante dolor en sus huesos.
20 – Hacen que su vida aborrezca el alimento; y su alma, su comida favorita.
21 – Su carne se consume hasta dejar de ser vista, y aparecen sus huesos que no se Veían.
22 – Su alma se acerca a la fosa, y su vida a los que causan la muerte.
23 – Oh, si hubiese a su lado un ángel, un intercesor, uno entre mil, para declarar al hombre lo que le es recto,
24 – y que al ser favorecido por la gracia, dijese: “Líbralo de descender a la fosa, pues le he hallado rescate.”
25 – Entonces su carne Volvería a ser Más tierna que en su adolescencia, y Volvería a los Días de su juventud.
26 – Oraría a Dios, y le Sería favorable. Vería su rostro con gritos de Júbilo, y Dios Restituiría al hombre su justicia.
27 – Cantaría entre los hombres diciendo: “Yo Había pecado y pervertido lo recto, y no me fue retribuido.
28 – El Libró mi alma de pasar a la fosa, y mi vida Verá la luz.”
29 – He Aquí, Dios hace todas estas cosas con el hombre, dos y tres veces,
30 – para restaurar su alma de la fosa y para iluminarlo con la luz de la vida.
31 – Atiende, oh Job; Escúchame. Calla, y yo hablaré.
32 – Si tienes palabras, Respóndeme. Habla, porque yo quiero justificarte.
33 – Y si no, Escúchame. Calla, y yo te enseñaré Sabiduría.

Capítulo 34

1 – Elihú Continuó diciendo:
2 – –Oíd, oh sabios, mis palabras; vosotros, los que sabéis, atendedme.
3 – Porque el Oído distingue las palabras, y el paladar prueba la comida.
4 – Escojamos lo que es correcto; conozcamos entre nosotros lo bueno.
5 – Pues Job ha dicho: “Yo soy justo, pero Dios me ha quitado mi derecho.
6 – ¿He de mentir respecto a mi derecho? Mi herida es incurable a pesar de que no hubo Transgresión.”
7 – ¿Qué hombre hay como Job, que bebe el escarnio como agua,
8 – que va en Compañía con los que obran iniquidad, y anda con los hombres Impíos?
9 – Pues ha dicho: “El hombre no Sacará provecho de estar de acuerdo con Dios.”
10 – Por tanto, Oídme, hombres entendidos. ¡Lejos esté de Dios la impiedad, y del Todopoderoso la iniquidad!
11 – Porque él retribuye al hombre de acuerdo con sus obras, y hace que cada uno halle lo que corresponde a sus caminos.
12 – Realmente, Dios no Hará injusticia; el Todopoderoso no Pervertirá el derecho.
13 – ¿Quién le ha puesto a cargo de su tierra? ¿Quién le ha encomendado el mundo entero?
14 – Si él se propusiera en su Corazón y retirara su Espíritu y su aliento,
15 – toda carne Perecería juntamente, y el hombre Volvería al polvo.
16 – Si has entendido, oye esto; escucha la voz de mis palabras:
17 – ¿Acaso Gobernará el que aborrece el derecho? ¿Condenarás al Justo y Poderoso?
18 – El es el que dice al rey: “¡Perverso!” o a los nobles: “¡Impíos!”
19 – El no hace Distinción de los Príncipes, ni favorece al rico ante el pobre, pues todos son obra de sus manos.
20 – En un momento Morirán, a medianoche. La gente Será sacudida y Pasará; los poderosos Serán eliminados, y no por mano.
21 – Porque los ojos de Dios Están sobre los caminos del hombre; él puede ver todos sus pasos.
22 – No hay tinieblas ni oscuridad para que Allí se puedan esconder los que hacen iniquidad.
23 – Pues Dios no impone plazo al hombre para que vaya a juicio ante él.
24 – El quebranta a los fuertes sin consulta, y en lugar de ellos establece a otros.
25 – Por cuanto conoce los hechos de ellos; en una noche los trastorna, y son aplastados.
26 – Por sus maldades los castiga en un lugar donde lo vean.
27 – Porque dejaron de seguirle, y no consideraron ninguno de sus caminos,
28 – haciendo que el clamor del pobre llegase ante él, y que él oyera el clamor de los afligidos.
29 – Si él calla, ¿quién le Inculpará? Si esconde su rostro, ¿quién lo Contemplará? El Está igualmente sobre pueblos e individuos,
30 – para evitar que reine el hombre Impío y que ponga trampas al pueblo.
31 – Porque, ¿quién ha dicho a Dios: “Ya he llevado mi castigo; no volveré a ofender.
32 – Enséñame Tú lo que yo no puedo ver; y si hice maldad, no lo volveré a hacer”?
33 – ¿Acaso ha de retribuir Según tus condiciones, porque Tú rechazas las suyas? Pues Tú eres quien escoge, y no yo; habla entonces lo que sabes.
34 – Los hombres entendidos y el Varón sabio que me escucha me lo Dirán:
35 – “Job no habla sabiamente; sus palabras no son con entendimiento.”
36 – ¡Oh, que Job fuera examinado a fondo, pues responde como los hombres inicuos!
37 – Porque a su pecado añade la Rebelión; aplaude en medio de nosotros y multiplica sus palabras contra Dios.

– Ano Bíblico (Inglês).:

Book of Jó

Chapter 32

1 – So these three men gave no more answers to Job, because he seemed to himself to be right.
2 – And Elihu, the son of Barachel the Buzite, of the family of Ram, was angry, burning with wrath against Job, because he seemed to himself more right than God;
3 – And he was angry with his three friends, because they had been unable to give him an answer, and had not made Job´s sin clear.
4 – Now Elihu had kept quiet while Job was talking, because they were older than he;
5 – And when Elihu saw that there was no answer in the mouth of the three men, he was very angry.
6 – And Elihu, the son of Barachel the Buzite, made answer and said, I am young, and you are very old, so I was in fear, and kept myself from putting my knowledge before you.
7 – I said to myself, It is right for the old to say what is in their minds, and for those who are far on in years to give out wisdom.
8 – But truly it is the spirit in man, even the breath of the Ruler of all, which gives them knowledge.
9 – It is not the old who are wise, and those who are full of years have not the knowledge of what is right.
10 – So I say, Give ear to me, and I will put forward my knowledge.
11 – I was waiting for your words, I was giving ear to your wise sayings; while you were searching out what to say,
12 – I was taking note; and truly not one of you was able to make clear Job´s error, or to give an answer to his words.
13 – Take care that you do not say, Wisdom is here; God may overcome him, but not man.
14 – I will not put forward words like these, or make use of your sayings in answer to him.
15 – Fear has overcome them, they have no more answers to give; they have come to an end of words.
16 – And am I to go on waiting while they have nothing to say? while they keep quiet and give no more answers?
17 – I will give my answer; I will put forward my knowledge:
18 – For I am full of words, I am unable to keep in my breath any longer:
19 – My stomach is like wine which is unable to get out; like skins full of new wine, it is almost burst.
20 – Let me say what is in my mind, so that I may get comfort; let me give answer with open mouth.
21 – Let me not give respect to any man, or give names of honour to any living.
22 – For I am not able to give names of honour to any man; and if I did, my Maker would quickly take me away.

Chapter 33

1 – And now, O Job, give ear to my words, and take note of all I say.
2 – See, now my mouth is open, my tongue gives out words.
3 – My heart is overflowing with knowledge, my lips say what is true.
4 – The spirit of God has made me, and the breath of the Ruler of all gives me life.
5 – If you are able, give me an answer; put your cause in order, and come forward.
6 – See, I am the same as you are in the eyes of God; I was cut off from the same bit of wet earth.
7 – Fear of me will not overcome you, and my hand will not be hard on you.
8 – But you said in my hearing, and your voice came to my ears:
9 – I am clean, without sin; I am washed, and there is no evil in me:
10 – See, he is looking for something against me; in his eyes I am as one of his haters;
11 – He puts chains on my feet; he is watching all my ways.
12 – Truly, in saying this you are wrong; for God is greater than man.
13 – Why do you put forward your cause against him, saying, He gives no answer to any of my words?
14 – For God gives his word in one way, even in two, and man is not conscious of it:
15 – In a dream, in a vision of the night, when deep sleep comes on men, while they take their rest on their beds;
16 – Then he makes his secrets clear to men, so that they are full of fear at what they see;
17 – In order that man may be turned from his evil works, and that pride may be taken away from him;
18 – To keep back his soul from the underworld, and his life from destruction.
19 – Pain is sent on him as a punishment, while he is on his bed; there is no end to the trouble in his bones;
20 – He has no desire for food, and his soul is turned away from delicate meat;
21 – His flesh is so wasted away, that it may not be seen, and his bones. …
22 – And his soul comes near to the underworld, and his life to the angels of death.
23 – If now there may be an angel sent to him, one of the thousands which there are to be between him and God, and to make clear to man what is right for him;
24 – And if he has mercy on him, and says, Let him not go down to the underworld, I have given the price for his life:
25 – Then his flesh becomes young again, and he comes back to the days of his early strength;
26 – He makes his prayer to God, and he has mercy on him; he sees God´s face with cries of joy; he gives news of his righteousness to men;
27 – He makes a song, saying, I did wrong, turning from the straight way, but he did not give me the reward of my sin.
28 – He kept my soul from the underworld, and my life sees the light in full measure.
29 – Truly, God does all these things to man, twice and three times,
30 – Keeping back his soul from the underworld, so that he may see the light of life.
31 – Take note O Job, give ear to me; keep quiet, while I say what is in my mind.
32 – If you have anything to say, give me an answer; for it is my desire that you may be judged free from sin.
33 – If not, give attention to me, and keep quiet, and I will give you wisdom.

Chapter 34

1 – And Elihu made answer and said,
2 – Give ear, you wise, to my words; and you who have knowledge, give attention to me;
3 – For words are tested by the ear, as food is tasted by the mouth.
4 – Let us make the decision for ourselves as to what is right; let us have the knowledge among ourselves of what is good.
5 – For Job has said, I am upright, and it is God who has taken away my right;
6 – Though I am right, still I am in pain; my wound may not be made well, though I have done no wrong.
7 – What man is like Job, a man who freely makes sport of God,
8 – And goes in the company of evil-doers, walking in the way of sinners?
9 – For he has said, It is no profit to a man to take delight in God.
10 – Now then, you wise, take note; you men of knowledge, give ear to me. Let it be far from God to do evil, and from the Ruler of all to do wrong.
11 – For he gives to every man the reward of his work, and sees that he gets the fruit of his ways.
12 – Truly, God does not do evil, and the Ruler of all is not a false judge.
13 – Who put the earth into his care, or made him responsible for the world?
14 – If he made his spirit come back to him, taking his breath into himself again,
15 – All flesh would come to an end together, and man would go back to the dust.
16 – If you are wise, take note of this; give ear to the voice of my words.
17 – How may a hater of right be a ruler? and will you say that the upright Ruler of all is evil?
18 – He who says to a king, You are an evil-doer; and to rulers, You are sinners;
19 – Who has no respect for rulers, and who gives no more attention to those who have wealth than to the poor, for they are all the work of his hands.
20 – Suddenly they come to an end, even in the middle of the night: the blow comes on the men of wealth, and they are gone, and the strong are taken away without the hand of man.
21 – For his eyes are on the ways of a man, and he sees all his steps.
22 – There is no dark place, and no thick cloud, in which the workers of evil may take cover.
23 – For he does not give man a fixed time to come before him to be judged.
24 – He sends the strong to destruction without searching out their cause, and puts others in their place.
25 – For he has knowledge of their works, overturning them in the night, so that they are crushed.
26 – The evil-doers are broken by his wrath, he puts his hand on them with force before the eyes of all onlookers.
27 – Because they did not go after him, and took no note of his ways,
28 – So that the cry of the poor might come up to him, and the prayer of those in need come to his ears.
29 – …
30 – …
31 – …
32 – …
33 – …
34 – Men of knowledge, and all wise men, hearing me, will say,
35 – Job´s words do not come from knowledge; they are not the fruit of wisdom.
36 – May Job be tested to the end, because his answers have been like those of evil men.
37 – For in addition to his sin, he is uncontrolled in heart; before our eyes he makes sport of God, increasing his words against him.

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s