Ano Bíblico do dia 07/06/2011.

– Ano Bíblico (Português).:

Livro de Jó

Capítulo 18

1 – Então respondeu Bildade, o suíta:
2 – Até quando estareis à procura de palavras? considerai bem, e então falaremos.
3 – Por que somos tratados como gado, e como estultos aos vossos olhos?
4 – Oh tu, que te despedaças na tua ira, acaso por amor de ti será abandonada a terra, ou será a rocha removida do seu lugar?
5 – Na verdade, a luz do ímpio se apagará, e não resplandecerá a chama do seu fogo.
6 – A luz se escurecerá na sua tenda, e a lâmpada que está sobre ele se apagará.
7 – Os seus passos firmes se estreitarão, e o seu próprio conselho o derribará.
8 – Pois por seus próprios pés é ele lançado na rede, e pisa nos laços armados.
9 – A armadilha o apanha pelo calcanhar, e o laço o prende;
10 – a corda do mesmo está-lhe escondida na terra, e uma armadilha na vereda.
11 – Terrores o amedrontam de todos os lados, e de perto lhe perseguem os pés.
12 – O seu vigor é diminuído pela fome, e a destruição está pronta ao seu lado.
13 – São devorados os membros do seu corpo; sim, o primogênito da morte devora os seus membros.
14 – Arrancado da sua tenda, em que confiava, é levado ao rei dos terrores.
15 – Na sua tenda habita o que não lhe pertence; espalha-se enxofre sobre a sua habitação.
16 – Por baixo se secam as suas raízes, e por cima são cortados os seus ramos.
17 – A sua memória perece da terra, e pelas praças não tem nome.
18 – É lançado da luz para as trevas, e afugentado do mundo.
19 – Não tem filho nem neto entre o seu povo, e descendente nenhum lhe ficará nas moradas.
20 – Do seu dia pasmam os do ocidente, assim como os do oriente ficam sobressaltados de horror.
21 – Tais são, na verdade, as moradas do, ímpio, e tal é o lugar daquele que não conhece a Deus.

Capítulo 19

1 – Então Jó respondeu:
2 – Até quando afligireis a minha alma, e me atormentareis com palavras?
3 – Já dez vezes me haveis humilhado; não vos envergonhais de me maltratardes?
4 – Embora haja eu, na verdade, errado, comigo fica o meu erro.
5 – Se deveras vos quereis engrandecer contra mim, e me incriminar pelo meu opróbrio,
6 – sabei então que Deus é o que transtornou a minha causa, e com a sua rede me cercou.
7 – Eis que clamo: Violência! mas não sou ouvido; grito: Socorro! mas não há justiça.
8 – com muros fechou ele o meu caminho, de modo que não posso passar; e pôs trevas nas minhas veredas.
9 – Da minha honra me despojou, e tirou-me da cabeça a coroa.
10 – Quebrou-me de todos os lados, e eu me vou; arrancou a minha esperança, como a, uma árvore.
11 – Acende contra mim a sua ira, e me considera como um de seus adversários.
12 – Juntas as suas tropas avançam, levantam contra mim o seu caminho, e se acampam ao redor da minha tenda.
13 – Ele pôs longe de mim os meus irmãos, e os que me conhecem tornaram-se estranhos para mim.
14 – Os meus parentes se afastam, e os meus conhecidos se esquecem de, mim.
15 – Os meus domésticos e as minhas servas me têm por estranho; vim a ser um estrangeiro aos seus olhos.
16 – Chamo ao meu criado, e ele não me responde; tenho que suplicar-lhe com a minha boca.
17 – O meu hálito é intolerável à minha mulher; sou repugnante aos filhos de minha mãe.
18 – Até os pequeninos me desprezam; quando me levanto, falam contra mim.
19 – Todos os meus amigos íntimos me abominam, e até os que eu amava se tornaram contra mim.
20 – Os meus ossos se apegam à minha pele e à minha carne, e só escapei com a pele dos meus dentes.
21 – Compadecei-vos de mim, amigos meus; compadecei-vos de mim; pois a mão de Deus me tocou.
22 – Por que me perseguis assim como Deus, e da minha carne não vos fartais?
23 – Oxalá que as minhas palavras fossem escritas! Oxalá que fossem gravadas num livro!
24 – Que, com pena de ferro, e com chumbo, fossem para sempre esculpidas na rocha!
25 – Pois eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra.
26 – E depois de consumida esta minha pele, então fora da minha carne verei a Deus;
27 – vê-lo-ei ao meu lado, e os meus olhos o contemplarão, e não mais como adversário. O meu coração desfalece dentro de mim!
28 – Se disserdes: Como o havemos de perseguir! e que a causa deste mal se acha em mim,
29 – temei vós a espada; porque o furor traz os castigos da espada, para saberdes que há um juízo.

– Pergunta sobre o Ano Bíblico.:

Segundo o capítulo 19, qual era a maior certeza que tinha Jó em seu coração?
Resposta: “Porque eu sei que o meu Redentor vive…” (verso 25)

– Curiosidades Bíblicas.:

Que homem israelita era celebrado por sua beleza?
Resposta: Absalão. II Samuel 14:25.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=10&capitulo=14

– Versos Bíblicos.:

Atende à voz do meu clamor, Rei meu e Deus meu, pois é a ti que oro. Salmos 5:2

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=19&capitulo=5&verso=2

– Ano Bíblico (Espanhol).:

Libro de Jó

Capítulo 18

1 – Entonces intervino Bildad el sujita y dijo:
2 – –¿Cuándo pondréis fin a las palabras? Entended primero, y después hablaremos.
3 – ¿Por qué somos tenidos por animales y por torpes ante vuestros ojos?
4 – ¡Oh, el que despedaza su alma con su furor! ¿Será abandonada la tierra por tu causa? ¿Será removida la peña de su lugar?
5 – Ciertamente se extingue la luz de los Impíos, y no resplandece la lumbre de su fuego.
6 – La luz se oscurece en su morada, y se apaga la Lámpara que Está sobre él.
7 – Los pasos de su vigor son estrechados; su propio plan lo hace caer.
8 – Porque por sus propios pies es echado en la red, y deambula en la maraña.
9 – Una trampa lo atrapa por el Talón; el enredo se apodera de él.
10 – Para él Está escondida una cuerda en el suelo; para él hay un lazo en el sendero.
11 – Por todas partes lo sobrecogen los terrores, y le persiguen pisando sus talones.
12 – En su riqueza Está hambriento, y a su lado Está lista la desgracia.
13 – Carcome parte de su piel; el primogénito de la muerte devora sus miembros.
14 – Es arrancado de su morada, objeto de su confianza, y es conducido ante el rey de los espantos.
15 – El fuego habita en su tienda; el azufre es esparcido sobre su morada.
16 – Por abajo se secan sus Raíces, y por arriba se marchitan sus ramas.
17 – Su memoria perece en la tierra, y no tiene nombre en las calles.
18 – Lo empujan de la luz a las tinieblas; lo echan fuera del mundo.
19 – No Tendrá prole ni descendiente en su pueblo, ni sobreviviente en sus moradas.
20 – Los que vengan del oeste se Horrorizarán de su Día, y los que vengan del este Serán sobrecogidos por el espanto.
21 – Tales son las moradas del Impío, y tal Será el lugar del que no conoce a Dios.

Capítulo 19

1 – Entonces Respondió Job y dijo:
2 – –¿Hasta Cuándo angustiaréis mi alma y me trituraréis con palabras?
3 – Ya me habéis injuriado diez veces. ¿No os Avergonzáis de haberme atacado?
4 – Si en verdad he errado, conmigo Permanecerá mi error.
5 – Pero si en realidad vosotros os Jactáis contra Mí, y contra Mí Usáis mi oprobio como argumento,
6 – sabed, pues, que Dios me ha agraviado y me ha envuelto en su red.
7 – He Aquí, aunque grito: “¡Violencia!”, no soy Oído; doy voces, y no hay justicia.
8 – El ha cercado mi camino, para que yo no pase; sobre mis senderos ha puesto tinieblas.
9 – Me ha desvestido de mi gloria, y ha quitado la corona de mi cabeza.
10 – Por todos lados me despedaza, y me marcho; ha arrancado mi esperanza como a un árbol.
11 – Hace que su furor se inflame contra Mí y me considera como a uno de sus adversarios.
12 – A una vienen sus tropas; allanan su camino contra Mí, y ponen sitio alrededor de mi morada.
13 – Hizo que mis hermanos se alejaran de Mí; mis amigos se apartaron por completo.
14 – Mis parientes me han fallado; mis conocidos me han olvidado.
15 – Los que habitan en mi casa y mis criadas me consideran un extraño; he llegado a ser un extranjero ante sus ojos.
16 – Llamo a mi siervo, y no responde; con mi propia boca le tengo que rogar.
17 – Mi aliento ha venido a ser repulsivo a mi mujer, y apesto aun ante mis propios hijos.
18 – Aun los niños me desprecian; si me levanto, hablan contra Mí.
19 – Todos mis amigos íntimos me abominan; aquellos a quienes amo se han vuelto contra Mí.
20 – Mis huesos se pegan a mi piel y a mi carne; he escapado apenas con la piel de mis dientes.
21 – ¡Compadeceos vosotros de Mí! ¡Compadeceos de Mí, oh amigos Míos! Porque la mano de Dios me ha tocado.
22 – ¿Por qué me Perseguís, como lo hace Dios? ¿No os satisfacéis con mi carne?
23 – ¡Oh, que mis palabras fuesen escritas! ¡Oh, que fuesen grabadas en un libro!
24 – ¡Que con cincel de hierro y de plomo fuesen cinceladas en la roca para siempre!
25 – Pero yo sé que mi Redentor vive, y que al final se Levantará sobre el polvo.
26 – Y después que hayan deshecho esta mi piel, ¡en mi carne he de ver a Dios,
27 – a quien yo mismo he de ver! Lo Verán mis ojos, y no los de otro. Mi Corazón se consume dentro de Mí.
28 – Si Decís: “¿Cómo lo acosaremos?”, y “La Raíz del asunto se halla en él”,
29 – temed por vosotros ante la espada. Porque la espada representa la ira contra las iniquidades, para que Sepáis que hay un juicio.

– Ano Bíblico (Inglês).:

Book of Jó

Chapter 18

1 – Then Bildad the Shuhite made answer and said,
2 – How long will it be before you have done talking? Get wisdom, and then we will say what is in our minds.
3 – Why do we seem as beasts in your eyes, and as completely without knowledge?
4 – But come back, now, come: you who are wounding yourself in your passion, will the earth be given up because of you, or a rock be moved out of its place?
5 – For the light of the sinner is put out, and the flame of his fire is not shining.
6 – The light is dark in his tent, and the light shining over him is put out.
7 – The steps of his strength become short, and by his design destruction overtakes him.
8 – His feet take him into the net, and he goes walking into the cords.
9 – His foot is taken in the net; he comes into its grip.
10 – The twisted cord is put secretly in the earth to take him, and the cord is placed in his way.
11 – He is overcome by fears on every side, they go after him at every step.
12 – His strength is made feeble for need of food, and destruction is waiting for his falling footstep.
13 – His skin is wasted by disease, and his body is food for the worst of diseases.
14 – He is pulled out of his tent where he was safe, and he is taken away to the king of fears.
15 – In his tent will be seen that which is not his, burning stone is dropped on his house.
16 – Under the earth his roots are dry, and over it his branch is cut off.
17 – His memory is gone from the earth, and in the open country there is no knowledge of his name.
18 – He is sent away from the light into the dark; he is forced out of the world.
19 – He has no offspring or family among his people, and in his living-place there is no one of his name.
20 – At his fate those of the west are shocked, and those of the east are overcome with fear.
21 – Truly, these are the houses of the sinner, and this is the place of him who has no knowledge of God.

Chapter 19

1 – And Job made answer and said,
2 – How long will you make my life bitter, crushing me with words?
3 – Ten times now you have made sport of me; it gives you no sense of shame to do me wrong.
4 – And, truly, if I have been in error, the effect of my error is only on myself.
5 – If you make yourselves great against me, using my punishment as an argument against me,
6 – Be certain that it is God who has done me wrong, and has taken me in his net.
7 – Truly, I make an outcry against the violent man, but there is no answer: I give a cry for help, but no one takes up my cause.
8 – My way is walled up by him so that I may not go by: he has made my roads dark.
9 – He has put off my glory from me, and taken the crown from my head.
10 – I am broken down by him on every side, and I am gone; my hope is uprooted like a tree.
11 – His wrath is burning against me, and I am to him as one of his haters.
12 – His armies come on together, they make their road high against me, and put up their tents round mine.
13 – He has taken my brothers far away from me; they have seen my fate and have become strange to me.
14 – My relations and my near friends have given me up, and those living in my house have put me out of their minds.
15 – I am strange to my women-servants, and seem to them as one from another country.
16 – At my cry my servant gives me no answer, and I have to make a prayer to him.
17 – My breath is strange to my wife, and I am disgusting to the offspring of my mother´s body.
18 – Even young children have no respect for me; when I get up their backs are turned on me.
19 – All the men of my circle keep away from me; and those dear to me are turned against me.
20 – My bones are joined to my skin, and I have got away with my flesh in my teeth.
21 – Have pity on me, have pity on me, O my friends! for the hand of God is on me.
22 – Why are you cruel to me, like God, for ever saying evil against me?
23 – If only my words might be recorded! if they might be put in writing in a book!
24 – And with an iron pen and lead be cut into the rock for ever!
25 – But I am certain that he who will take up my cause is living, and that in time to come he will take his place on the dust;
26 – And … without my flesh I will see God;
27 – Whom I will see on my side, and not as one strange to me. My heart is broken with desire.
28 – If you say, How cruel we will be to him! because the root of sin is clearly in him:
29 – Be in fear of the sword, for the sword is the punishment for such things, so that you may be certain that there is a judge.

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s