Ano Bíblico do dia 06/06/2011.

– Ano Bíblico (Português).:

Livro de Jó

Capítulo 15

1 – Então respondeu Elifaz, o temanita:
2 – Porventura responderá o sábio com ciência de vento? E encherá do vento oriental o seu ventre,
3 – argüindo com palavras que de nada servem, ou com razões com que ele nada aproveita?
4 – Na verdade tu destróis a reverência, e impedes a meditação diante de Deus.
5 – Pois a tua iniqüidade ensina a tua boca, e escolhes a língua dos astutos.
6 – A tua própria boca te condena, e não eu; e os teus lábios testificam contra ti.
7 – És tu o primeiro homem que nasceu? Ou foste dado à luz antes dos outeiros?
8 – Ou ouviste o secreto conselho de Deus? E a ti só reservas a sabedoria?
9 – Que sabes tu, que nós não saibamos; que entendes, que não haja em nós?
10 – Conosco estão os encanecidos e idosos, mais idosos do que teu pai.
11 – Porventura fazes pouco caso das consolações de Deus, ou da palavra que te trata benignamente?
12 – Por que te arrebata o teu coração, e por que flamejam os teus olhos,
13 – de modo que voltas contra Deus o teu espírito, e deixas sair tais palavras da tua boca?
14 – Que é o homem, para que seja puro? E o que nasce da mulher, para que fique justo?
15 – Eis que Deus não confia nos seus santos, e nem o céu é puro aos seus olhos;
16 – quanto menos o homem abominável e corrupto, que bebe a iniqüidade como a água?
17 – Escuta-me e to mostrarei; contar-te-ei o que tenho visto
18 – (o que os sábios têm anunciado e seus pais não o ocultaram;
19 – aos quais somente era dada a terra, não havendo estranho algum passado por entre eles);
20 – Todos os dias passa o ímpio em angústia, sim, todos os anos que estão reservados para o opressor.
21 – O sonido de terrores está nos seus ouvidos; na prosperidade lhe sobrevém o assolador.
22 – Ele não crê que tornará das trevas, mas que o espera a espada.
23 – Anda vagueando em busca de pão, dizendo: Onde está? Bem sabe que o dia das trevas lhe está perto, à mão.
24 – Amedrontam-no a angústia e a tribulação; prevalecem contra ele, como um rei preparado para a peleja.
25 – Porque estendeu a sua mão contra Deus, e contra o Todo-Poderoso se porta com soberba;
26 – arremete contra ele com dura cerviz, e com as saliências do seu escudo;
27 – porquanto cobriu o seu rosto com a sua gordura, e criou carne gorda nas ilhargas;
28 – e habitou em cidades assoladas, em casas em que ninguém deveria morar, que estavam a ponto de tornar-se em montões de ruínas;
29 – não se enriquecerá, nem subsistirá a sua fazenda, nem se estenderão pela terra as suas possessões.
30 – Não escapará das trevas; a chama do fogo secará os seus ramos, e ao sopro da boca de Deus desaparecerá.
31 – Não confie na vaidade, enganando-se a si mesmo; pois a vaidade será a sua recompensa.
32 – Antes do seu dia se cumprirá, e o seu ramo não reverdecerá.
33 – Sacudirá as suas uvas verdes, como a vide, e deixará cair a sua flor como a oliveira.
34 – Pois a assembléia dos ímpios é estéril, e o fogo consumirá as tendas do suborno.
35 – Concebem a malícia, e dão à luz a iniqüidade, e o seu coração prepara enganos.

Capítulo 16

1 – Então Jó respondeu, dizendo:
2 – Tenho ouvido muitas coisas como essas; todos vós sois consoladores molestos.
3 – Não terão fim essas palavras de vento? Ou que é o que te provoca, para assim responderes?
4 – Eu também poderia falar como vós falais, se vós estivésseis em meu lugar; eu poderia amontoar palavras contra vós, e contra vós menear a minha cabeça;
5 – poderia fortalecer-vos com a minha boca, e a consolação dos meus lábios poderia mitigar a vossa dor.
6 – Ainda que eu fale, a minha dor não se mitiga; e embora me cale, qual é o meu alívio?
7 – Mas agora, ó Deus, me deixaste exausto; assolaste toda a minha companhia.
8 – Tu me emagreceste, e isso constitui uma testemunha contra mim; contra mim se levanta a minha magreza, e o meu rosto testifica contra mim.
9 – Na sua ira ele me despedaçou, e me perseguiu; rangeu os dentes contra mim; o meu adversário aguça os seus olhos contra mim.
10 – Os homens abrem contra mim a boca; com desprezo me ferem nas faces, e contra mim se ajuntam à uma.
11 – Deus me entrega ao ímpio, nas mãos dos iníquos me faz cair.
12 – Descansado estava eu, e ele me quebrantou; e pegou-me pelo pescoço, e me despedaçou; colocou-me por seu alvo;
13 – cercam-me os seus flecheiros. Atravessa-me os rins, e não me poupa; derrama o meu fel pela terra.
14 – Quebranta-me com golpe sobre golpe; arremete contra mim como um guerreiro.
15 – Sobre a minha pele cosi saco, e deitei a minha glória no pó.
16 – O meu rosto todo está inflamado de chorar, e há sombras escuras sobre as minhas pálpebras,
17 – embora não haja violência nas minhas mãos, e seja pura a minha oração.
18 – Ó terra, não cubras o meu sangue, e não haja lugar em que seja abafado o meu clamor!
19 – Eis que agora mesmo a minha testemunha está no céu, e o meu fiador nas alturas.
20 – Os meus amigos zombam de mim; mas os meus olhos se desfazem em lágrimas diante de Deus,
21 – para que ele defenda o direito que o homem tem diante de Deus e o que o filho do homem tem perante, o seu próximo.
22 – Pois quando houver decorrido poucos anos, eu seguirei o caminho por onde não tornarei.

Capítulo 17

1 – O meu espírito está quebrantado, os meus dias se extinguem, a sepultura me está preparada!
2 – Deveras estou cercado de zombadores, e os meus olhos contemplam a sua provocação!
3 – Dá-me, peço-te, um penhor, e sê o meu fiador para contigo; quem mais há que me dê a mão?
4 – Porque aos seus corações encobriste o entendimento, pelo que não os exaltarás.
5 – Quem entrega os seus amigos como presa, os olhos de seus filhos desfalecerão.
6 – Mas a mim me pôs por motejo dos povos; tornei-me como aquele em cujo rosto se cospe.
7 – De mágoa se escureceram os meus olhos, e todos os meus membros são como a sombra.
8 – Os retos pasmam disso, e o inocente se levanta contra o ímpio.
9 – Contudo o justo prossegue no seu caminho e o que tem mãos puras vai crescendo em força.
10 – Mas tornai vós todos, e vinde, e sábio nenhum acharei entre vós.
11 – Os meus dias passaram, malograram-se os meus propósitos, as aspirações do meu coração.
12 – Trocam a noite em dia; dizem que a luz está perto das trevas.
13 – Se eu olhar o Seol como a minha casa, se nas trevas estender a minha cama,
14 – se eu clamar à cova: Tu és meu pai; e aos vermes: Vós sois minha mãe e minha irmã;
15 – onde está então a minha esperança? Sim, a minha esperança, quem a poderá ver?
16 – Acaso descerá comigo até os ferrolhos do Seol? Descansaremos juntos no pó?

– Pergunta sobre o Ano Bíblico.:

Segundo Jó, qual era a atitude de seus amigos no momento em que vivia seu drama de prova e dor?
Resposta: zombaria (Jó 16:20)

– Curiosidades Bíblicas.:

Quais os 2 irmãos que, depois de mortos, tiveram suas mãos e pés decepados?
Resposta: Recabe e Baaná. II Samuel 4:8,9,10,11,12.

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=10&capitulo=4

– Versos Bíblicos.:

Porquanto qualquer que vos der a beber um copo de água em meu nome, porque sois de Cristo, em verdade vos digo que de modo algum perderá a sua recompensa. Marcos 9:41

Fonte: http://www.ellenwhitebooks.com/biblia.asp?lista=1&livro=41&capitulo=9&verso=41

– Ano Bíblico (Espanhol).:

Libro de Jó

Capítulo 15

1 – Entonces intervino Elifaz el temanita y dijo:
2 – –¿Ha de responder el sabio con vano conocimiento? ¿Ha de llenar su vientre de viento oriental?
3 – ¿Ha de argüir con expresiones Inútiles y con palabras sin provecho?
4 – Ciertamente Tú anulas la Devoción y menoscabas la Meditación delante de Dios.
5 – Porque tu iniquidad instruye a tu boca, y adoptas el lenguaje de los astutos.
6 – Tu boca te condena, no yo; y tus labios testifican contra ti.
7 – ¿Fuiste Tú el primer hombre que Nació? ¿Naciste antes que las colinas?
8 – ¿Has escuchado el secreto de Dios, para que Tú solo te apropies de la Sabiduría?
9 – ¿Qué sabes Tú que no sepamos nosotros? ¿Qué entendimiento tienes que nosotros no tengamos?
10 – También entre nosotros hay hombres canosos, hombres muy ancianos, mayores en años que tu padre.
11 – ¿En tan poco tienes el consuelo de Dios y la palabra que se te dice con ternura?
12 – ¿Por qué te arrebata tu Corazón, y por qué guiñan tus ojos,
13 – para que vuelvas tu Espíritu contra Dios y dejes salir tales palabras de tu boca?
14 – ¿Qué es el hombre para considerarse limpio; y el nacido de mujer, para que se considere justo?
15 – Si Dios no se Fía ni de sus santos, ni aun los cielos son puros ante sus ojos,
16 – ¿Cuánto menos el abominable y corrupto, el hombre que bebe como agua la iniquidad?
17 – Escúchame; yo te informaré y te contaré lo que he visto;
18 – lo que los sabios nos han revelado sin encubrir nada de lo de sus padres.
19 – Sólo a ellos les fue dada la tierra, y Ningún extraño Pasó por en medio de ellos.
20 – El Impío se retuerce de dolor todos los Días, y un cierto Número de años han sido reservados para el tirano.
21 – Voces de espanto resuenan en sus Oídos; y aun en la paz Vendrá su destructor.
22 – El no cree que ha de volver de las tinieblas, y que Está destinado para la espada.
23 – Va errante en pos del pan, diciendo: “¿Dónde Estará?” Sabe que el Día de las tinieblas le Está listo, a la mano.
24 – Le aterran la tristeza y la Aflicción; lo abruman como un rey listo para el ataque.
25 – Porque ha extendido su mano contra Dios, y se ha comportado con soberbia contra el Todopoderoso.
26 – Porque embiste contra él con cuello erguido, con el doble saliente de su escudo.
27 – Aunque su cara se cubra de gordura y le crezcan pliegues de grasa en las caderas,
28 – Habitará en ciudades desoladas, en casas donde nadie vive y que Están destinadas a ser escombros.
29 – No se Enriquecerá, ni le Durarán sus bienes; tampoco Extenderá su patrimonio sobre la tierra.
30 – No Escapará de las tinieblas. La llama Secará sus ramas, y por el soplo de su boca Desaparecerá.
31 – No Confíe en la vanidad, Engañándose a Sí mismo, pues vanidad Será su recompensa.
32 – Ella se Cumplirá antes de su tiempo, y su copa no Estará frondosa.
33 – Como la vid Dejará caer sus uvas agraces y Arrojará sus flores como el olivo.
34 – Porque la Compañía de los Impíos es estéril, y el fuego Consumirá las moradas del soborno.
35 – Conciben afanes y dan a luz iniquidad; sus entrañas preparan el engaño.

Capítulo 16

1 – Entonces Respondió Job y dijo:
2 – –He Oído muchas cosas como éstas; consoladores gravosos sois todos vosotros.
3 – ¿Habrá fin para las palabras Vacías? ¿Qué te incita a responder?
4 – Yo también Podría hablar como vosotros. Si vuestra alma estuviera en lugar de mi alma, yo también Podría componer discursos contra vosotros, y por vosotros Sacudiría mi cabeza.
5 – Os Alentaría con mi boca, y el movimiento de mis labios Traería alivio.
6 – Pero si hablo, mi dolor no tiene alivio; y si dejo de hablar, ¿qué se ha de ir de Mí?
7 – Pero ahora Dios me tiene agobiado. Ha desolado toda mi Compañía,
8 – y me ha llenado de arrugas. Mi debilidad responde en mi propia cara; ha venido a ser testigo y se ha levantado contra Mí.
9 – Su furor me ha despedazado, pues me aborrece; contra Mí hace crujir sus dientes. Mi adversario aguza su mirada contra Mí.
10 – Contra Mí han abierto su boca; con afrenta han golpeado mis mejillas. A una se han juntado contra Mí.
11 – Dios me ha entregado a los perversos; me ha empujado a las manos de los Impíos.
12 – Yo estaba tranquilo, pero él me Sacudió; me Tomó por el cuello y me Despedazó. El me ha puesto por blanco suyo;
13 – sus arqueros me han rodeado. Atraviesa mis riñones sin Compasión y derrama por tierra mi hiel.
14 – Abre en Mí brecha tras brecha; contra Mí arremete como un guerrero.
15 – He cosido cilicio sobre mi piel y he hundido mi fuerza en el polvo.
16 – Mi rostro Está enrojecido con el llanto, y sobre mis Párpados hay densa oscuridad,
17 – a pesar de no haber violencia en mis manos y de ser pura mi Oración.
18 – ¡Oh tierra, no encubras mi sangre! ¡Que no haya lugar para mi clamor!
19 – He Aquí que también ahora mi testigo Está en los cielos; en las alturas Está mi defensor.
20 – Mis amigos me escarnecen; mis ojos derraman Lágrimas ante Dios.
21 – ¡Oh, si alguien llevara la causa de un hombre ante Dios como entre el hombre y su Prójimo!
22 – Porque los pocos años se van, y yo iré por el camino sin retorno.

Capítulo 17

1 – Mi Espíritu Está atribulado; mis Días se extinguen. El sepulcro Está preparado para Mí.
2 – No hay conmigo sino burladores, y mis ojos contemplan su hostilidad.
3 – Por favor, deposita contigo una fianza para Mí. ¿Quién me Estrechará la mano?
4 – Porque has cerrado su Corazón al entendimiento; por tanto, no los enalteces.
5 – Los que por recompensa denuncian a sus amigos, aun los ojos de sus hijos Desfallecerán.
6 – El me ha expuesto como Refrán a los pueblos; ante ellos soy uno a quien escupen en la cara.
7 – Mis ojos se han debilitado por la angustia; todos mis miembros son como una sombra.
8 – Los rectos se Asombrarán de esto, y el inocente se Levantará contra el Impío.
9 – Pero el justo se Aferrará a su camino, y el limpio de manos Aumentará sus fuerzas.
10 – No obstante, volved todos vosotros; venid, por favor. Pero entre vosotros no hallaré Ningún sabio.
11 – Han pasado mis Días; se han deshecho mis planes. ¡Aun los deseos de mi Corazón!
12 – Ellos convierten la noche en Día: “La luz Está cerca de las tinieblas.”
13 – Aunque espere, el Seol Será mi casa; tenderé mi cama en las tinieblas.
14 – A la fosa digo: “Tú eres mi padre”, y a los gusanos: “Mi madre y mi hermana.”
15 – ¿Dónde Está, entonces, mi esperanza? Y mi bien, ¿quién lo Verá?
16 – Descenderán al poder del Seol, pues juntos bajaremos hasta el polvo.

– Ano Bíblico (Inglês).:

Book of Jó

Chapter 15

1 – And Eliphaz the Temanite made answer and said,
2 – Will a wise man make answer with knowledge of no value, or will he give birth to the east wind?
3 – Will he make arguments with words in which is no profit, and with sayings which have no value?
4 – Truly, you make the fear of God without effect, so that the time of quiet worship before God is made less by your outcry.
5 – For your mouth is guided by your sin, and you have taken the tongue of the false for yourself.
6 – It is by your mouth, even yours, that you are judged to be in the wrong, and not by me; and your lips give witness against you.
7 – Were you the first man to come into the world? or did you come into being before the hills?
8 – Were you present at the secret meeting of God? and have you taken all wisdom for yourself?
9 – What knowledge have you which we have not? is there anything in your mind which is not in ours?
10 – With us are men who are grey-haired and full of years, much older than your father.
11 – Are the comforts of God not enough for you, and the gentle word which was said to you?
12 – Why is your heart uncontrolled, and why are your eyes lifted up;
13 – So that you are turning your spirit against God, and letting such words go out of your mouth?
14 – What is man, that he may be clean? and how may the son of woman be upright?
15 – Truly, he puts no faith in his holy ones, and the heavens are not clean in his eyes;
16 – How much less one who is disgusting and unclean, a man who takes in evil like water!
17 – Take note and give ear to my words; and I will say what I have seen:
18 – (The things which wise men have got from their fathers, and have not kept secret from us;
19 – For only to them was the land given, and no strange people were among them:)
20 – The evil man is in pain all his days, and the number of the years stored up for the cruel is small.
21 – A sound of fear is in his ears; in time of peace destruction will come on him:
22 – He has no hope of coming safe out of the dark, and his fate will be the sword;
23 – He is wandering about in search of bread, saying, Where is it? and he is certain that the day of trouble is ready for him:
24 – He is greatly in fear of the dark day, trouble and pain overcome him:
25 – Because his hand is stretched out against God, and his heart is lifted up against the Ruler of all,
26 – Running against him like a man of war, covered by his thick breastplate; even like a king ready for the fight,
27 – Because his face is covered with fat, and his body has become thick;
28 – And he has made his resting-place in the towns which have been pulled down, in houses where no man had a right to be, whose fate was to become masses of broken walls.
29 – He does not get wealth for himself, and is unable to keep what he has got; the heads of his grain are not bent down to the earth.
30 – He does not come out of the dark; his branches are burned by the flame, and the wind takes away his bud.
31 – Let him not put his hope in what is false, falling into error: for he will get deceit as his reward.
32 – His branch is cut off before its time, and his leaf is no longer green.
33 – He is like a vine whose grapes do not come to full growth, or an olive-tree dropping its flowers.
34 – For the band of the evil-doers gives no fruit, and the tents of those who give wrong decisions for reward are burned with fire.
35 – Evil has made them with child, and they give birth to trouble; and the fruit of their body is shame for themselves.

Chapter 16

1 – And Job made answer and said,
2 – Such things have frequently come to my ears: you are comforters who only give trouble.
3 – May words which are like the wind be stopped? or what is troubling you to make answer to them?
4 – It would not be hard for me to say such things if your souls were in my soul´s place; joining words together against you, and shaking my head at you:
5 – I might give you strength with my mouth, and not keep back the comfort of my lips.
6 – If I say what is in my mind, my pain becomes no less: and if I keep quiet, how much of it goes from me?
7 – But now he has overcome me with weariness and fear, and I am in the grip of all my trouble.
8 – It has come up as a witness against me, and the wasting of my flesh makes answer to my face.
9 – I am broken by his wrath, and his hate has gone after me; he has made his teeth sharp against me: my haters are looking on me with cruel eyes;
10 – Their mouths are open wide against me; the blows of his bitter words are falling on my face; all of them come together in a mass against me.
11 – God gives me over to the power of sinners, sending me violently into the hands of evil-doers.
12 – I was in comfort, but I have been broken up by his hands; he has taken me by the neck, shaking me to bits; he has put me up as a mark for his arrows.
13 – His bowmen come round about me; their arrows go through my body without mercy; my life is drained out on the earth.
14 – I am broken with wound after wound; he comes rushing on me like a man of war.
15 – I have made haircloth the clothing of my skin, and my horn is rolled in the dust.
16 – My face is red with weeping, and my eyes are becoming dark;
17 – Though my hands have done no violent acts, and my prayer is clean.
18 – O earth, let not my blood be covered, and let my cry have no resting-place!
19 – Even now my witness is in heaven, and the supporter of my cause is on high.
20 – My friends make sport of me; to God my eyes are weeping,
21 – So that he may give decision for a man in his cause with God, and between a son of man and his neighbour.
22 – For in a short time I will take the journey from which I will not come back.

Chapter 17

1 – My spirit is broken, my days are ended, the last resting-place is ready for me.
2 – Truly, those who make sport of me are round about me, and my eyes become dark because of their bitter laughing.
3 – Be pleased, now, to be responsible for me to yourself; for there is no other who will put his hand in mine.
4 – You have kept their hearts from wisdom: for this cause you will not give them honour.
5 – As for him who is false to his friend for a reward, light will be cut off from the eyes of his children.
6 – He has made me a word of shame to the peoples; I have become a mark for their sport.
7 – My eyes have become dark because of my pain, and all my body is wasted to a shade.
8 – The upright are surprised at this, and he who has done no wrong is troubled because of the evil-doers.
9 – Still the upright keeps on his way, and he who has clean hands gets new strength.
10 – But come back, now, all of you, come; and I will not see a wise man among you.
11 – My days are past, my purposes are broken off, even the desires of my heart.
12 – They are changing night into day; they say, The light is near the dark.
13 – If I am waiting for the underworld as my house, if I have made my bed in the dark;
14 – If I say to the earth, You are my father; and to the worm, My mother and my sister;
15 – Where then is my hope? and who will see my desire?
16 – Will they go down with me into the underworld? Will we go down together into the dust?

Na graça de nosso Senhor Jesus,

Daniel Gavin
Diretor Geral – Ellen White Books
http://www.ellenwhite.com.br/
http://www.ellenwhitebooks.com/
http://www.ellenwhite.es/
http://www.ellenwhitebooks.es/

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s