A dívida, suas conseqüências e como saldá-la

A dívida, suas conseqüências e como saldá-la

PUBLICADO EM 8 DE JULHO DE 2011, POR SALDOEXTRA

POSTADO EM: TEMPORADA 2011VÍDEOS

A dívida é uma conseqüência do desequilíbrio e descontrole financeiro na vida de qualquer pessoa, e esta por sua vez traz várias conseqüências: afeta as relações interpessoais, baixa a produtividade no trabalho, abala o estado emocional, afeta a saúde e pode até mesmo diminuir as defesas do organismo, levando a pessoa a contrair doenças com facilidade.

Os que vivem num estado constante de “desejo” tornam-se escravos de suas próprias paixões. Quando fazemos dívidas para adquirir produtos ou serviços, não estamos, na verdade, Em seus primeiros estágios, as dívidas não doem. Pelo contrário, a perfídia das dívidas está no próprio fato de que o uso das dívidas proporciona às vítimas um prazer temporário. A grande maioria das pessoas se arrisca à lepra financeira para ter o prazer temporário de gastar antes de ganhar.

É preciso ter consciências das conseqüências danosas que as dívidas trazem para família e reconhecer que a mudança virá com muita força de vontade, domínio próprio e a ajuda divina.

As dívidas nos tiram mais que dinheiro. É fácil imaginar que as dívidas são simples contas a pagar, porém são muito mais que isso. As dívidas geram quatro conseqüências principais:

  • Perda de liberdade
  • Perda de fluxo de caixa
  • Perda de tempo
  • Perda de oportunidades

OBS.: VEJA O VÍDEO NO LINK ABAIXO!!!

Algumas dicas de despesas que podem ser cortadas:

  • Jantar ou almoçar fora
  • Contas de celulares (quando o mesmo não é uma “ferramenta indispensável para o trabalho”)
  • Compras de vestuários em geral
  • Cursos paralelos (inglês, aulas de música, academia de ginástica, e outros)
  • Freqüência aos salões de beleza
  • Lazer (cinema, teatro, aluguéis de vídeos)
  • Compras de livros
  • Eletrodomésticos
  • Acessórios para o lar

Além disso, talvez seja importante considerar dispensar a empregada ou mudar para diarista. Se a família tem dois veículos, deve avaliar a venda de um deles e até mesmo ir para o trabalho de transporte público. As despesas do mercado com alimentação e produtos de limpeza sempre representam um valor alto nas despesas da família. Portanto, deve-se com urgência fazer uma lista do que é estritamente necessário e ser fiel a ela. É importante avaliar também a questão do aluguel e do condomínio, e procurar um aluguel mais em conta ou uma casa que não tenhas as despesas com condomínio. Até mesmo o custo da escola das crianças deve ser avaliado. Procurar uma escola mais econômica e que seja mais próxima de casa, para evitar as despesas com transporte, sem prejudicar a educação dos filhos.

O “novo orçamento” deve ficar dentro da renda líquida da família, sobrando o suficiente para que as dívidas e os juros sejam amortizados.

Após a liquidação total da dívida, a família irá refazer seu orçamento e reavaliar qual o seu padrão de vida, adequando-o à renda financeira do lar, dispensando os supérfluos. Algumas pessoas se julgam viciadas em compras e se sentem mal se não conseguem sair da casa e fazer umas comprinhas. Para tais pessoas é bom lembrar que tudo o que favorece o consumo deve ser descartado. Para o comprador compulsivo que está endividado o conselho é cancelar todos os seus cartões de crédito, destruir todos os cartões preferenciais ou fidelidade, aqueles conhecidos cartões de lojas de vestuário e departamentos, que só existem para estimular o consumo. Quem sabe até destruir os talões de cheque, ou deixá-los em casa, bem guardados, e fazer suas compras somente em dinheiro, e mesmo assim andar sempre com pouco dinheiro.

Certas pessoas jamais percebem que podem reorganizar sua receita atual e se tornar ricas. Adotam a cultura popular e ignoram a sabedoria antiga.  Você é responsável por suas escolhas. Mude seus hábitos e sua vida mudará para sempre. Lembre-se de buscar a ajuda divina e não deixar a fidelidade na questão financeira ser interrompida para sanar dívidas. O dízimo pertence a Deus e deve ser-Lhe entregue, independentemente da situação financeira. A fidelidade a Deus contribuirá para que Suas bênçãos sejam abundantes.

FONTE: http://novotempo.com/saldoextra/2011/07/08/a-divida-suas-consequencias-e-como-salda-la/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+SaldoExtra+%28Saldo+Extra%29

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s