Novidades – Reavivamento e Reforma

 

Novidades – Reavivamento e Reforma


Mantendo Total Confiança em Deus

Posted: 25 Jun 2011 10:51 AM PDT

Eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não o fiz com ostentação de linguagem, ou de sabedoria. Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado. E foi em fraqueza, temor e grande tremor que eu estive entre vós. I Cor. 2:1-3.

Virão tempos em que a igreja será despertada pelo poder divino, e fervorosa atividade será o resultado, pois o vivificante poder do Espírito Santo inspirará seus membros a saírem e buscarem almas para Cristo. Mas quando essa atividade se manifestar, os mais fervorosos obreiros só estarão seguros se confiarem em Deus, por meio de constante e fervorosa oração. Terão necessidade de fazer fervorosas súplicas para que, pela graça de Cristo, sejam salvos de ficarem orgulhosos em seu trabalho, ou de fazerem de suas atividades um salvador. Têm de olhar constantemente a Jesus, a fim de reconhecerem que é Seu poder que faz a obra, e serem assim habilitados a atribuírem a Deus toda a glória.

Seremos convidados a fazer os mais decididos esforços para estender a obra de Deus, e a oração ao nosso Pai celestial será muitíssimo necessária. Será preciso empenhar-se em oração secreta, em família e na igreja. Nossos lares devem ser postos em ordem, e envidados diligentes esforços para interessar todos os membros da família nos empreendimentos missionários. Devemos procurar envolver a atenção de nossos filhos em zeloso trabalho pelos que não estão salvos, de maneira que, em todas as ocasiões e em toda parte, eles façam o máximo que lhes for possível para representar a Cristo.

Mas não olvidemos que, à medida que aumenta a atividade, e somos bem-sucedidos em fazer a obra que tem de ser realizada, há o perigo de confiarmos em planos e métodos humanos. Haverá tendência para orar menos, e ter menos fé. Corremos o perigo de perder o senso de nossa dependência de Deus, o Único que pode fazer com que nosso trabalho seja bem-sucedido; mas se bem que essa seja a tendência, que ninguém pense que o instrumento humano tenha de fazer menos. Não, ele não tem de fazer menos, porém mais, mediante a aceitação do celeste dom, o Espírito Santo. O mundo não conheceu a Deus por sua própria sabedoria, e todo poder humano é naturalmente, em maior ou menor grau, oposto a Deus. Devemos olhar para Jesus e cooperar com os instrumentos celestiais, apresentando nossos pedidos ao Pai em nome de Jesus. Review and Herald, 4 de julho de 1893.

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s